Notícias do Movimento Espírita

Araçatuba, SP, segunda-feira, 09 de abril  de 2012

Compiladas por Ismael Gobbo

Agradecemos àqueles que gentilmente repassam este email

em suas listas de contatos

 

 

 

Nota 1

Recomendamos confirmar junto aos organizadores os eventos aqui divulgados. Podem ocorrer cancelamentos ou mudanças que nem sempre chegam ao nosso conhecimento.

 

 

 

Nota 2

 

Este email é uma forma alternativa de divulgação de noticias, eventos, entrevistas e artigos espíritas. Recebemos as informações de fontes  diversas e fazemos o repasse aos destinatários de nossa lista de contatos. Trabalhamos com a expectativa de que as informações que nos chegam sejam absolutamente espíritas na forma como preconiza o codificador do Espiritismo, Allan Kardec.  Pedimos aos nossos diletos colaboradores que façam uma análise criteriosa e só nos remetam para divulgação matérias genuinamente espíritas. (Ismael Gobbo)

   

 

 

 

Atenção

 

Se você tiver dificuldades em abrir o arquivo, recebê-lo incompleto ou cortado e fotos que não abrem, clique aqui: http://www.noticiasespiritas.com.br/2012/ABRIL/09-04-2012.htm

 

 

 

 

Jeziel (Estêvão)

 

Matéria publicada no Jornal Mundo Espírita - janeiro/2004

 

Em Atos dos Apóstolos, a primeira referência que é feita a Estêvão, se encontra no cap. 6, v. 5 e seguintes, ao relatar a escolha dos diáconos (aqueles que servem) para a Igreja de Jerusalém (Casa do Caminho), figurando o seu nome em primeiro lugar, na lista dos sete escolhidos.

Emmanuel, no entanto, ao enfocar a saga de Paulo de Tarso, inicia a sua maravilhosa narrativa, com a história da família de Jochedeb ben Jared, no ano 34, que se constituía do pai, Jochedeb, a filha Abigail, de 18 anos e Jeziel, no vigor dos seus 25 anos de idade.

Naquele ano, o representante de César em Corinto, Licínio Minúcio, lhes tomou a propriedade e destroçou a família. O pai morreu açoitado diante dos dois filhos. Abigail foi socorrida pelas generosas mãos do casal Zacarias ben Anan e sua esposa, que haviam acabado de sofrer a morte do filho, e foi viver, em uma granja, na estrada de Jope. Jeziel, após sofrer bárbara tortura por espancamento, foi recolhido à prisão e encaminhado, transcorridos mais ou menos 30 dias, para o serviço das galeras romanas.

"Sua formação moral resistiu heroicamente à dureza das novas condições. Não se deixou vencer pelo desespero nem pelo ódio, impondo voluntariamente sua autoridade moral, não apenas aos companheiros de infortúnio, mas até mesmo ao feitor." (1)

O ilustre romano Sérgio Paulo, que se encontrava a bordo, em missão política, adoeceu gravemente. Abriu-se seu corpo em chagas, de tal forma que nem seus amigos o desejaram tratar. A incumbência foi dada ao jovem escravo Jeziel.

À conta de suas preces e seus cuidados, a autoridade romana se restabeleceu, enquanto o escravo manifestou a mesma enfermidade.

Grato pelo cuidado de Jeziel, Sérgio Paulo conseguiu se opor ao comandante do barco que o desejava jogar ao mar, para evitar a contaminação, e o deixou em terra, na costa da Palestina, munido de uma bolsa de dinheiro.

Depois de ter dado a bolsa a um homem que o encontrou, o jovem israelita mereceu dele a misericórdia de ser conduzido à casa de um tal Efraim, que o levou à Casa do Caminho, em Jerusalém.

Recebido pelo generoso coração de Pedro, foi tratado e curou-se. Logo mais, abraçaria a nova fé e, por sugestão do próprio Pedro, adotaria o nome grego, tanto para resguardar-se de ser identificado, criando dificuldades ao romano que lhe concedera a oportunidade de uma nova vida, quanto para demarcar a nova fase de sua vida em Cristo: Estêvão.

Rapidamente, Estêvão se integrou na vida da comunidade cristã, passando a servir à causa com todas as suas forças. Breve, se tornou uma das figuras de destaque na Casa do Caminho, pelas suas faculdades curadoras e inspirada pregação.

O seu primeiro encontro com o futuro Apóstolo dos Gentios se deu na própria Casa do Caminho, quando Saulo ali esteve, levado por Sadoc que o desejava liderando uma campanha contra "aqueles homens", cujo prestígio crescia em Jerusalém.

Saulo ameaçou Estêvão com a autoridade do Sinédrio, mas o pregador não se atemorizou. Para ele, não havia autoridade maior que a de Deus.

Convidado ao debate, no Sinédrio, escusou-se, dizendo que esse era contrário aos ensinos de Jesus. Denunciado formalmente, então, por amigo de Saulo, compareceu perante o Tribunal, sozinho.

O interrogatório foi presidido pelo próprio Saulo que, vencido pela serenidade e paz que descobriu em Estevão e sua convicção inabalável em Jesus, acabou por se deixar dominar pela cólera e o esbofeteou, repetidas vezes.

A sentença final foi a morte por apedrejamento, após quase dois meses, período em que Estêvão foi mantido em regime carcerário.

No dia marcado para o apedrejamento, foi conduzido às proximidades do altar dos holocaustos, no Templo. Apresentava equimoses nas mãos e nos pés. O passo tardio demonstrava cansaço. A barba estava crescida e maltratada.

Após a leitura das acusações, antes de pronunciar a sentença, Saulo perguntou-lhe se estaria disposto a abjurar, com o que teria preservada sua vida.

A resposta desassombrada do moço de Corinto foi de que nada no mundo o faria renunciar à tutela de Jesus. Morrer por Ele significava uma glória.

O tumulto foi geral. Fariseus exaltados o arrastaram, puxaram-no pela gola, e não fosse a intervenção enérgica de força armada, ele seria estraçalhado pela multidão furiosa.

Com o auxílio de um legionário romano, recompôs as vestes sujas e rotas, acima dos rins, para não ficar inteiramente nu. Algemado a um tronco, com os pulsos sangrando, pela grosseria dos soldados, sob o sol abrasador das primeiras horas da tarde, começou o apedrejamento.

Os executores da sentença eram os representantes das sinagogas das cidades que convergiam ao Templo. Despindo seus mantos brilhantes e enfeitados, entregando-os a Saulo, eles se esmeraram em poupar a cabeça do condenado, a fim de que o espetáculo durasse mais tempo.

Estêvão pensa em Jesus e ora. O peito se cobre de ferimentos e o sangue flui, abundante. Ele recita o Salmo XXIII de Davi: "O senhor é meu pastor...Nada me faltará..".

Sentindo a presença de seus amigos espirituais exclama, o que os Atos, no cap. 7, vers. 56, registrou: "Eis que vejo os céus abertos e o Cristo ressuscitado na grandeza de Deus!"

Recorda a irmã Abigail. Por onde andaria? Que teria sido feito dela? Nunca mais a encontrara.

Abigail, noiva de Saulo, e por ele convidada para assistir a execução chegava naquele instante. Demorara-se em vir porque não desejava presenciar o espetáculo vil. Instara mesmo junto a Saulo se não poderia ser outra a sentença ao jovem pregador, a respeito do qual o noivo lhe falara.

Surpresa, reconhece o irmão e ele, ante a visão do Cristo que olhava melancolicamente para Saulo, a reconhece igualmente. Já não tem certeza se ela em espírito ali se apresenta ou se é produto de alguma alucinação, pelas dores que o acometem.

A pedido de Saulo, que não entende como se tornara o verdugo do irmão de sua noiva, ele é retirado do poste e conduzido ao gabinete dos sacerdotes.

Tanto quanto pôde, Jeziel resumiu para Abigail sua história e lançou em sua alma as primeiras sementes da Boa Nova.

A irmã lhe apresenta o noivo, Saulo, a quem o moribundo contempla sem ódio e acentua:"- Cristo os abençoe... Não tenho no teu noivo, um inimigo, tenho um irmão... Saulo deve ser bom e generoso, defendeu Moisés até ao fim... Quando conhecer a Jesus, servi-lo-á com o mesmo fervor... Sê para ele a companheira amorosa e fiel." (3)

A cena é comovedora. Abigail deixara o irmão preso ao poste de martírio em Corinto uma vez e torna a encontrá-lo, em idêntica condição, em Jerusalém.

Ora, a pedido dele, conforme o fizera, um dia, na sala de torturas. Ele desencarna, em seu regaço.

Mais tarde, quando o Apóstolo dos Gentios rogou socorro a Jesus, pois sentia que a tarefa estava se tornando maior do que a pudessem suportar as suas forças, a doce voz do Mestre lhe diria: "...o valor da tarefa não está na presença pessoal do missionário, mas no conteúdo espiritual do seu verbo, da sua exemplificação e da sua vida." (5)

Paulo não poderia estar presente em todas as novas comunidades, mas poderia escrever. Para tanto, Estêvão ficaria agora mais junto dele, transmitindo os pensamentos de Jesus. Seria o intermediário entre o Cristo e o Apóstolo.

Seria ainda Estêvão que, ao lado de Jesus, e de Abigail (desencarnada pouco depois do irmão, acometida de febre) viria receber Paulo, liberto dos laços da carne, consumada a sua decapitação.

Estêvão abraça o antigo perseguidor, agora Servidor de Jesus, com efusão.

"E assim unidos, ditosos, os fiéis trabalhadores do Evangelho da redenção seguiram as pegadas do Cristo, em demanda às esferas da Verdade e da Luz..." (4)

Bibliografia:
01.MIRANDA, Hermínio C. O homem e a obra. In:___. As marcas do Cristo. Rio[de Janeiro]: FEB, 1979. v. 1, cap. 2.
02.PEREIRA, Yvonne A. Estêvão. In:___. Cânticos do coração. Rio de Janeiro: CELD, 1994. cap. 1.
03.XAVIER, Francisco Cândido. In:___. Paulo e Estevão. Pelo espírito Emmanuel. 1. ed. especial. Rio de Janeiro: FEB, 2002. pt. 1, cap. 1 a 10.
04.______. Ao encontro do Mestre.
Op. cit. pt. 2, cap. 10.
05.______. As epístolas. Op. cit. pt. 2, cap. 7.

 

 

(O texto foi copiado do site http://www.feparana.com.br/biografia.php?cod_biog=141)

Colunas do Templo de Otávia. Corinto, Grécia. Foto Ismael Gobbo

Porta dos Leões ou de Santo Estevão em Jerusalém, Israel.

Segundo a tradição Estevão foi apedrejado nas proximidades. Foto Ismael Gobbo

 

 

 

 

Bebês Anencéfalos:

Cartas aos Ministros do Supremo Tribunal Federal

 

Queridos amigos de Ideal Espírita,

A fim de deixar a par o Movimento Espírita sobre ação do CEERJ, nesse momento de tamanha gravidade
para a nossa Nação, no direito à vida tão violentamente ameaçado quando está para ser votada a
descriminalização para abortamento de bebês anencéfalos, venho pedir aos amigos que se dedicam à
nobre tarefa de divulgadores no Movimento Espírita, que ajudem a que todos saibam que a carta em
anexo, elaborada pelo Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro, foi enviada nesta 5a.feira, 5
de abril, por sedex, para cada um dos onze Excelentíssimos Senhores e Senhoras Ministros do Supremo
Tribunal Federal.

Nesta 2a.feira, dia 09 de abril, estarão pois, recebendo uma manifestação que busca sensibilizar
esses nobres juristas, para que a lei dos homens possa refletir a Lei de Deus.

A Área de Relações Externas, que atende à sétima diretriz do Plano de Ação da Federação Espírita
Brasileira, que diz respeito à representação do Movimento Espírita na Sociedade e ainda, tendo se
aliado à importantíssima ação do Movimento Brasil sem Aborto, recomenda em tempo, a todo aquele que
igualmente desejar se manifestar, que envie suas cartas por sedex até 3a.feira para:

Central de Atendimento do Supremo Tribunal Federal - Praça dos Três Poderes - Brasília/DF - CEP
70175-900
A/C dos Excelentíssimos srs.Ministros
Cezar Peluso
Ayres Brito
Celso de Mello
Marco Aurélio
Gilmar Mendes
Joaquim Barbosa
Ricardo Lewandowski
Cármem Lúcia
Dias Toffoli
Luiz Fux
Rosa Weber

As 11 cartas (envelopadas, uma para cada destinatário) podem ser colocadas em um único envelope
plástico de sedex. Fica em 30reais o envio com AR (acuse de recebimento).

A votação ocorrerá nesta 4a.feira, 11 de abril.

Agradecemos, desde já, a todos os amigos, nessa empreitada pela vida;

Muita Paz a todos

Cristina Brito
Área de Relações Externas
Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro

===========================================================================

                                                Rio de Janeiro, 05 de Abril de 2012.


Excelentíssimo Sr. Ministro do Supremo Tribunal Federal,


É com o sentimento da mais profunda consideração que lhe envio esta carta, representando o Conselho
Espírita do Estado do Rio de Janeiro, em vista da votação da ADPF (Ação de descumprimento de
preceito fundamental)nº 54, no próximo dia 11 de abril do corrente ano.

A anencefalia é uma grande limitação na expectativa de vida de um bebê recém nascido.

Para quê permitir que um ser nasça com tal limitação?

Talvez o melhor termo para designar uma decisão nesse sentido, seja: PRECEDENTE.

Amanhã, ou daqui a alguns anos ou décadas, alguém pode alegar que permitir que nasça um bebê com
deficiência severa deva ser, igualmente, impedido. Então, experiências como a de Nick Vujicic, um
homem feliz e sadio, apesar de não ter nem braços, nem pernas (veja vídeo no youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=MHUM8kwhRyE ) estarão perdidas para sempre e a nossa Sociedade
caminhará para uma meta de eugenia, que levou a Alemanha, a pouco menos de um século, a engendrar um
rol de crimes hediondos contra a Humanidade.

Mas além do argumento de - precedente perigoso para o extermínio de inocentes -, gostaríamos de
apresentar outro:

Ter um filho para perdê-lo logo depois pela deficiência grave que apresenta, seria expor a mãe a uma
profunda dor inútil, diante da perda inevitável.

Nobre Sr. Ministro, o que seria mais importante diante da maternidade ou da paternidade: a
quantidade ou a qualidade?
Quando vemos uma mãe ou um pai perder seu filho, criança ou adolescente num acidente, ou por crime
ou doença, assistimos e corroboramos, como mães e pais que somos, o sentimento recorrente de gratidão
a Deus por ter permitido que aquele coração amado pudesse ter compartilhado conosco um pouco de sua
vida - tão rica, tão sagrada.

Receber nos braços um filho, por uma hora, um ano ou dez ou cinquenta, é testemunhar o ideal do
amor, que tudo enfrenta para se estar junto enquanto é possível e não impõe, por amar, condições de
perfeição, lucidez, beleza ou longevidade para viver essa benção que é, efetivamente, a maternidade
e a paternidade.

Como diretora da Área de Relações Externas do Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro,
representando o Movimento Espírita deste Estado, venho ao senhor, não apenas para destacar o
posicionamento espírita como incondicional pela Vida, mas também para ressaltar que a Pátria do
Cruzeiro, o nosso amado Brasil, não pode assumir o gravíssimo comprometimento no extermínio de bebês
inocentes, seja porque motivo for.

Cabe à Nação proteger seus filhos e não matá-los, assim como cabe aos filhos da Nação, protegê-la de
toda e qualquer ameaça.

Como defensor maior, do Poder Judiciário, dos filhos desta Nação, que se destaca cada vez mais aos
olhos dos demais países não apenas como potência emergente mas também, como Coração do Mundo, muito
esperamos de seu discernimento e de sua sabedoria.

Estamos em prece por todos os Excelentíssimos senhores Ministros do Supremo Tribunal Federal, a fim
de que todos os filhos desta grande Nação, tenham efetivado o direto à vida, que o Senhor Deus nos
deu, a todos, de fato.

Que Jesus o abençoe hoje e sempre.



                                          Cristina Brito
                               Diretora da Área de Relações Externas
                         CEERJ - Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro


(Informação recebida em email de nilberto.betonil@gmail.com; em nome de; Caderno de Mensagens [contato@cadernodemensagens.net]; Vera Filgueira; mphungria@gmail.com; em nome de; Núcleo Espírita Chico Xavier [necx.espiritismo@gmail.com]; Neyde Cardoso Costa [neydecaco@yahoo.com.br]; Cristina Brito [cristina.brito@terra.com.br];

Supremo Tribunal Federal, Brasília, DF. Foto Ismael Gobbo

 

 

 

 

Palestra com Divaldo Pereira Franco sobre Transição Planetária

Hamburgo, Alemanha

 

Dia 31 de maio de 2012

 

(Informação recebida em email de Claudia Werdine, Madrid, Espanha)

 

 

 

 

Registro. Palestra com Humberto Werdine

Estocolmo, Suécia

 

Texto: Regina Scheer e Claudia Werdine

 

Com a promoção do Conselho Espirita Sueco, o Centro Espirita Grão de Mostarda realizou  no dia 24 de março  uma palestra  publica no  KVINOHUSS "CASA DA MULHER", em Estocolmo. Diante de um publico atento e interessado, Humberto Werdine abordou o tema “Mediumship  and the Possibility of Communication with the Spiritual World”. A palestra foi proferida em inglês e estiveram presentes 40 participantes, sendo a maioria suecos, o que foi um fato inédito num evento espírita naquele país. Para surpresa dos organizadores, alguns suecos vieram ao evento motivados pelo fato de que já conheciam Humberto Werdine através de sua participação na Harmoni-expo, feira esotérica que ocorre duas vezes por ano em Estocolmo, onde o referido orador espírita já havia proferido palestras em duas ocasiões no ano de 2011.

Nesta nova apresentação, Humberto apresentou o tema com muita propriedade, abordando muito bem os aspectos históricos/religiosos e científicos em relação a mediunidade. As razoes da proibição bíblica e das severas punições ali estabelecidas aos praticantes da mediunidade, causaram um grande interesse do publico presente e o assunto foi debatido abertamente entre o orador e a assembléia.

Finalizando a palestra, Humberto ressaltou da enorme responsabilidade individual para quem tem desenvolvida esta faculdade, enfatizando o caráter gratuito de seu uso e prática, pois “dar de graça o que de graça recebemos” é a orientação  de Jesus.

 Os documentos apresentados como referência permitiram o maior aprofundamento dos interessados e conceitos como “ sintonia " e  "qualificação" foram anotados por alguns participantes , assim como informações sobre a glândula pineal como centro da interação.

Após a palestra, abriu-se espaço para as perguntas e este foi um momento muito interessante, pois todos tinham muitas questões a formular, assim como fatos e experiências a relatar. Falou-se a respeito de Emanuel Swedenborg, um importante médium sueco que viveu no século XVII, possuidor de uma mediunidade ostensiva, inclusive de efeitos físicos, que escreveu diversos livros sobre o assunto, sendo seus livros proibidos pelas autoridades religiosas por terem sido considerados heréticos.

Vale ressaltar a presença no evento de Ilda Hansson, dirigente do Centro Espirita Grão de Mostarda e vice-presidente do Conselho Espirita Sueco, Elsoly Lindquist, secretária do Conselho, assim como Regina Scheer  (que carinhosamente hospedou o palestrante) e trabalhadores do movimento espirita sueco.

No dia seguinte,  Humberto Werdine realizou um seminário para trabalhadores espiritas  sobre o tema “O Centro Espirita”. O evento contou com a presença de 15 participantes e ocorreu nas dependências do Grão de Mostarda.

No decorrer do seminário, Humberto ressaltou que nós, os espíritas que estão fora do Brasil, por terem se casado com europeus ou por terem se deslocado por motivos profissionais,  não estão de férias e sim com missão de divulgação do Espiritismo. Na verdade nós estamos retornando  a Europa para ressarcir débitos ligados muitas das vezes a extremismos religiosos da Idade Média.  Portanto,  a responsabilidade de se criar um Centro Espirita e de exemplificar  o Evangelho de Jesus à luz da Doutrina Espirita é enorme perante a Espiritualidade e a nós mesmos. Os frequentadores, por enquanto na maioria brasileiros, apesar de estarem  ali muitas das vezes por necessidade, são também co-responsáveis pelo êxito da divulgação da Doutrina Espirita e portanto devem ajudar na manutenção da casa espírita em todos seus aspectos, inclusive no suporte financeiro.

Humberto finalizou o seminário enfatizando a necessidade do estudo dedicado e serio para se qualificar no entendimento dos ensinamentos dos Espíritos. O triangulo  espiritizar, qualificar e humanizar, tendo a humanização na base   foi amplamente discutido.

Após o seminário, houve um momento para perguntas/respostas e depois, um delicioso almoço foi servido para a confraternização de todos.

 

(Informações recebidas em email de Claudia Werdine [claudiawerdine@hotmail.com])

Na palestra do sábado, Humberto Werdine com trabalhadores do movimento espírita sueco

Humberto Werdine e trabalhadores do Grão de Mostarda no Seminário do domingo

Humberto Werdine em sua fala e vista parcial do público

Humberto no seminário de domingo no Grão de Mostarda

 

 

 

 

 

 

Grupo de participantes da palestra com Humberto Werdine

O delicioso almoço

 

 

 

 

Seminário abordará Reunião Mediúnica e Obsessão de Origem Espiritual. Friburgo,  Suiça

 

SEMINÁRIO DESTINADO AOS TRABALHADORES DA CASA ESPÍRITA

 

 

(Informação recebida em emails de Claudia Werdine e de Nelly Berchtold [nellyberchtold@hotmail.com])

 

Ficheiro:Sarine.jpg

O rio Saane ou  Sarine  perto da cidade.

 

Imagem: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Sarine.jpg

 

 

 

 

Seminário abordará Reunião Mediúnica e Obsessão de Origem Espiritual. Friburgo,  Suiça

 

SEMINÁRIO DESTINADO AOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE

 

 

 

(Informação recebida em emails de Claudia Werdine e de Nelly Berchtold [nellyberchtold@hotmail.com])

 

 

 

 

Palestra musicada com Vansan

Hamburgo, Alemanha

 

(Informação recebida em email de Claudia Werdine, Madrid, Espanha)

 

 

 

 

O Filme dos Espíritos ganha prêmio de melhor Roteiro 2011 no Festival SESC Melhores Filmes. São Paulo, Brasil

 

A 38ª edição do Festival SESC Melhores Filmes acontece até dia 29 de abril em São Paulo e em mais 16 cidades do interior. No festival serão exibidos 42 filmes, sendo 26 estrangeiros e 16 brasileiros.

O evento foi criado em 1974 e oferece ao público a oportunidade de ver ou rever o que passou de mais significativo pelas telas da cidade no ano anterior.

No último dia 4 aconteceu à cerimônia de entrega dos prêmios de melhor filme, documentário, ator, atriz, direção, roteiro, e fotografia para os filmes brasileiros e melhor filme, direção, ator e atriz para os filmes estrangeiros. Os ganhadores foram escolhidos democraticamente pelo público e pela critica.

 

“O Filme dos Espíritos” da Mundo Maior Filmes, foi o ganhador do prêmio Melhor Roteiro eleito pelo público. O longa narra a história de um homem que após perder a esposa encontra em seu caminho “O Livro dos Espíritos”, a partir desse momento inicia-se uma jornada de autoconhecimento e transformação em uma vida descoberta da espiritualidade e também da vida no mundo espiritual. O filme é uma homenagem a Allan Kardec.

 

Pelo público os ganhadores foram:

 

- Melhor Filme Ficção – Capitães de Areia

- Melhor Diretor – Selton Mello (O Palhaço)

- Melhor Ator – Paulo José (O Palhaço)

- Melhor Roteiro – “O Filme dos Espíritos” (André Marouço)

 

Pela crítica os eleitos foram:

 

- Melhor Filme Ficção – O Palhaço

- Melhor Diretor – Selton Mello

- Melhor Ator – Caio Blat (Bróder)

 

Para aqueles que desejam ver ou rever “O Filme dos Espíritos” o longa terá as seguintes exibições:

 

08/04 - Domingo às 13h no SESC Interlagos

 

08/04 - Domingo às 17h no CineSESC

 

09/04 - Segunda-Feira às 17h - CineSESC

 

09/04 - Segunda-Feira às 21h no SESC Catanduva, a sessão será exibida no Cine Lumière

 

12/04 - Quinta-Feira às 15h no SESC Osasco, a sessão será exibida no Espaço Cultura Grande Otelo

 

15/04 - Domingo às 18h no SESC Sorocaba

 

16/04 - Segunda-Feira ás 20h30min no SESC Birigui

 

19/04 - Quinta-Feira às 21h15min - SESC Ribeirão Preto

 

25/04 - Quarta-Feira às 14h no CineSESC

 

E a última exibição será no dia 29/04 – Domingo às 19h  no SESC São Carlos.

(Informação recebida em email de Claudio Palermo locutor - FEAL [locutor@feal.com.br])

 

 

 

 

Palestra com Izaías  Claro “Como Superar a Ansiedade”

Resende, RJ

 

(Informação recebida em email de Eduardo e Vanessa [dudanessa@bol.com.br])

 

 

 

 

Palestra “Saúde e Espiritualidade”

Bebedouro, SP

 

(Informação recebida em email de Giovana Campos)

 

 

 

Seminários com Geraldo Lemos Neto

Joinville e Blumenau, SC

 

(Informações em email de Geraldo Lemos Neto)

 

 

 

 

Programação de estudos no GETAL

Santos, SP

 

(Informação recebida em email de Rose Moliterno)

 

 

 

 

Registro. Wanyr Caccia em palestra musicada na cidade de

Bataguassu, MS

 

Na noite de 05 de abril de 2012 as 19:30 hs na cidade de Bataguassu -MS, tivemos a honra de assistir a uma palestra com Wanyr Caccia da cidade de São Paulo, onde com o tema Valorização da Vida nos mostrou como a nossa vida e a do nosso próximo é muito importante. E nos alegrou com sua belas canções.

Adriana Braga

 

(Informações e fotos recebidas em email de URE- Nova Andradina [urenovandradina@yahoo.com.br])

 

Praça central com monumento aos Tucunarés.  Bataguassu, MS. Foto Ismael Gobbo

 

 

 

 

José Reis Chaves em roteiro de palestras nas cidades de

São Paulo e Guarulhos, SP

 

 

 

O orador nos informar que de 18 a 23-4-2012, fará palestras nos centros espíritas: Nova Era (Belém); Manoel Bento (Santana); Discípulos do Evangelho de Jesus (Guarulhos); Casa da Esperança (Itaim); A Caminho da Luz  (Água Rasa); e, em 23-3-2012, entrevista à Rádio Boa Nova, em transmissão simultânea com a TV Mundo Maior, das 10 às 11h.  Informações complementares (11) 2409-1540 (Mário).

 

(Informação recebida em email de José Reis Chaves)

 

 

 

 

Seminário com Albucacys Mauricio sobre “Relações na Casa Espírita”

Barra do Pirai, RJ

 

 

(Informações recebidas em email de Eduardo Rezende [duviva@gmail.com])

 

 

 

 

Pintura Mediúnica com o médium  Florêncio Anton no NESJ

São Paulo, SP

 

 

(Informação recebida em email de Esmeralda David [esmeraldacitri@hotmail.com])

 

 

 

 

Palestras musicadas com Allan Vilches

Peruíbe, Itanhaém,  Mongaguá e Praia Grande, SP

 

Entre os dias 09 e 11 de abril (segunda, terça e quarta), ObservaçãoObservaçãoObservaçãoo cantor ALLAN VILCHESObservaçãoObservaçãoObservação realizará 5 apresentações musicais distribuídas entre Centros Espíritas das cidades de Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá e Praia Grande. 

Aproveite esta oportunidade e participe!

 

Saudações fraternas, 

 

USE Intermunicipal de PERUIBE Smiley de boca aberta ObservaçãoObservaçãoObservação

USE Intermunicipal de ITANHAÉM e MONGAGUÁ Smiley de boca aberta ObservaçãoObservaçãoObservação

__________________________________________

EVENTOS

Dia 09/abril (Segunda-feira)

20:00 horas – Casa Espírita Nosso Lar (Peruíbe)

 

Dia 10/abril (Terça-feira)

8:30 às 9:30 horas – Seara Espírita Reluz (Itanhaém)

19:30 horas – Centro Espírita Luz e Caridade (Mongaguá)

 

Dia 11/abril (Quarta-feira)

15:00 horas – Centro Espírita André Luiz (Itanhaém)

20:00 horas – Centro Espírita Denizar Rivail (Praia Grande)

 

(Informações recebidas em email de Use - Intermunicipal de ITANHAÉM e MONGAGUÁ [use.itanhaem@hotmail.com])

 

 

 

 

Cenas de desencarnação na novela “Amor, Eterno Amor

 

Olá, Amigos

Assistam no link abaixo as cenas da desencarnação

da personagem Verbena, na novela Amor, Eterno Amor

da Rede Globo de Televisão.

 

http://www.youtube.com/watch?v=ZDQbzSGUmxA

 

Cenas emocionantes cuja beleza terá um efeito maravilhoso

na divulgação dos conceitos de Imortalidade da Alma, da

natureza dos Espíritos e de suas relações com os homens,

da Desencarnação, Reencarnação, Mediunidade, etc. 

 

O corpo morreu, ela Espírito Imortal, desencarnou...

e teve a benção de poder reencontrar seres amados

dos quais havia se separado, momentaneamente,

também em função da morte do corpo...

 

Que estejamos todos preparados para fazer a nossa parte

esclarecendo e divulgando corretamente os princípios 

da Doutrina Espírita a todos aqueles que terão sua curiosidade 

despertada.

 

Alguns poucos minutos que colaborarão imensamente para que

o preconceito, gerado pela falta de conhecimento, arrefeça

e com o tempo e esclarecimento, deixe mesmo de existir.

 

Abraço a todos

Edson

 

(Informação recebida em email de Edson S. Hamazaki [edsonhamazaki@globo.com])

 

 

 

 

Programa Sementeira Cristã

Franca, SP

 

 

Produzido pelo IDEFRAN - Instituto de Divulgação Espírita de Franca, domingo, das 9h às 10h, Rádio Imperador, 920Khz 

 

em Franca, será retransmitido ao vivo, neste próximo domingo, 08-04-12, pelo site do Grupo Espírita Luz e Amor: 

 

www.luzeamor.org.br 

 

 

Programa anterior:http://youtu.be/SvdETuqlj3w

 

 

(Informação recebida em email de usefranca@googlegroups.com; em nome de; USE Intermunicipal de Franca [usefranca@gmail.com])

 

 

 

 

Leia a revista eletrônica semanal “O Consolador”

Londrina, PR

 

Acesse aqui:

www.oconsolador.com.br

 

 

(Com colaboração de Nuno Emanuel)

 

 

 

 

40º. Conselho Espírita de Unificação lança site

Agulhas Negras, RJ

 

Acessar:

www.40ceu.net

 

 

 

 

 

 

 

Leia o boletim da AME-Brasil

 

Acesse aqui:

http://amebrasil.org.br/2011/news/abril_2012.html

 

 

 

 

 

Com um Filme de confuso enredo, eis as idéias do Padre Quevedo

 

José Reis Chaves

Belo Horizonte, MG

 

          Com seu fanatismo contra o espiritismo, o padre Quevedo acabou beneficiando-o. É que os fenômenos espíritas – ou espirituais para são Paulo (1Coríntios 12:1) – têm na parapsicologia o seu fundamento científico, pelo que Quevedo ficou incomodado e passou a atacá-lo com todas as armas, chamando os espíritas de doentes mentais, charlatões, feiticeiros, criminosos etc, tal como fazia a Igreja até à primeira metade do século 20. Já o espiritismo, seguindo são Paulo (1 Coríntios 13:3), ensinava que fora da caridade não há salvação. E é do grande filósofo e escritor acadêmico francês Léons Denis a afirmação de que o espiritismo não é a religião do futuro, mas é o futuro de toda religião. De fato, hoje, as casas espíritas são frequentadas não só pelos seguidores de Kardec, mas por pessoas de todas as religiões, principalmente católicas. 

         Quando eu fiz com Quevedo um curso de parapsicologia, na época em que eu cursava na PUC-MG Comunicação e Expressão (professor de português e literatura), ele dizia o absurdo de que não havia uma só pessoa no mundo de curso superior que acreditasse na reencarnação!

        E segundo ele, os milagres só existem nos meios católicos, como se Deus fizesse acepção de pessoas, e quando eles são fenômenos mediúnicos especiais provocados por espíritos. Deus tem os espíritos trabalhando no seu projeto. (Hebreus 1: 14). Uns dedos de mão humana apareceram escrevendo na parede do palácio do rei Belsazar, o que é a escrita direta (Daniel 5:5). Samuel profetizou até depois de morto. (Eclesiástico 46: 20). Na Transfiguração ou sessão espírita do Monte Tabor, presidida por Jesus, o maior dos médiuns, para a qual Ele convidou os médiuns especiais muito solicitados por Ele, Pedro, Tiago e João, Ele se comunica com os espíritos de Elias e Moisés. (Mateus 17:2). Por oportuno, lembro aqui que, depois do episódio em que Elias teria subido para os céus numa nave de fogo, ele continuou aqui na Terra, pois escreveu uma carta para o rei Jeorão. (2 Crônicas 21:12).

        Num recente Programa do Jô Soares, Quevedo, negando a comunicação com os espíritos, falou que não existem demônios, espíritos de mortos, diabos, lúcifer e satanás. No sentido dos cristãos evangélicos de hoje, não existem mesmo. E ele disse uma meia verdade, pois, não explicou que os demônios são espíritos humanos (“daimones” nos originais gregos do Novo Testamento), e que diabo, lúcifer e satanás não são espíritos, mas símbolos do mal. Houve muitos risos.  Quevedo afirmou que os espíritas são gente boba! Por causa de seus erros, por duas vezes, a Igreja já o suspendeu de suas funções sacerdotais. Mas ele parece parado no tempo e no espaço! Na Internet, pode-se ver um debate entre mim e ele.

          Sem querer, ele ensina também verdades espíritas, pois ele afirma que os fenômenos espíritas se devem ao médium, pelo que ele tem que estar perto do local dos fenômenos, ou distante no máximo 50 metros. De fato, isso é verdade, pois os espíritos se comunicam através dele. E ele é como uma rádio, que tem seu alcance limitado. Quevedo defende também o dogma da Comunhão dos Santos da Igreja, do qual os padres nunca falam, e que consiste na colaboração recíproca entre os espíritos encarnados e desencarnados, o que é espiritismo, o qual avança firme e célere pelo mundo afora, apesar das loucuras do nosso irmão Quevedo!

       PS:

       Notícias espíritas: nelsoncustodiodasilva@hotmail.com

 

       Obs.: Esta coluna, de José Reis Chaves, às segundas-feiras, no diário de Belo Horizonte, O TEMPO,  pode ser lida também no site www.otempo.com.br   Clicar o item “TODAS AS COLUNAS”.       Podem ser feitos comentários abaixo da coluna. Ela está liberada para publicações. Ficarei grato pela citação nelas de meus livros: “A Face Oculta das Religiões”, Ed. EBM (SP), “O Espiritismo Segundo a Bíblia”, Editora e Distribuidora de Livros Espíritas Chico Xavier, Santa Luzia (MG), “A Reencarnação na Bíblia e na Ciência” Ed. EBM (SP)  e “A Bíblia e o Espiritismo”, Ed. Espaço Literarium, Belo Horizonte (MG) –  www.literarium.com.br -  e meu e-mail: jreischaves@gmail.com Os livros de José Reis Chaves podem ser adquiridos também pelo e-mail:  contato@editorachicoxavier.com.br    e o telefone: 0800-283-7147.

 

Paisagem do topo do Monte Tabor, local da Transfiguração de Jesus. Foto Ismael Gobbo

 

 

 

 

 

 Nota: Todas as notícias deste e de emails anteriores estão postadas no blog: http://ismaelgobbo.blogspot.com

 

 

 

Em absoluto respeito à sua privacidade, caso não mais queira receber este boletim de notícias do movimento espírita, envie-nos um email solicitando a exclusão do seu endereço eletrônico de nossa lista. Nosso endereço: igobi@uol.com.br

 

 

 

Editoração e envio:

Ismael Gobbo, Araçatuba, SP

Gislaine Pascoal Yokomizo e Leonardo Yokomizo, Jacareí, SP