Notícias do Movimento Espírita

Araçatuba, SP, terça-feira, 29 de maio de 2012

Compiladas por Ismael Gobbo

Agradecemos àqueles que gentilmente repassam este email

 

 

 

Nota 1

Recomendamos confirmar junto aos organizadores os eventos aqui divulgados. Podem ocorrer cancelamentos ou mudanças que nem sempre chegam ao nosso conhecimento.

 

 

 

Nota 2

Este email é uma forma alternativa de divulgação de noticias, eventos, entrevistas e artigos espíritas. Recebemos as informações de fontes  diversas e fazemos o repasse aos destinatários de nossa lista de contatos. Trabalhamos com a expectativa de que as informações que nos chegam sejam absolutamente espíritas na forma como preconiza o codificador do Espiritismo, Allan Kardec.  Pedimos aos nossos diletos colaboradores que façam uma análise criteriosa e só nos remetam para divulgação matérias genuinamente espíritas. (Ismael Gobbo)

 

 

 

 

Atenção

 

Se você tiver dificuldades em abrir o arquivo, recebê-lo incompleto ou cortado e fotos que não abrem, clique aqui: http://www.noticiasespiritas.com.br/2012/MAIO/29-05-2012.htm

 

 

 

 

Caminhos do desamor

 

Dia desses passamos por uma rua e nos chamou a atenção um grande muro, à frente de uma casa.

Com todo capricho, o muro estava pintado com uma cor clara e, pequenos canteiros, com flores miúdas, haviam sido colocados à beira da calçada.

Um primor! Infelizmente, bem no meio do muro, havia sido escrito em letras pretas, tortas, grotescas, destoando totalmente da beleza e bom gosto do dono da casa: Jesus te ama!

A mensagem é positiva, no entanto, pichar propriedade alheia mostra, em primeira mão, que Jesus ama a todos, com certeza, mas nós ainda não aprendemos a amar nosso irmão.

Não respeitar a propriedade alheia, não preservar o que outro gastou em economias, em trabalho, em esforço, para conseguir é falta total de amor.

E se proclamamos que Jesus nos ama, devemos recordar que Ele nos recomendou que nos devíamos amar uns aos outros como Ele nos amou.

Ele, portanto, prescreveu a forma de amar que deveríamos seguir. Precisamos aprender a seguir-Lhe o exemplo.

E oportunidades para isso não faltam. Dizemo-nos um país religioso, no entanto, como escreveu João Ubaldo Ribeiro, em uma de suas crônicas, nossas empresas são verdadeiras papelarias.

Os empregados, que ganhamos nosso salário mensal, levamos para casa todos os dias papel, clipes, lápis, canetas, tudo de que precisa nosso filho para fazer o trabalho da escola.

Ou para nós mesmos utilizarmos. Quanta desonestidade em nosso proceder. Nem nos lembramos que, com tais ações, não estamos obedecendo ao sétimo mandamento do Decálogo.

E nosso desamor ao próximo continua. Basta olharmos para nosso planeta. Aplaudimos os discursos dos que nos conclamam ao mundo sustentável, à reciclagem do lixo, à coleta seletiva e tudo o mais.

Comparecemos a caminhadas que objetivam conscientizar a todos a respeito da correta postura ecológica. Contudo, muitos de nós vamos deixando pelo caminho as marcas da nossa passagem: copos e garrafas descartáveis, papéis de bala, etc.

E não estaremos amando nosso próximo enquanto nos ônibus as pessoas idosas, gestantes, com crianças ao colo estiverem em pé e nós fingirmos dormir para não lhes dar o lugar.

Nem mesmo quando alardeamos que temos TV a cabo em casa, mas nada pagamos por ela, porque puxamos o cabo da casa do vizinho.

Enquanto não houver o mínimo respeito pela propriedade do outro, pelos bens públicos, ainda estaremos estacionados no desamor.

Enquanto acreditarmos que o bom mesmo é ser esperto e passar o outro para trás e ainda nos vangloriarmos do feito, não estaremos no caminho do amor.

Enquanto ensinarmos, por nossos atos, às gerações futuras que o bom é ficar rico, da noite para o dia, não importando os métodos; que o bom é sempre levar vantagem em tudo, ainda estacionamos no desamor.

Pensemos nisso: quem ama serve ao semelhante, ajuda a planta e socorre o animal.

Quem ama, preserva o mundo em que vive e que o seu irmão também vive.

Todos desejamos um mundo melhor, mais justo, sadio e agradável.

Lembremos que tudo depende de nós, de cada um de nós.

 

Redação do Momento Espírita.

Em 25.05.2012.

 

Caminhos do desamor em São Paulo. Pixação à luz do dia. Foto Ismael Gobbo

 

 

 

Breve nota sobre Doña Colombia Montoya de Martinez

 

Colombia Montoya de Martinez

Siquirres, Costa Rica, 23/7/1925

Bogotá, Colombia, 25/5/2012

 

Por: Álvaro Vélez Pareja

 

El día 25 de Mayo/12 desencarnó en la ciudad de Bogotá la pionera, líder e incansable trabajadora del movimiento espírita colombiano, Doña Colombia Montoya de Martínez, quien durante más de 50 años desarrolló en el país una encomiable y tesonera actividad en pro de la organización, crecimiento y desarrollo del Espiritismo en Colombia, contribuyendo igualmente en su divulgación a través de diversos medios, labor esta que desplegó desde su institución Espírita, el Círculo de Fuerzas Amigas, así como desde el Consejo Espírita de Relaciones Colombiano CERCOL y en los años recientes, desde la Federación Espírita de Cundinamarca.

Como espírita se destacó como conferencista y oradora inspirada, médium vidente y psicofónica, escritora y articulista permanente, cuyos escritos orientadores y enriquecedores fueron publicados en innumerables medios espíritas divulgativos a nivel nacional y de otros países. Durante muchos años, en su calidad de secretaria general del Consejo Espírita de Relaciones Colombiano, se convirtió en la coordinadora del movimiento espirita nacional y en la relacionista internacional, estableciendo correspondencia y lazos fraternales con lideres y organizaciones espíritas de Brasil, Argentina, Venezuela, España, Méjico, USA, Puerto Rico, República Dominicana, entre otros, haciendo los primeros contactos para la visita a nuestro país de destacados oradores, escritores y médiums de talla internacional como Divaldo P. Franco, Juan Durante, Pedro A. Barboza de la Torre, Jon Aizpúrua, Hermas Culzoni, Humberto Mariotti, Natalio Ceccarini, Benjamín Rodríguez y muchos otros que contribuyeron a la orientación del movimiento espírita colombiano, entonces en crecimiento.

Fue la autora del libro “Historia del Espiritismo en Colombia” en el que registró las fechas, circunstancias, acontecimientos y los actores más destacados y determinantes en todo aquel proceso inicial de orientación y crecimiento del espiritismo en nuestro país, señalando los primeros eventos espíritas locales, regionales y nacionales, realizados bajo el auspicio y coordinación de CERCOL, con la presencia valiosa de los trabajadores espíritas extranjeros mencionados, entre muchos otros, además de la participación de dirigentes y trabajadores espíritas nacionales que a través de los años fueron surgiendo y formándose en las distintas ciudades y regiones del país. Mirando hacia el futuro, Doña Colombia tuvo especial empeño en la promoción de la juventud espírita, estimulando a muchos jóvenes a formarse como trabajadores, líderes y oradores en distintas regiones de nuestra geografía nacional. Igualmente fueron importantes sus vínculos y encuentros con Doña Ana Fuentes de Cardona, la recordada dirigente y trabadora espírita de Cartagena, de cuya relación surgieron importantes lineamientos y logros a favor del Espiritismo en la Costa Atlántica y en el país.

En sus numerosas actividades espíritas contó siempre con el apoyo firme e incondicional de su esposo, el mayor retirado del ejercito colombiano, Don José Joaquín Martínez, directivo de CERCOL y quien durante varios años se desempeñó como delegado para Colombia de la Confederación Espírita Panamericana CEPA, entidad esta con la cual existían lazo de afiliación, cuyos dirigentes visitaron a nuestro país en incontables ocasiones.

Lo que esta trabajadora espírita representó para el movimiento espírita colombiano no podría estar mejor señalado en su propio nombre: “Colombia”, que seguramente, más que una coincidencia, obedecería a una previsión del mundo espiritual, respecto a la labor programada y que efectivamente desarrolló en Colombia.

Serían innumerables la páginas que habría que escribir para registrar toda la extensa labor espírita de Doña Colombia durante toda su trayectoria, trabajo este de recopilación y redacción que queda pendiente; oremos por ella para su buen retorno y ubicación en la Patria Espiritual, enviándole nuestras mejores vibraciones de amor y paz, y nuestros  más sentidos agradecimientos por su amistad y su encomiable labor al servicio del Espiritismo en Colombia.

 

Colombia Montoya de Martinez ladeada por Carmen Cardona e Alvaro Vélez Pareja

No 5º. Congresso Espírita Mundial do CEI em Cartagena, 2007

Colombia Montoya de Martinez e Alvaro Vélez Pareja

No 5º. Congresso Espírita Mundial do CEI em Cartagena, 2007

 

 

 

Divaldo Pereira Franco, Colombia de Martinez e Gonzalo Fernandes, ambos do Circulo “Fuerzas Amigas”, Bogotá Colômbia. Foto do Anuário Espírita, Ide, Araras, SP, 1974

 

 

Vídeo com palestra proferida por Dona Colombia Montoya de Martinez

Acesse:

http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&langpair=en%7Cpt&u=http://www.ustream.tv/recorded/7941002

 

 

         Breve Curriculum da Sra. Colombia Montoya de Martínez 

(Siquirres, Costa Rica, 23/7/1925 - Bogotá, Colombia, 25/5/2012)

 

Nació en la República de Costa Rica.

Fue educada en Panamá, donde curso sus estudios de primaria, bachillerato. También realizó Secretariado Comercial en el Instituto la GREG.

En el año de 1943 se radicó en la ciudad Bogotá. Contrae nupcias el 24 de marzo de 1944 con el entonces teniente del ejército Jose Joaquín Martínez.

En el año de 1951 asiste a las primeras reuniones espíritas familiares, pero es hasta el año de 1953 cuando se formaliza y profundiza más en este estudio a través del Centro Sócrates de la Ciudad de Ibagué, donde residiera en aquella época.

El 14 de abril de 1956 fundan con su esposo el Circulo Fuerzas Amigas. Fue secretaria de CERCOL (Consejo Espirita de Relaciones Colombiano fundado), así como también lo hizo en la Unión Espiritista Colombiana UNESCOL, posteriormente formada en 1983.

En cuanto a sus facultades es médium psicógrafa y psicofónica, de videncia e inspiración.

Es oradora espirita nacional y también internacional, pues ha disertado en tribunas espíritas de Venezuela, Miami y Argentina.

También es escritora espirita con diversos artículos y ensayos elaborados para periódicos o revistas espiritas como: La Idea de Argentina, La Alborada de México, La Colmena de Argentina, Evolución de CIMA, Gaceta Espirita de Pereira, Evolución de Neiva, para el periódico Colombia Espirita, Jornal Espirita de Portugal, periódico Fraternidad de Portugal y el Peregrino Heliosófico de Guatemala.

Ha prestando ponencias en diferentes Congresos Espiritas Colombianos.

Actualmente es presidente del Circulo Fuerzas Amigas, la institución mas antigua del movimiento espirita colombiano que en el año 2006 cumplió 50 años de existencia.

 

 

 

 

Registro.  Divaldo Pereira Franco realiza o

1º. Movimento “Você e a Paz” em Zurique, Suiça

26 de maio de 2012

Divaldo Pereira Franco

Zurique, Suíça, 26/5/2012

 

 

A pequena semente lançada em solo fértil, no ano de 1998, bem cuidada e recebendo os impulsos generosos de seu idealizador Divaldo Pereira Franco, O Embaixador da Paz, transformou-se em frondosa árvore frutífera. Tive a honra e o privilégio de estar presente no 1º Movimento You and Peace – Você e a Paz - realizado em Zurique/Suíça na noite do dia 26 de maio de 2012. A instituição You and Peace Movement tem sua sede em Winterthur/Suíça, fundada em 2010 é dirigida por uma equipe de grande competência que tem à sua frente Gorete Newton.

Foi uma noite de grande júbilo, o ambiente do Kongresshaus Zürich, Suíça encontrava-se impregnado de sentimentos nobres, pacíficos, fraternais. Mais de 250 pessoas presentes e imbuídas de vibrações pacíficas formavam um belo conjunto irradiando a paz para o Planeta Terra. Abrilhantaram os momentos iniciais deste magnífico projeto os seguintes artistas: o barítono Maurício Virgens e o pianista Flávio Benedito, que retornaram ao palco no início da segunda parte. Nando Cordel fez o encerramento musical do evento, empolgando o público, que de pé cantou a canção A Paz no Mundo.

 

O agraciado com o troféu You and Peace Ecology foi o jovem Felix Finkbeiner, nascido em Outubro de 1997 em Munique, é um jovem ativista ambiental. Aos nove anos de idade começou seu projeto sobre alterações climáticas, propondo a plantação de árvores em todos os países do mundo. Em sua conferência animadíssima ele informou que crianças de mais de 100 países aceitaram o convite e juntas fundaram a Fundação Plant-for-the-Planet. Mais de 10.000 crianças intitulam-se como embaixadores da justiça climática, e que se propõem com outras crianças a realizar o objetivo de lutar para salvar o futuro que está em suas próprias mãos. Felix informou que as crianças desenvolveram um Plano de ação com três pontos para salvar seu futuro: reduzir a produção de gás carbônico, levar a pobreza para museus, e plantar bilhões de novas árvores. Seu slogan é: Pare de falar. Comece a plantar.

 

A segunda agraciada com o troféu You and Peace Fraternity foi uma instituição voltada para a prevenção ao suicídio. A instituição é a Suizid-Prävention Schweiz – Prevenção ao Suicídio – Suíça. Seu slogan é: O objetivo da vida é dar à vida um objetivo. O suicídio é a principal causa de morte na Suíça entre a faixa etária de 15 a 40 anos de idade. A Organização Suizid-Prävention Schweiz foi fundada por diversas pessoas, que perderam um filho por meio do suicídio. Possui a convicção de que a informação preventiva, detalhada e específica pode evitar muito sofrimento, afirmou a senhora Esther Humbert, presidente da instituição. Um dos projetos desenvolvidos é o Projeto Bumerangue – Projekt Boomerant -, cujo tema em especial é: "Jovem, Depressão e Suicídio".

Na categoria You and Peace Science a agraciada foi a física, filósofa e escritora Dra. Danah Zohar. Nascida educada nos Estados Unidos, a cientista é reconhecida mundialmente pelo seu trabalho nos campos da  filosofia, religião e psicologia. É autora dos best-sellers The Quantum Self e The Quantum Society, livros que alargam os princípios da física quântica à compreensão da consciência humana, psicologia e organização social.

Disse a Dra. Danah Zohar que a investigação e pesquisa sobre a inteligência espiritual não está ligada a qualquer segmento religioso, mas que se constitui na capacidade que auxilia o ser humano a encontrar um sentido para a vida. Esse sentido é o impulsionador para que o indivíduo avance. A criatura humana é o único ser que faz perguntas sobre sua origem, quem é, seu destino, qual a sua missão.

 

Todos os troféus foram entregues pelo mentor deste grandioso movimento Divaldo Pereira Franco, que em sua conferência prestou informações sobre os esforços que a UNESCO realiza em prol da paz. A paz não pode ser criada e mantida através de acordos econômicos, sociais ou políticos. Todos os acordos fracassaram.  Em conformidade com a Constituição da UNESCO, que afirma que, como as guerras nascem na mente dos homens, é na mente dos homens que as defesas da paz devem ser construídas. A paz baseada exclusivamente nos arranjos políticos e econômicos dos governos não seria uma paz que pudesse se perpetuar entre os povos do mundo.

A paz deve ser fundamentada sobre a solidariedade intelectual e moral da humanidade. Na atual conjuntura, com mudanças rápidas, com crises múltiplas, a interconectividade, a diversidade cultural são fatores que dificultam a coesão social. Jesus e sua proposta de amor, possibilita aos indivíduos construírem a paz dentro de si ao exercitarem a tolerância, não ser conivente com o erro, mas amparar o equivocado. Ouvir mais para poder compreender melhor, trabalhar pela preservação do Planeta, contribuir para a diminuição da poluição mental, redescobrir a solidariedade é um gesto de amor que constrói a paz íntima e coletiva.

A paz é uma grande necessidade. Começa na própria criatura humana, cujo seu estado natural não é de violência, mas de paz. O objetivo essencial da vida, disse o Embaixador da Paz, é o amor, o sublime amor.

Um grande momento se deu ao final, quando todos em uníssono cantaram canções sobre a paz, coordenados por Nando Cordel.

 

Texto e fotos de Paulo Salerno

Recebidos em email de Jorge Moehlecke

 

Divaldo Pereira Franco no 1º. Movimento “Você e a Paz” em Zurique, Suiça

Grande público no 1º. Movimento “Você e a Paz” com Divaldo Pereira Franco em Zurique, Suiça

Imagens do 1º. Movimento “Você e a Paz” com Divaldo Pereira Franco em Zurique, Suiça

Imagens do 1º. Movimento “Você e a Paz” com Divaldo Pereira Franco em Zurique, Suiça

Público presente ao 1º. Movimento “Voce e a Paz” com Divaldo Pereira Franco em Zurique, Suíça.

 

 

 

Registro. Palestra com Dra. Anete Guimarães no Benção de Paz

São Paulo, SP

 

Dra.  Anete Guimarães

 

A Doutora Anete Guimarães em palestra no Centro Espírita Benção de Paz, em São Paulo, nos trouxe com muita clareza a lógica da Doutrina Espírita,  focando a Neuro-ciência, deixando a todos sua vasta cultura dentro do assunto. O movimento espírita agradece e já contando com sua presença em 2013.  (Carlos)

 

(Informação em email de [email protected] repassado por Regina Bachega)

 

 

 

 

Neste domingo, conferência e café da manhã. O tema será “Eutanásia”

Cidade da Guatemala, Guatemala

 

CAMBIO DE TEMA PARA EL

DESAYUNO-CONFERENCIA:

Domingo 3 de JUNIO 2012

8:30 a.m.

ahora sera el tema:

"EUTANASIA”

Invitación Cordial a compartir un delicioso desayuno junto a tu familia y/o para celebrar un cumpleaños de nuestros seres queridos, celebrar el día del  PADRE, EL DÍA DEL MAESTRO o quizás pasar un momento agradable y de aprendizaje; y que mejor que escuchando una conferencia que nos ayudara a ser mejores cada día.

Los Esperamos en el Restaurante La Estancia Calzada Roosevelth   22-50 zona 7  Ciudad, Guatemala.

    Valor del desayuno : Q60.00

 

Eres siempre bienvenido porque tu eres importante para nosotros.

Si puedes te agradeceríamos divulgar la información y/o invitar a tus amigos, compañeros de trabajo y familiares, Gracias!

Feliz Día a cada Padre de familia que con su labor y amor a sembrado en un jardín llamado hogar bellas flores de bondad y paciencia

Abrazos con amor fraterno!!

 

--

 

Saludos Fraternales,
Grupo de Damas Heliosophicas-Rogelia Marroquin de Bravo- Ciudad de Guatemala
Escuela Heliosophica Luz y Caridad
http://www.facebook.com/damas.rogeliadebravo


(Informação recebida em email de Damas Heliosophicas Guatemala Rogelia de Bravo [[email protected]])

 

Café da Manhã com Conferência na Guatemala, dia 13/11/2011, tema “Sexo y Vida”

 

 

 

Seminário com Richard Simonetti e Sidney Francez Fernandes

vai abordar o tema “Suicídio”. Poços de Caldas, MG

 

Richard Simonetti e Sidney Francez Fernandes

(Arquivo Ismael Gobbo)

 

 

A Aliança Municipal Espirita de Poços de Caldas e o

Conselho Regional Espirita-4ª Região, convidam para o

 

SEMINÁRIO COM O TEMA : SUICIDIO

por RICHARD SIMONETTI e SIDNEY F. FERNANDES

DIA: 30/06/12 – 20 HS

LOCAL: URCA - poços de caldas

GRANDE ABRAÇO

Maria José

[email protected]

Tel.(035)-91652540

 

(Informação repassada em email por Otavio Cunha)

 

 

 

 

Seminário com Aloisio Silva no C.E. Eurípedes Barsanulfo

Araraquara, SP

 

(Informação em email de Ariovaldo César Jr.)

 

 

 

Palestra espírita no C.E. Capitão Vendramini

Três Corações, MG

 

 

www.cevendramini.blogspot.com

www.iarcadenoe.blogspot.com 

 

(Informação recebida em email de Centro Espírita Capitão Vendramini [[email protected]])

 

 

 

Palestra na União Espírita Cristã com André Luiz do N. Ramos

Lorena, SP

 

(Informação em email da USE Taubate <[email protected]> repassada em email por Regina Bachega)

 

 

 

Programação de palestras espíritas com Manolo Quesada

São Paulo, capital e região

 

Junho de 2012

(Informação recebida em emails de Manolo Quesada, Otavio Cunha, Regina Bachega, Rosana [[email protected]])

 

 

 

Registro. Palestra com Marcelo Galloro na Casa Espírita Nhá Chica

Itapira, SP

Dia 26 de maio de 2012

Realizada no último sábado 26, na Casa Espírita Nhá Chica em Itapira, a palestra sobre o tema : "Glândula Pineal , uma janela para a vida espiritual ", pelo orador espírita Marcelo Galloro, médico radiologista  de Mogi Mirim, SP. Marcelo  inicialmente abordou uma revisão histórica de elementos da fisica sobre as noções espaço-tempo. Posteriormente foi relatada a evolução da glândula pineal desde os peixes até o ser humano , com uma analise de sua anatomia e fisiologia. A segunda parte da palestra enfocou o estudo da  interação matéria e campos magnéticos espirituais, com uma revisão histórica do estudo da mediunidade intermediada pela glândula pineal, finalizando com a avaliação de sua cristalização,  funcionamento da pineal  na infância e na idade adulta e noções sobre a cronobiologia espiritual, com orientação ao aprofundamento do estudo desta
fantástica glândula à luz da Doutrina Espírita. Ao final da palestra, houve o sorteio de livros e Marcelo ainda abriu espaço para esclarecimentos sobre o interessante assunto que envolveu a todos os presentes.

----------------------

A Casa Espírita Nhá Chica, terá na próxima terça-feira 29 de maio, a palestra com o orador Izaias Claro(Oswaldo Cruz-SP), às 19:00 horas, em sua sede na Rua Teresa Lera Paoletti, nº 348, Jardim Bela Vista.

 

(Informações recebidas em email de Otavio Cunha)

 

 

 

 

Oficina Importância da Comunicação Interna na Casa Espírita

São Paulo, SP

 

Éder Fávaro e Martha Rios Guimarães

 

16 der junho de 2012 - 9 às 13 horas

Auditório da USE: R. Dr. Gabriel Piza, 433 - Santana - SP/SP

 

Proposta

Demonstrar a importância e os benefícios da comunicação interna para as atividades da Casa Espírita.

 

Conteúdo a ser abordado

A Comunicação Interna, público alvo, exemplos de ferramentas de comunicação para a Casa Espírita, etc.

 

Facilitadores

Eder Fávaro: Comunicador, membro da ADE (Ass. Divulgadores Espíritas).

Martha Rios Guimarães (Marthinha): Jornalista, Relações Públicas, membro da equipe de Comunicação da USE.

 

Informações e Inscrições

[email protected] - (11) 2950.6554

Colaboração de R$ 5,00 (lanche)

 

(Informação recebida em email de [email protected]; em nome de; Beto [[email protected]])

 

 

 

Programação comemorativa dos 63 anos da .A.E Paulo e Estevão

São Paulo, SP

 

(Informação recebida em email de [email protected]; em nome de; Beto [[email protected]])

 

 

 

Roteiro de palestras com orador Izaias Claro

Circuito das Águas e Região Bragantina

 

 

Expositor de temas doutrinários e de auto ajuda como depressão,

ansiedade, medo, estresse,casamento

Presidente e fundador da Comunidade Espírita Joana

de Angelis, em Oswaldo Cruz – SP

Promotor de Justiça

Autor de vários livros, vídeos e CD’s

Participante de Comunidade Espírita “Eusébio de

Oliveira Brandão”, em Andradina - SP

 

26/05 – Sábado 20:00 Hrs

Palestra – Acerte Mais e Viva Melhor

TEMPLO ESPIRITA DA FRATERNIDADE

Rua Quintino Bocaiúva, 393

Amparo – SP

Contato: Mauricio – 9772-3605 – Tadeu – 3807.4030

[email protected]

 

27/05 – Domingo 10:00 Hrs

Palestra – Como Superar a Ansiedade

ENTIDADE ASSISTENCIAL VANDIR JUSTINO DA COSTA DIAS

Rua Arthur Nogueira, 511 – Jd. Alice

Jaguariúna – SP

Contato: Soraya Marion (19) 9774-5724 ou 3867-1852

Ronaldo Mantovani (19) 3867-2349

[email protected]

 

28/05 – Segunda Feira 20:00 Hrs

Palestra – Perdão: Condição para a Felicidade

FRATERNIDADE ESPIRITA DE ESTUDOS KARDECISTAS AMOR E LUZ

CENTRO EDUCACIONAL

Rua Cel. Estevão Franco, Nº 262 - Centro

Lindóia – SP

Contato: Marilda 19 3898.2131

[email protected]

 

29/05 – Terça Feira 19:00

Palestra – Viva Mais! Vença e Previna a Depressão

CASA ESPÍRITA NHÁ CHICA

Rua Teresa Lera Paoletti, 348 – Jd. Bela Vista - I

Itapira – SP

Contato: Otavio F. Cunha - 19-92760247

[email protected]

 

30/05 – Quarta Feira – 20:00

Palestra – O Sermão da Montanha: Roteiro de Felicidade

LAR ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES

Av. Monte Sião, 709

Águas de Lindóia – SP

Contato: Ricardo 19 9166-9349

[email protected]

 

31/05 – Quinta Feira 20:00 Hrs

Palestra – Como Conquistar a Paz

SOCIEDADE DE ESTUDOS ESPÍRITAS PAULO E ESTEVÃO

Rua Juscelino K. de Oliveira, 1275

Monte Sião – MG

Contato: José Luiz 35 3465-1409

[email protected]

[email protected]

 

01/06 – Sexta Feira 19:30 Hrs

Palestra – Perdão: Condição para a Felicidade

SOCIEDADE ESPÍRITA DE BRAGANÇA PAULISTA.

Av. Euzébio Savaio, 995 - Vila Santa Libânia, (Casa da Bênção)

Bragança Paulista – SP

Contato: Márcia (11) 7244-6834 (vivo) / (11) 7068-2793 (claro).

[email protected]

 

02/06 – Sábado 20:00 Hrs

Palestra - Viva Mais! Vença e Previna a Depressão

CENTRO ESPÍRITA JOANA D’ARC

Rua Allan Kardec, 53 – Centro

Serra Negra – SP

Contato: Bragatto 3892-1333

[email protected]óveis.com.br

 

(Informações em emails de Otavio Cunha e de Regina Bachega)

 

 

 

Eventos programados no âmbito da Use Intermunicipal de

São José dos Campos, SP

 



 

Almoço na Obra Social Célio Lemos - Almoço no dia 27 de maio

 

 

Processo de Evangelização do Ser, no dia 27 de maio, às 08:00h

 

 

Palestra: O Amor e Suas Consequências, com João Luiz do Nascimento Ramos, de Cachoeira Paulista, no dia 01 de junho de 2012

 

 

ARRAIÁ FOLIA DE LUZ no dia 02 DE JUNHO DE 2012 e 1º ENCONTRO DA FAMÍLIA FOLIA DE LUZ no dia 03 DE JUNHO DE 2012

 

 

Almoço Caipira Beneficente, dia 03/06 às 12hs, em prol da construção da Casa de Repuso Nosso Lar para 110 idosos carentes

 


"BOLINHO CAIPIRA" DA COLMEIA COM OPÇÕES DE RECHEIOS DE CARNE E DE QUEIJO - Encomendas até 29 de maio de 2012

 

 

41a Feira do Livro Espírita de SJC e Região 2012: Próxima reunião geral :02 de JUNHO, 9h, no Seara de Luz - ajude-nos a DIFUNDIR a Doutrina Consoladora!

 

 

PALESTRAS MENSAIS da USE - Junho a Agosto de 2012

 

 

Venha assistir no SESI, dia 08/06/12, às 20h, a peça espírita: Como Tudo Aconteceu ...

 

 

Maiores informações, acesse: www.use-sjc.org.br

 

 

Que Deus nos abençoe e ilumine a caminhada!


USE - União das Sociedades Espíritas

Intermunicipal de São José dos Campos

 

 

(Informação contida no email de USE Taubate <[email protected]> repassado em email por Regina Bachega)

 

 

 

Palestra com Dr. Sérgio Irikura

Araçatuba, SP

 

Dr. Sérgio Irikura

Foto Ismael Gobbo

CONVITE

 O Desenvolvimento Neuropsicomotor

PALESTRANTE: Sérgio Irikura - Neurologista

DIA: 02 DE JUNHO DE 2012

HORÁRIO: 9 ÀS 12 HORAS

LOCAL: Unip – Av. Baguaçu, 1939 – Araçatuba/SP

*** Colabore com 1k de alimento***

 

(Informação recebida em email de Elisa Malacrida [[email protected]])

 

 

 

 

Reunião de Psicografia com a médium Marilusa Moreira Vasconcellos

São Paulo, SP

 

 

Grupo Bezerra de Menezes informa:

Na próxima terça-feira, dia 29/05/12, haverá mais uma reunião de psicografia com a médium Marilusa Moreira Vasconcellos.

* NÃO É NECESSÁRIO INSCRIÇÃO PRÉVIA, BASTA PREENCHER UMA FICHA NO INÍCIO DA REUNIÃO.

Horário: Das 14:00h às 16:30h.

Local: Espaço Moreira

r. Moreira e Costa, 66- Ipiranga- São Paulo- SP

www.espacomoreira.com.br

 

(Informação recebida em email de [email protected])

 

 

 

 

Palestra com Noelia Caires na S.E. Mensageiros da Luz

Barra da Estiva, BA

 

 

(Informação recebida em email de Nelio Luzze)

 

 

 

Leia a Newsletter da Fundação Maria Virgínia e J. Herculano Pires

 

 

Acesse aqui:

http://www.herculanopires.org.br/newsletter/arquivodeemmanuel.html

 

 

 

 

Escala de oradores para o programa “Espiritismo e Saúde” na

Rádio Educativa 87,9 FM. AME-Ribeirão Preto, SP

 

(Informação recebida em email de Giovana Campos)

 

 

 

Chá Beneficente do Centro Espírita “Casa do Caminho”

Araçatuba, SP

 

Os ingressos

Poderão ser adquiridos na AV. Saudade, 1.801, Araçatuba, SP, telefone 18-3623-8211

 

 

(Informação recebida em email de thiago pineis [[email protected]])

 

 

 

 

Instituto Espírita Batuira de Saúde Mental pede ajuda

Goiânia, GO

 

Saudações, muita paz, luz e saúde!

 

 Peço novamente a sua ajuda para divulgar a nota abaixo. Tem ajudado

 muito a sua solidariedade e várias pessoas tem contribuído.

 

 Antecipo agradecimentos.

 

 Fraternal abraço,

 

 Sérgio Luís Haas

 3281 0655

 

 *-*-*-*-*-*-*-*-*-*

 

 SOS Batuíra: frutas, alho, suco em pó, sandálias, shampoo, desodorante

 spray e toalhas de banho

 

 O Instituto Espírita Batuíra de Saúde Mental está solicitando a sua

 colaboração, de entidades e de empresários para receber doações de

 frutas, alho, suco em pó, sandálias, shampoo, desodorante spray e

 toalhas de banho para os mais de 60 pacientes em tratamento que sofrem

 de transtorno mental ou alcoolismo.

 

 Qualquer quantidade é muito bem vinda. As doações podem ser entregues

 diretamente no Batuíra: Avenida Eurico Viana, Quadra 44 - Setor Jardim

 Goiás - Goiânia - GO

 

 Fundado em 1949, o Batuíra é um hospital 100% SUS e atende

 gratuitamente homens e mulheres que sofrem de transtorno mental ou

 alcoolismo.

 

 Informações: fone (62) 3281 0655, site: www.batuira.org.br e twitter:

 @batuirago

 

 

 

 

Os Médiuns- pelo espírito Joana D’Arc

 

 

Estou satisfeita por ver-vos pontuais no encontro que vos marquei. A bondade de Deus estender-se-á sobre vós, e sempre nossos anjos da guarda vos ajudarão com seus conselhos e vos preservarão contra a influência dos maus Espíritos, se souberdes escutar sua voz e fechar o coração ao orgulho, à vaidade e à inveja.

Deus encarregou-me da missão de cumprir junto aos crentes que Ele favorece com o mediunato. Quanto mais graças receberem do Altíssimo, mais perigo correm. E esses perigos são tanto maiores, quanto nascem dos mesmos favores que Deus lhe concede.

As faculdades de que desfrutam os médiuns lhes atraem elogios dos homens: felicitações, adulação, eis o escolho. Esses mesmos médiuns, que deveriam ter sempre na memória a sua incapacidade primitiva a esquecem; fazem mais: o que só devem a Deus atribuem ao seu próprio mérito. Que acontece então? Os bons Espíritos os abandonam; não mais tendo bússola para orientá-los, tornam-se joguetes dos Espíritos enganadores. Quanto mais capazes, mais são levados a considerar sua faculdade um mérito, até que, enfim, para os punir, Deus lhes tira o dom que apenas lhes pode ser fatal.

Nunca seria demais lembrar que vos recomendeis ao vosso anjo da guarda, para que vos ajude a vos manter em guarda contra vosso mais cruel inimigo, que é o orgulho. Lembrai-vos de que, sem o apoio do vosso divino Mestre, vós, que tendes a felicidade de servir de intermediários entre os Espíritos e os homens, sereis punidos, tanto mais severamente quanto mais favorecidos, se não tiverdes aproveitado a luz.

Apraz-nos crer que esta comunicação, da qual dareis conhecimento à Sociedade, vos dará frutos, e que todos os médiuns que lá se acham reunidos manter-se-ão em guarda contra o escolho onde viriam quebrar-se. Esse escolho, já disse a todos, é o orgulho.

 

REVISTA ESPÍRITA –MAIO DE 1860 – ANO III Nº 5

 

(Texto recebido em email de Adelvair David, Jales, SP )

 

 

 

Homenagem a Jésus Gonçalves 1902- 1947

 

Divaldo Pereira Franco e

a linda vidência de Jésus Gonçalves (espírito)

 

Jésus Gonçalves

1902- 1947

 

 

Do Livro: O Peregrino do Senhor

Altiva Glória F. Noronha

Capitulo 15

 

Narraremos, neste capitulo, algumas experiências mediúnicas de Divaldo Pereira Franco. Todas são autênticas; aconteceram de fato e de verdade.

          “Os desígnios de Deus são impenetráveis. As suas soberanas leis estabelecem as diretrizes da vida, objetivando o progresso e o aperfeiçoamento do ser, nas várias etapas do seu processo reencarnacionista.

O homem em particular é o resultado das suas experiências anteriores, programando, por  conseqüência, a sua aprendizagem futura. Em cada etapa, quando bem intencionado e adestrado para os valores positivos, libera-se dos problemas negativos, afirmando as tendências superiores, com objetivos de elevação.

Por isso, em momento algum, cabe ao homem o desânimo, a descrença, a negação da vida.  De instante a instante, mudam-se as paisagens nas quais ele se encontra colocado. Modificam-se os valores e abrem-se oportunidades, onde antes estavam problemas e impedimentos.

É Divaldo quem assim nos fala, nesta beleza de raciocínio, prosseguindo em seguida a complementar a idéia:

“Fazendo um retrospecto da minha vida, em cada passo encontro a mão de Deus conduzindo-me com segurança, embora a minha rebeldia inconsciente para os objetivos relevantes da existência planetária. A cada momento, uma interferência judiciosa, um apontamento oportuno, uma mão amiga, constituíram-me e constituem-me o apoio para a tarefa que reconheço pequena, mas, para mim, muito valiosa, objetivando o meu próprio bem.

No ano de 1949, quando os tormentos obsessivos me avassalavam, porque ainda não me adestrara no conhecimento espírita, e também pela juventude do corpo, todas as tardes eu tinha por hábito ir sentar-me no quintal da casa onde morava, no Bairro do Machado. O quintal dava o fundo para as Invasões, onde centenas de casebres sobre o lamaçal apresentavam grave problema sócio-econômico dos que residem em tal região, em Salvador.

A minha vida íntima, sacudida por inquietações e tormentos, por ansiedades e incertezas, era uma constante busca da paz, uma contínua procura de Deus. Numa tarde muito especial para mim, buscando a calma interior, eu me pus a orar. O quadro que se me erguia à frente era de muita beleza. O Sol declinava por sobre o pantanal e havia um silêncio exterior muito grande. Procurei, então, mergulhar nas blandícias da prece, pedindo a Deus a mão socorrista, assim como aos Bons Espíritos o seu apoio e assistência, para que não viesse a resvalar pelas rampas do desequilíbrio.

Foi nesse momento que, de súbito, eu vi chegar um ser espiritual com características para mim até então jamais vistas: apresentava profundas marcas na aparência física. Um dos pés, que parecia ter os dedos amputados, estava envolto em gaze, com uma deformidade visível. O corpo alquebrado, a cabeça marcada por cicatrizes, o nariz deformado, sem o septo nasal, e uma expressão de profunda melancolia, olhando-me com enternecimento e carinho comovedores. Na minha ignorância, na minha falta de discernimento doutrinário, pensei de imediato: apesar da prece, eis aí a presença de um Espírito obsessor. Bem se vê que eu confundia, então, a aparência com o conteúdo, a realidade íntima. Foi quando o ouvir dizer nitidamente:

  Não sou um bem-aventurado, mas tampouco eu sou um obsessor. Sou teu irmão. Chamo-me Jésus Gonçalves, e desencarnei, não há muito, num sanatório de leprosos, em Pirapitingui, Estado de São Paulo.

Naquela época ainda não se usava o verbete hanseniano. Era a palavra marcadora, quase cruel, da tradição bíblica. E ele prosseguiu:

  Fomos amigos. Venho, de etapa em etapa, ressarcindo a duras penas o que contraí desde os dias em que, na condição de conquistador, disseminei a morte pela guerra, destruindo lares, roubando vidas, deixando órfãos e viúvas a prantearem os seus mortos. Indiferente, à alheia dor, era devorado pela volúpia da insanidade destruidora. Mais tarde, muito mais tarde, já conhecendo Jesus, não me foi possível fugir daquela compulsão guerreira e, em posição relevante na política francesa do século XVII, novamente me engalfinhei em lutas tenebrosas, sendo um dos responsáveis pelo prosseguimento da guerra franco-austríaca, especialmente na sua terceira fase.

 Em chegando  do lado de cá, dei-me conta da alucinação que me devorava e roguei ao Senhor, por misericórdia, me concedesse a lepra purificadora, para o despertar dos deveres de profundidade, aqueles que me poderiam conscientizar das finalidades superiores da vida. Eis por que, desde então, venho no processo purificador, havendo concluído uma etapa muito consciente, em Pirapitingui, no Estado de São Paulo, poucos anos atrás, onde pude integrar-me no serviço da Revelação Espírita, entregando-me a Jesus”.

Enquanto falava, Jésus Gonçalves se metamorfoseava. Aquela aparência lôbrega e triste se transfigurou diante dos olhos deslumbrados de Divaldo, que pôde ver-lhe a luminosidade interior. Esta lhe chegava como sendo pequeno sol, clareando o crepúsculo do entardecer. E onde antes havia deformações em seu corpo, agora estava a presença das luzes, a forme bem feita, como se tecida de substância luminescente. Jésus Gonçalves então disse, como a querer dar uma explicação à surpresa de Divaldo:

 O que a lepra carcomeu ficou sublimado nas regiões perispirituais. Mas, venho aqui, por dois motivos, falar contigo. Na reunião doutrinaria de hoje, estará presente uma amiga muito querida. Desejo que a informes do nosso encontro. O segundo motivo é que eu te queria pedir visitares a colônia de leprosos desta cidade, no subúrbio de Águas Claras.

Ante a surpresa da proposição, ainda marcado pelo tabu e pela ignorância em torno do mal de Hansen, Divaldo respondeu, comovido:

 Por favor, não me faça um pedido de tal natureza. Esta doença, cujo nome nem sequer eu pronuncio, tal o pavor que me causa, assusta-me demasiadamente e eu nunca teria coragem de visitar o lugar onde estivessem pessoas com ela ...

Jésus Gonçalves sorriu da ingenuidade de Divaldo e redargüiu:

  Divaldo, eu te estou pedindo que vás lá, a fim de que não vás para lá! Preferes ir lá ou para lá?

Divaldo, naturalmente, disse apressadamente que era claro, ele preferia ir lá! Jésus Gonçalves então falou que ele iria tomar as providencias compatíveis, para irem os dois juntos, falar um pouco aos irmãos hansenianos. E diluiu-se diante dos olhos assombrados de Divaldo, deixando-lhe, porém, uma indefinível sensação de paz e bem-estar...

À noite, em seu grupo de trabalhos, no Centro Espírita “Caminho da Redenção”, fundado havia já dois anos e funcionando ainda em sala ampla, numa casa na mesma rua onde tem hoje a sua sede definitiva, Divaldo contou esta experiência aos irmãos e perguntou se, por acaso, alguém ali já ouvira falar ou conhecera Jésus Gonçalves. Levantou-se então, uma senhora portadora de grande beleza do corpo e da alma e declarou:

 Jésus Gonçalves foi meu amigo. Quase desencarnou em meus braços. Convivi com ele, quanto me permitiram as possibilidades. Sou mineira do interior, e resido na capital de São Paulo, há muitos anos, onde mantenho um serviço de visita a várias casas de leprosos. Meu nome é Zaira Pitt. Em companhia de Julinha Koffmann e de outros, procuramos dar assistência aos nossos irmãos leprosos. Neste momento, com um grande número de amigos, estamos ajudando a construção do pavilhão para tuberculosos hansenianos, lá mesmo no hospital de Pirapitingui.

A senhora confirmou, disse Divaldo, para a surpresa de todos nós, a existência desse Espírito, dizendo a ele estar vinculada, fazia muito tempo. Quando o jovem baiano disse que Jésus Gonçalves pedira que ele visitasse a colônia de leprosos de Águas Claras, D. Zaíra Pitti estimulou-o muito para essa tarefa, dizendo que não havia o menor perigo de contágio, como comumente se pensava e propalava por aí...

Jésus Gonçalves, antes de retirar-se, naquela tarde em que se manifestara a Divaldo, aconselhara-o a ler um livro que o ajudaria a perder o medo da lepra, intitulado “Eles Caminham Sós”, dizendo, mais, que ele o faria chegar às suas mãos, através de alguém. Com o pedido do Espírito comunicante e o encorajamento dado por Zaíra Pitti, Divaldo, então, propôs aos freqüentadores do Centro Espírita, a visita àquele lar expurgador. Amigos mais bem relacionados na sociedade entraram em contato com o diretor do hospital, o qual, de inicio vetou aprioristicamente o plano da visita. Mas, a insistência de Divaldo, ante a afirmativa de que o objetivo era apenas fazer uma visita fraterna, levando alguns brindes e um pouco de alegria, respeitando todas as instruções da casa, ele aquiesceu, impondo uma série de restrições. Até aquela época, 1949, o mal de Hansen ainda gozava de muitos tabus e preconceitos que impediam as visitas. Mas Divaldo logrou a liberação da ordem de impedimento e o grupo fez a primeira visita. Foi com ela que iniciou a série de excursões que até hoje faz à colônia de hansenianos, em Águas Claras. Isto, há 36 anos consecutivos!

D. Zaíra Pitti havia viajado a Salvador com o objetivo de conhecer a família do Dr. Ernesto Carneiro Ribeiro, o insigne filólogo, o qual então se comunicava em São Paulo, através de um jovem médium por nome Moacyr, que realizava cirurgias mediúnicas,  especialmente de câncer, de que ela, Zaíra Pitti, era portadora, com resultados excelentes. Tinha vindo para agradecer à familia e trazer uma mensagem do Dr. Carneiro Ribeiro aos que haviam ficado na carne. Visitando uma Instituição Espírita de Salvador, alguém havia indicado o nome de Divaldo; por isso ela havia ido ao Centro Espírita “Caminho da Redenção”, naquela noite, naturalmente inspirada por Jésus Gonçalves. Ela retornou a São Paulo, mas tornou-se grande amiga e benfeitora de Divaldo.

Em 1950, o Sr. José Gonçalves Pereira, hoje Diretor da Casa Transitória de São Paulo, departamento social da Federação Espírita daquele Estado, foi fazer uma visita a Divaldo, incumbido de um convite de Zaíra Pitti, para que, na primeira oportunidade, ele fosse levar a Grande Mensagem à Capital Paulista: pessoas interessadas na divulgação da Doutrina Espírita financiaram a passagem e ele ficaria hospedado em casa daquela mesma benfeitora dos hansenianos e dos sofredores. A viagem aconteceu em dezembro do mesmo ano de 1950. No dia 30, o jovem baiano ali chegou, sendo recebido por alguns corações amigos, dentre os quais, D. Zaíra Pitti. No dia 1º. de janeiro de 1951, o grupo foi visitar o leprosário de Pirapitingui. No grupo estavam aquela senhora, Divaldo e o Sr. Joaquim Alves, o famoso Jô, admirável trabalhador da Seara Espírita, desenhista ímpar e pintor exímio, o Dr. Lauro Michielin, um dos criadores e fundadores do Sanatório Espírita “Antonio Luiz Sayão” (Araras, SP) e que, sob o pseudônimo de Jacques Garnier, escreveu várias obras, relatando experiências mediúnicas, trazendo conceitos e reflexões muito valiosos, e que eram vendidas a beneficio do referido Sanatório (naquela época, como vemos, já existia o sistema abençoado da divulgação doutrinária, beneficiando uma obra assistencial).

Chegando a Pirapitingui, o grupo teve a oportunidade de conhecer a viúva de Jésus Gonçalves. D. Ninita, cega, mas excelente médium vidente. Ela descreveu Divaldo tal como se o estivesse vendo! Falou da presença espiritual do marido ali também. Mas, uma senhora muito rica, que Zaíra Pitt levara, viúva recente, trajando mesmo luto fechado, foi quem mais chamou a atenção de Ninita, que lhes descreveu o esposo desencarnado e pediu-lhe para tirar o luto, dando-lhe uma lição de imortalidade das mais comovedoras. O grupo foi depois ao Centro Espírita “Santo Agostinho” e, ali, Divaldo proferiu uma palestra para os internados e visitantes. Após a alocução, todos voltaram à Capital.

No domingo seguinte, por solicitação de D. Zaíra Pitti, Divaldo fez uma palestra na reunião das 10 horas da manhã, na Casa-Máter do Espiritismo em São Paulo. Naquela época, Pedro de Camargo, o inesquecível escritor e orador Vinicius, que mantinha uma grande assistência, havia vários anos, ali acorrendo para ouvir-lhe a palavra fluente e evangelizadora, foi quem apresentou o jovem baiano, assim falando:

 Muitos aí estão a perguntar quem é esse jovenzinho e o que faz ele aqui, ao meu lado. Tenho, assim, a imensa satisfação de apresentar Divaldo Pereira Franco aos nossos irmãos paulistas. Este nosso amigo vindo da Bahia traz uma mensagem de vida, com a sua mediunidade voltada para o Bem e guiada pela Doutrina Espírita, a fim de nos estimular a marcha e nos encorajar para a luta.

Foi dessa forma que Divaldo proferiu a suas primeira palestra na Federação Espírita do Estado de São Paulo, vinculando-se também àquele missionário do bem e da luz, que era Vinicius, o emérito educador e o sacerdote, no sentido profundo da palavra, da mensagem evangélica e espírita.

Assim, Divaldo Pereira Franco iniciou as suas pregações na capital bandeirante. Era janeiro de 1951, o que vale dizer: há quase 36 anos!

 

Livro O Peregrino do Senhor – 1ª. edição – LEAL- 1987

 

Capa do livro de d. Altiva Noronha

onde está narrado o episódio acima

 

Dois livros imprescindíveis para quem queira conhecer

a  vida e a obra de Jésus Gonçalves.

Jésus Gonçalves, sentado,  já com as seqüelas da lepra em Pirapitingui.

Dona Ninita é a primeira de óculos escuro a partir da esquerda

Julinha * é a última da direita.

Foto nos livros: Flores de Outono e A Extraordinária Vida de Jésus Gonçalves

Jésus Gonçalves sentado

dona Ninita, companheira de Jésus Gonçalves, um visitante,

Zaíra Junqueira Pitt e Julinha Thekla Kobleisen

Foto do Livro: A Extraordinária Vida de Jésus Gonçalves

USE/Madras- Eduardo Carvalho Monteiro

Flagrante da inauguração do C.E. Santo Agostinho. Jésus Gonçalves é o quarto da direita

para a esquerda. Seu filho Jaime está logo à sua direita (16/12/1945)

Do livro: A Extraordinária Vida de Jésus Gonçalves. Eduardo Carvalho Monteiro. USE/Madras

 

Asilo-colônia de Pirapitingui, especializado no tratamento de portadores da hanseníase

Jésus Gonçalves esteve aqui internado de 1937 à 1947, ano este em que desencarnou.

Foto do acervo do historiador Jaime Prado, Bauru, SP

 

Abaixo outras imagens de personalidades citadas nesta homenagem a Jésus Gonçalves

 

 

Divaldo Pereira Franco por ocasião da inauguração da Mansão do Caminho,

em Salvador,  Bahia, aos 15 de agosto de 1952.

Imagem obtida em  trabalho de Simoni Privato Goidanich, Quito,  Equador.

 

* Em nossas pesquisas encontramos o nome de Julinha citada neste trabalho grafado de duas formas:

   Julia Thekla Kohleisen e Julinha Koffmann.

 

 

Pedido de ajuda

Gostaríamos de manter contatos com pessoas que pudessem nos prestar informações acerca da vida e da obra das duas grandes benfeitoras dona  Zaíra Pitti e dona Júlia Thekla Kohleisen (Julinha). Com nossos agradecimentos antecipados. Ismael Gobbo

 

 

 

 

Nota: Todas as notícias deste e de emails anteriores estão postadas no blog: http://ismaelgobbo.blogspot.com e no

site www.noticiasespiritas.com.br

 

 

 

Em absoluto respeito à sua privacidade, caso não mais queira receber este boletim de notícias do movimento espírita, envie-nos um email solicitando a exclusão do seu endereço eletrônico de nossa lista. Nosso endereço: [email protected]

 

 

 

Editoração e envio:

Ismael Gobbo, Araçatuba, SP

Gislaine Pascoal Yokomizo e Leonardo Yokomizo, Jacareí, SP