Notícias do Movimento Espírita

São Paulo, SP,  sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Compiladas por Ismael Gobbo

 

ismaellogo copy

http://ismaelgobbo.blogspot.com.br/          

 

Acessar o boletim de notícias aqui:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/DEZEMBRO/16-12-2016.htm

ou

https://www.facebook.com/ismael.gobbo.1

 

 

Parcerias

Rede Amigo Espírita:    http://www.redeamigoespirita.com.br/

Agenda Espírita Brasil: http://www.agendaespiritabrasil.com.br/

 

 

Editoração: Ismael Gobbo, São Paulo, SP.

Envio: Ismael Gobbo (SP) e Wilson Carvalho Júnior, Araçatuba (SP)

 

 

Notas

1. Recomendamos confirmar junto aos organizadores os eventos aqui divulgados. Podem ocorrer cancelamentos ou mudanças que nem sempre chegam ao nosso conhecimento.

2. Este e-mail é uma forma alternativa de divulgação de noticias, eventos, entrevistas e artigos espíritas. Recebemos as informações de fontes  diversas e fazemos o repasse aos destinatários de nossa lista de contatos. Trabalhamos com a expectativa de que as informações que nos chegam sejam absolutamente espíritas na forma como preconiza o codificador do Espiritismo, Allan Kardec.  Pedimos aos nossos diletos colaboradores que façam uma análise criteriosa e só nos remetam para divulgação matérias genuinamente espíritas.  O trabalho é totalmente gratuito e conta com ajuda de colaboradores voluntários (Ismael Gobbo).

 

 

Atenção

Se você tiver dificuldades em abrir o arquivo, recebê-lo incompleto ou cortado e fotos que não abrem, clique aqui:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/DEZEMBRO/16-12-2016.htm

 

No Blog onde é  postado diariamente:

http://ismaelgobbo.blogspot.com.br/

 

Ou no Facebook:

https://www.facebook.com/ismael.gobbo.1

 

 

 

 

   

Os últimos 5 emails enviados:

 

DATA                                        ACESSE CLICANDO NO LINK

 

15-12-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/DEZEMBRO/15-12-2016.htm

14-12-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/DEZEMBRO/14-12-2016.htm

13-12-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/DEZEMBRO/13-12-2016.htm

12-12-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/DEZEMBRO/12-12-2016.htm

10-12-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/DEZEMBRO/10-12-2016.htm

 

 

 

 

 

 

 

Mensagem do dia

 

 

          

                 

Eterno Natal

 

 

“(...) Vive, este Natal, com a emoção do amor, permitindo que Ele reine no teu íntimo e se espraie vitorioso em volta de ti, consolando e guiando as criaturas que se te acerquem ou de quem te aproximes.”

 

 

  

(Joanna de Ângelis / Divaldo P. Franco,  livro -  Bênçãos  do Natal  2ª  ed.   p. 67 - editora- LEAL)

                                                                     Desenho: Fátima Oliveira

                                                                             Mansão do Caminho - Salvador, Bahia, Brasil.

 

          

                 

 

 

Eterna  Navidad

 

 

...Vive esta Navidad con la emoción del amor: permite que Él reine en tu intimidad y se propague victorioso alrededor tuyo, de modo que dispenses consuelo y guía a las criaturas que se te acerquen, o a quienes tú te aproximes.

 

 

 

 

  

Joanna de Ângelis/Divaldo P. Franco - Libro Bendiciones de la Navidad - Editora LEAL

 

Creación: Fátima Oliveira

Mansión del Camino - Salvador, Bahia, Brasil.

 

 

 

 

 

(Recebido em emails da tradutora MARTA GAZZANIGA [[email protected]], Buenos Aires, Argentina)

 

 

 

 

 

Publicação em sequência

A Gênese

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(Copiado de Febnet)

Transporte da Pedra Trovão com a presença de Catarina II.

https://en.wikipedia.org/wiki/Bronze_Horseman#/media/File:Thunder_Stone.jpg

 

 

A  enorme “Pedra Trovão”  que serviu para confecção

do pedestal da estátua equestre a Pedro,  O Grande, em

São Petersburgo, Rússia, considerada a maior pedra

movida pelo esforço humano.

Estátua equestre a Pedro, O Grande. São Petersburgo, Rússia. A “Pedra Trovão”  foi utilizada para o pedestal.

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:The_Bronze_Horseman_(St._Petersburg,_Russia).jpg

 

Mais informações no link

Lyuba, um bebê mamute descoberto em 2007 na Sibéria.

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Lyuba.jpg

 

 

 

 

O aniversariante

 

 

Aquela família se reunia na véspera de Natal, na entrada da noite.

Assim procedia porque, em seguida, os filhos e netos compartilhariam com os outros avós, a ceia natalina.

Nada mais do que um acordo amigável.

A família contava com quatro pequeninos muito espertos, que não deixavam as guloseimas do Natal esperando.

O ponto alto era o bolo, feito pelas mãos da avó, com várias camadas e muito bem decorado.

Ela o trazia para a sala, colocava-o sobre a mesa e falava do significado daquela noite. Uma noite de festa. Uma noite para comemorar um Aniversário muito importante.

O Aniversário de Alguém especial.

Entre a emoção e o entusiasmo, a avó narrava como se dera o nascimento do Aniversariante, alguns detalhes da Sua vida e Seus ensinamentos.

Chegava, enfim, o momento de todos cantarem Parabéns a você.

Era uma alegria imensa para as crianças. Cada qual fazia uma declaração ou uma homenagem, agradecendo a doce presença de Jesus e o que Ele representava em suas vidas.

Os maiores declamavam poesias que falavam do Natal e do amor do Mestre.

Como o Aniversariante era Jesus, para Ele eram direcionadas as homenagens. E o grande presente de amor e gratidão.

Mais tarde, na casa dos outros avós, os pequenos teciam comentários sobre a comemoração.

O assunto tomava corpo, e uma atividade era programada para o dia seguinte: levar os bolos e doces para um lar de crianças do bairro, em nome de Jesus.

Aproveitar para falar sobre o grande amor de Jesus por todos os Seus irmãos.

Entusiasmados, os pequenos acrescentavam algo de realmente seu e selecionavam alguns brinquedos para oferecer àquelas crianças.

Assim agindo, aquela família ensinava, desde cedo, aos pequeninos, o verdadeiro sentido do Natal. E como ofertar ao nobre Aniversariante o melhor presente: o amor espalhado entre todos.

*  *  *

Reconhecer o verdadeiro sentido e valor do Natal é obrigação de todos os que nos afirmamos cristãos.

Natal é uma festa eminentemente cristã, por ser dedicada ao Cristo Jesus.

Muito oportuno seria estimularmos em nosso lar, a autêntica comemoração cristã, que fala de fraternidade, de encontro da família.

Uma noite para estarmos juntos, cearmos, rirmos, trocarmos presentes, se desejarmos, sem esquecer a figura principal, o Aniversariante.

Ideal seria se, a cada ano, nos esmerássemos em criar formas sempre renovadas de prestar homenagem ao Mestre.

Há tanto que pode ser feito: visitar os que se encontram hospitalizados ou um idoso que sabemos vive só.

Podemos levar brinquedos para crianças em carência material e ofertá-los, sejam em pacotes vistosos, com laços de fita chamativos ou não, representando o nosso carinho, que é, sem dúvida, o maior presente.

Um abraço, um aconchego, um afago. Tudo em nome de quem aniversaria nesse dia e que espera que a Sua mensagem de amor e de paz se espalhe por toda a Terra.

Excelente dia para iniciar essa prática. Pensemos nisso.

Redação do Momento Espírita.
Em 15.12.2016.

 

 

(Copiado do site Feparana)

A Virgem e o Menino com Santa Ana e João Batista.  Desenho em carvão e giz sobre papel  por Leonardo da Vinci.

Imagem/fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Leonardo_da_Vinci#/media/File:Leonardo_da_Vinci_-_Virgin_and_Child_with_Ss_Anne_and_John_the_Baptist.jpg

 

 

 

Registro. Divaldo Pereira Franco

Movimento Você e a Paz. Salvador, BA

 

 

Salvador, 14 de dezembro de 2016

Texto e fotos: Paulo Salerno

No Dique do Tororó tudo estava preparado. Iluminação, palco, as águas engalanadas por luzes multicores. O conjunto emprestava sua beleza para compor uma harmonia ímpar. Respirava-se paz. Com o público chegando e se acomodando no gramado, o Coral Encontro de Luz, da Federação Espírita do Estado da Bahia, regido pelo Maestro Milton Cezar, foi dando o tom para a noite que começava a se fazer presente, preparando corações e mentes. Carla Vizi e Rudinei Monteiro, formando bela dupla, com belas interpretações, arrancaram muitos aplausos do público participativo, assim como o Coral.

Os pronunciamentos aguardados foram iniciados por Ruth Brasil Mesquita que teceu comentários sobre o livro Eu Posso Falar, de Manuel David Coudris, destacando a vida inteligente e sensível existente ainda no ventre materno. Nesse caso específico, registrando os diálogos entre filho e mãe. Uma experiência excepcional e extraordinária vivida pela gestante, a sensitiva Mirabelle Coudris e seu filho não nascido, registradas durante a meditação na primavera de 1984, na Áustria. As informações daí advindas tiveram comprovações posteriores com o emprego de métodos sofisticados. Destacou a oradora eloquente que a vida deve ser preservada, e todos os que preservam a vida já se encontram em condições pacíficas, possuidoras de paz íntima. Ruth deixou sua mensagem em favor da vida, repudiando o aborto criminoso, assassinando no ventre materno aquele ser que não pode se defender.

Marcel Mariano sublinhou que os indivíduos da atualidade brasileira, em sua esmagadora maioria, percebem que o crime e os criminosos estão banalizados. Já não se surpreendem, ou se escandalizam, ante os crimes hediondos e bárbaros, numa clara demonstração de que os corações se encontram petrificados, agressivos. Não basta endurecer as leis, é necessário reestruturação do sistema prisional, humanizando as condições carcerárias, trabalhar as causas geradoras dos crimes, da violência. Levar em conta que o criminoso, o violento é um doente social. Toda uma assistência, por profissionais habilitados e capacitados, deve ser disponibilizada para auxiliar na recuperação dos violentos e criminosos. A educação, outro pilar que deve dar sustentação na construção de uma família, de uma sociedade pacífica, deve ser desde já planejada e posta em execução, oferecendo para as gerações futuras as condições para uma vida de paz e harmonia.

João Araújo, mestre-de-cerimônias, fazendo uma homenagem a Nilson de Souza Pereira, pacifista e pacificador por excelência, leu o Poema A Dádiva, do escritor libanês Gibran Khalil Gibran (1883 – 1931), que entre outros versos, destacamos: Há os que dão pouco do muito que possuem, e fazem-no para serem elogiados, e seu desejo secreto desvaloriza suas dádivas. Há os que pouco têm e dão-nos inteiramente. Esses confiam na vida e na generosidade da vida e seus cofres nunca se esvaziam. Há os que dão com alegria e essa alegria é sua recompensa. Há os que dão com pena, e essa pena é seu batismo. E há os que dão sem sentir pena, nem buscar alegria e sem pensar na virtude. Dão, como num vale o mirto espalha sua fragrância no espaço. Pelas mãos de tais pessoas Deus fala; e através de seus olhos Ele sorri para o mundo.

O idealizador do Movimento Você e a Paz, desencadeado em 1998, Divaldo Pereira Franco vem se destacando e sendo reconhecido como um verdadeiro pacifista, pacificado e pacificador. Seu pronunciamento foi um verdadeiro alerta, destacando, no caso abordado, o uso de drogas, que degrada o ser humano, desestrutura a família, corrompe a sociedade, destrói vidas, gerando de continuum, violência crescente. A história real, acontecida em Nova Iorque, EUA, espelha com cruel realidade a experiência de inúmeras famílias. O pai, por injunções econômicas e sociais, tanto quanto a mãe, não possuem tempo para seus filhos, para atender as suas necessidades afetivas, que imaginam suprir dando coisas. Raríssimamente dão-se aos filhos.

O jovem adolescente em tela, na ânsia de saciar suas necessidades afetivas, busca nas drogas o amor que não lhe alcança. Se utilizando de mentiras e estratagemas, vai se perdendo no labirinto diabólico e perverso da drogadição e todos os componentes que formam esse séquito de horrores. Em uma discussão doméstica, filho e mãe vivem um dilema profundo, o pai intervém, e sentindo-se ameaçado por uma faca, atira no filho, matando-o.

Em seu julgamento, por júri popular, o pai é absolvido. Tem a liberdade, porém, a consciência é um juiz implacável que não dá tréguas. O pai atormentava-se perguntando para si e para quem pudesse ajudá-lo a encontrar uma resposta, uma razão, para aqueles fatos envolvendo sua família. Como o pai havia concedido uma entrevista, e que foi publicada, Divaldo sentiu a necessidade de lhe escrever. Na missiva, afirmava que palidamente compreendia. Observou que na entrevista não havia falado sobre religião com o filho, a presença de Deus na vida de cada um, que havia dado tudo o que o jovem necessitava. Orientava para que agisse diferente com o segundo filho, que desse menos coisas e doasse-se mais, que estivesse mais presente, que oferecesse assistência amorosa, segurança doméstica, exemplos de dignidade. Junto à carta, Divaldo enviou O Livro dos Espíritos. A carta jamais foi respondida.

No ano de 2000, a UNESCO diagnosticou que a guerra no mundo começa em cada indivíduo, e que a violência é uma doença social que começa no Espírito, segundo a Organização Mundial de Saúde. Neste mesmo ano, entre os dias 28 e 31 de agosto, em Nova Iorque, EUA, aconteceu o Primeiro Encontro Mundial de Líderes Religiosos, promovido pela Organização das Nações Unidas. Participaram representantes de 140 países e de 120 religiões, as mais diversas, desde as indígenas. As propostas ali estabelecidas deveriam ser analisadas após o transcurso de 20 anos. Estabeleceram seis regras para que fossem evitadas as guerras, como segue:

1º - Seja pacífico; 2º - Mantenha a ordem; 3º - Procure sempre fazer o melhor ao seu alcance; 4º - Ame a natureza; 5º - Ouça o outro para compreender; e 6º - Redescubra a solidariedade. O emérito educador e orador espírita concitou a que cada um fosse mais mediador; a ser ponte, construindo soluções; a sentir prazer em servir; a doar; a construir o futuro através de famílias equilibradas; a sensibilizar corações em conflito; a ser mais compassivo, convidando a que cada indivíduo seja mais feliz, abrindo o coração à paz. A oração é poderosa impulsora da transformação moral, preparando os dias felizes do porvir. Jesus é a figura máxima do amor e da paz. Quem Lhe segue o exemplo, procede bem, age corretamente, sabe amar, desenvolve o sentimento da gratidão, tanto à vida, quanto a Deus.

Com o Poema da Gratidão, de Amélia Rodrigues, o extraordinário evento foi encerrado. Ato contínuo, foi cantada a canção Paz pela Paz, de Nando Cordel. O público, entusiasmado e imbuído de sentimento pacifista entoou junto, aplaudindo, abraçando-se, enquanto fogos de artifício eram lançados ao alto, saudando antecipadamente a celebração da paz mundial, que se avizinha. O público, como nos eventos precedentes, além dos presentes, foi formado pelos moradores da vizinhança, que de seus prédios, participavam ativamente.

 

Abraços, Jorge Moehlecke

 

 

 

 13a. Feira do Livro Espírita

Jales, SP

 

NÃO PERCA

 

View this email in your browser

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2016 Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores, All rights reserved.
Por que recebeu este e-mail? Você recebe este e-mail por ter se cadastrado em nosso site ou junto ao nosso Departamento de Comunicação. Caso queira se descadastrar, fique à vontade para fazer o procedimento indicado no rodapé deste e-mail.

Our mailing address is:

Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores

Rua Dezenove, 768, Jales - São Paulo, República Federativa do Brasil

Jales, São Paulo 15700-666

Brazil


Add us to your address book



Want to change how you receive these emails?
You can
update your preferences or unsubscribe from this list

Email Marketing Powered by MailChimp

(Recebio de Adelvair David)

 

 

 Palestra na CEBM- Comunhão Espírita Bezerra de Menezes

Campo Limpo Paulista, SP

 

 

(Informação recebida em email de Sidney Fernandes)

 

 

 Boletim eletrônico FEB

Brasília, DF

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Descadastre-se caso não queira receber mais e-mails.

 

(Repassada em email por Nazareno Feitosa)

 

 

 Palestra no C.E. Antonio de Pádua

Palmital, SP

Imagem inline 1

 

 

(Informação recebida em email de Francisco Atilio Arcoleze [[email protected]])

 

 

 Palestra no C.E. Joana D’Arc

Assis, SP

 

 

(Informação recebida em email de Francisco Atilio Arcoleze [[email protected]])

 

 

Palestra de Natal no CELV

Marília, SP

 

(Informações recebidas em email de Donizete Pinheiro)

 

 

Palestra programada para o SEJA

Campinas, SP

 

(Informação recebida em email de SEJA-Divulgação [[email protected]])

 

 

Informativo do C.E. Zilda Gama

São Paulo, SP

PRÓXIMAS PALESTRAS

 

14/12/2016 – Hoje - Quarta-feira                   20h – Reunião Pública

Orador: Edson Pinheiro de Brito                            Casa Branca do Caminho

Tema: Livre

 

17/12/2016 – Próximo Sábado                        15h Reunião Pública

Orador: Maria Nanci Vieira                                    Maria de Nazaré

Tema: Vós sois a Luz do Mundo

 

20/12/2016 – Próxima Terça-feira                 9h – Reunião Pública

Orador: Fernando Reis                                          CE Zilda Gama

Tema: Livre

 

20/12/2016 – Próxima Terça-feira                 20h – Reunião Pública

Orador: Marcos Zanardi                                        CE Zilda Gama

Tema: Livre

 

21/12/2016 – Próxima Quarta-feira               20h – Reunião Pública

Orador: a definir

Tema: Livre

 

--

Para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada,
adicione o e-mail [email protected]  ao seu catálogo de endereços.

Respeitamos a sua privacidade e somos contra o spam na rede.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, responda esta mensagem  solicitando a retirada do mailing e faremos isso imediatamente.

CENTRO ESPÍRITA ZILDA GAMA

R. Dr. Cesar Salgado, 238 - Morumbi

[email protected]

 

Nossa missão: "Acolher e auxiliar fraternalmente o indivíduo no seu desenvolvimento espiritual, por meio da Divulgação, do Ensino, da Prática da Doutrina Espírita e das parcerias com grupos terapêuticos de reconhecido valor espiritual"

 

 

(Informação recebida em email de Centro Espírita Zilda Gama [[email protected]])

 

 

 

 

Grande Encontro de Final de Ano, em

 Franca, SP

 



 

--

USEFRANCA

União das Sociedades Espíritas Intermunicipal de Franca

R. Major Claudiano, 2185

Centro, Franca, SP

1637243178

Curtir: www.facebook.com/usefranca

 

 

(Informação recebida em email de [email protected]; em nome de; USE Intermunicipal de Franca [[email protected]])

 

 

Novo artigo publicado no JEE- Jornal de Estudos Espíritas

Links abaixo

 

 

 

Olá Todos,

O Jornal de Estudos Espíritas (JEE) acaba de publicar o artigo "O perispírito não é fluido vital", de autoria do amigo Paulo da Silva Neto Sobrinho. Embora o título não exprima novidade alguma ao estudioso espírita, as razões desse estudo e a solução da questão são apresentadas de modo bastante didático com base na Doutrina Espírita. Como afirmado no resumo, a relação entre fluido vital e fluido animalizado (será que são a mesma coisa?) e a questão sobre se o desprendimento causa a morte ou se a morte leva ao desprendimento do Espírito, também são analisadas no artigo.

O resumo e o link para baixar gratuitamente o arquivo PDF do artigo podem ser acessados por qualquer um dos dois links abaixo:

https://sites.google.com/site/jeespiritas/volumes/volume-4---2016/resumo---art-n-010206

http://dx.doi.org/10.22568/jee.v4.artn.010206

Lembramos apenas que apesar do acesso aos artigos do JEE ser gratuito, é necessário obter autorização do(s) Autor(es) dos mesmos para reproduzir em parte ou em todo o conteúdo dos artigos. O link de acesso bem como título e resumo podem ser repassados a amigos ou divulgados em sites pessoais (sempre junto com um dos links acima, para o artigo no site do JEE).

 

Aproveito para divulgar duas novidades envolvendo o JEE. O JEE, agora, possui um cadastro ou número de ISSN (International Standard Serial Number) que formaliza o registro do periódico perante bases de dados no Brasil e no mundo. Além disso, cadastramos um prefixo de DOI (Digital Object Identifier) associado ao ISSN do JEE, para que cada artigo possa ter um número DOI e, assim, ter um cadastro, identificação e acesso pela internet únicos de cada produção do conhecimento espírita. O acesso aos artigos continua sendo gratuito e Autores não tem custo nenhum com a publicação de artigos no JEE. Essas novidades apenas tornam os estudos e artigos publicados pelo JEE formalmente identificados para fins de registro de informação.

 

Se gostaram desse estudo, por favor, ajude a divulgar. Se conhecer pessoas que possam ter interesse nos artigos do JEE, peçam para escrever para o Editor em jestudosespirita[email protected] solicitando cadastro do email para receber notícias sobre novas publicações.

Em caso de dúvidas, nos escrevam, por favor.

 

Agradecemos a todos pela atenção!

Um abraço fraterno,

Alexandre F. da Fonseca


--

Editor - Jornal de Estudos Espíritas

https://sites.google.com/site/jeespiritas/

ISSN: 2525-8753

 

 

 

Congresso marcará 70 anos de história da USE

Atibaia, SP

Solenidade de abertura terá lançamento de Selo dos Correios, edição comemorativa e Conferência de Divaldo Franco

 

Assim como em 1986, quando os organizadores decidiram levar o Congresso Estadual para as dependências do Grande Hotel em Águas de São Pedro, visando assim estimular a reflexão em torno do tema central – que tratava da Unificação –, USE confirmou a realização do próximo Congresso, em junho de 2017, no Tauá Hotel Atibaia.

“Como naquele 7º Congresso, a proposta deste conclave é também favorecer a reflexão e estimular o diálogo entre expositor e congressista, ao mesmo tempo em que estaremos comemorando 70 anos de história no serviço da Unificação”, observa Julia Nezu Oliveira, presidente da entidade federativa paulista.

“Por isso -- acrescentou --, além das conferências de grandes oradores, como Divaldo Franco, Haroldo Dutra, Alberto Almeida e André Luiz Peixinho, estamos incluindo também, na programação, palestras, oficinas e rodas de conversa, cujos temas são de interesse do trabalhador e estimulam a renovação e aprimoramento das práticas e serviços prestados na casa espírita.”

Com efeito, o próximo Congresso Estadual – cujas inscrições continuam abertas – traz uma programação rica e variada, que inclui seis rodas de conversa, 12 oficinas (que se repetirão em três horários diferentes) e palestras específicas sobre USE, a cargo de Cesar Perri, Merhy Seba, Nely Del Neri e da própria Julia Nezu.

Além disso, esta “imersão” por três dias no Tauá Hotel visa também oferecer mais conforto ao congressista, que poderá levar a família para o Congresso, usufruindo com ela algumas horas de descanso e as atrações de lazer e diversão na estância turística de Atibaia.

Programação

A solenidade de abertura do 17º Congresso terá participação da Banda Musical de Atibaia e apresentações do violinista Clayton Prado e o Grupo Magia do Som (Americana). Em seguida, cerimônia de lançamento do Selo e Carimbo pela Empresa Brasileira de Correios e do livro USE 70 Anos – Passado, Presente e Futuro em Nossas Mãos. Em fase revisão, a edição comemorativa tem formato 21 x 28 centímetros, em capa dura, e contará 300 páginas aproximadamente. 

Sábado e domingo

As atividades do 17º Congresso Estadual de Espiritismo serão desenvolvidas todas no Tauá Hotel Atibaia. Os trabalhos no sábado (24) serão abertos pelo grupo Toque na Alma (Araras), preparando o ambiente para o palestrante da manhã, André Luiz Peixinho (Salvador, BA), que falará sobre O Espírita frente aos Desafios Atuais. Na sequência, têm início as Oficinas e Palestras USE, ocupando simultaneamente 15 salas do Tauá Hotel.

Na parte da tarde, paralelamente às oficinas (que serão repetidas também às 16h00), as chamadas Rodas de Conversa, debates conduzidos por dois expositores e um mediador, vão debater temas controversos e efervescentes, que têm motivado algumas polêmicas em nosso movimento. Esses temas vêm sendo trabalhados em prévias por todo o Estado, pelo professor Marco Milani e outros facilitadores.

Após o jantar, os congressistas poderão relaxar com as belas canções do grupo Vozes do Amanhã (Campinas), que abrirão outro grande momento do Congresso – a conferência de Haroldo Dutra sobre os 160 anos de O Livro dos Espíritos, quando o orador destacará a atualidade da obra primeira da Codificação Kardequiana.

No domingo, a parte artística estará a cargo do Departamento de Arte da USE, que promete algumas surpresas. Em seguida, os congressistas terão uma síntese das Rodas de Conversa com os seis coordenadores -- Cesar Perri, Alexandre Fontes da Fonseca, Luiz Fernando Penteado, André Luiz Peixinho e Haroldo Dutra Dias. (veja programação completa no site   www.usesp.org.br/congresso)

Conferências de encerramento

O momento apoteótico ficará por conta de Julia Nezu Oliveira, presidente da USE, que falará sobre “O futuro em Nossas Mãos”, e do orador paraense Alberto Almeida, de Belém, a quem foi conferido o tema “Espíritas, amai-vos e instruí-vos”. Médico homeopata e terapeuta transpessoal, Alberto Almeida tem percorrido o País e o mundo, a serviço do Espiritismo. É trabalhador do Grupo Espírita Jardim das Oliveiras e diretor da Associação Médico-Espírita do Pará (AME-PA).

-------------

Inscrições continuam abertas

Processo agora inclui congressistas que não pretendem hospedar-se no Tauá Hotel.

As inscrições para o 17º Congresso Estadual de Espiritismo continuam abertas e podem ser feitas via PagSeguro (via internet) ou diretamente na Secretaria da USE ([email protected] ou pelo tel. 11 2950-6554)

Os valores para reserva de apartamentos no Tauá Hotel, no entanto, serão reajustados a partir de 1º de janeiro. Até o momento custam R$ 1.500, quarto individual, e R$ 870 para duplos e triplos. Crianças até seis anos estão isentas de pagamento, mas para congressistas acompanhados de crianças de idade entre 7 a 12 anos será cobrado adicional de R$ 400. 

Os congressistas que não se hospedarem no Hotel poderão optar pela inscrição simples, no valor de R$ 200 (com direito a coffee-breaks), ou meia hospedagem, no valor de R$ 490, que inclui refeições, no próprio hotel, além de todos os coffee-breaks.

Prévias em Ribeirão, Santos e Campinas

Os congressistas estão conhecendo o gostinho das Rodas de Conversa que serão levadas ao 17º Congresso Estadual através das Prévias que vêm sendo realizadas pelo Estado. Desde julho passado foram realizados quatro encontros dessa natureza – em Limeira, Itapira e na Capital, duas vezes, nos quais se discutiram os temas Práticas Estranhas no Centro Espírita, Sexualidade e Afetividade à luz do Espiritismo e ainda Qualidade Doutrinária na Literatura Espírita e O Desafio de Educar, além de Instruir. Estes dois últimos temas serão levados ainda a Ribeirão Preto, em 29 de janeiro. As duas últimas prévias serão realizadas em Santos, com o tema  Espiritismo e Políticam e em Campinas, com o tema Espiritismo e Doutrinas Científicas, mas ainda sem local e data definidos.    

 

 

 

(Informações recebidas em email de Rubens Toledo)

 

 

 

Palestra programadas pelo Núcleo Espírita Chico Xavier

Niterói, RJ

 


Núcleo Espírita Chico Xavier - NECX

Rua das Tainhas, nº 10 - Jardim Imbuí

Piratininga - Niterói (RJ)
Mapa de Acesso
NECX na WEB

NECX no Facebook

NECX no YouTube

 

 

(Informação recebida em email de [email protected]; em nome de; Núcleo Espírita Chico Xavier [[email protected]])

 

 

Teatrinho de Natal no CEAK

Penápolis, SP

 

em 17-12-2016 às 20 horas

 

Imagem inline 1

 

--

 

Centro Espírita Allan Kardec

Avenida Luís Osório, 1262

Penápolis - SP

allankardecpenapol[email protected]

https://www.facebook.com/allankardecpenapolis

 2015, 150 anos do livro O Céu e o Inferno

 

 

(Informação recebida em email de Centro Espírita Allan Kardec [[email protected]])

 

 

Programação no Núcleo Espírita Amor e Paz

Marília, SP

 

 

(Informação recebida em email de Donizete Pinheiro)

 

 

 

Palestra por Maria Helena Marcon

Curitiba, PR

 

 

(Informação recebida da FEPARANA)

 

 

 

35ª. Feira do Livro Espírita

Matão, SP

 

 

(Informação recebida em email de Valentim Fernandes [[email protected]])

 

 

 

Boletim do SEI – Serviço Espírita de Informações

Dezembro/2016

 

Acesse aqui:

http://boletimsei.blogspot.com.br/2016/12/boletim-sei-de-dezembro.html

 

 

 

 

 

 

 

 

Boletim eletrônico do Instituto Chico Xavier

Itú, SP

 

Acesse:

http://shoutout.wix.com/so/8LZ-zS6q?cid=cb44c09c-f362-4d70-a2dd-7946ec2ced0e#/main

 

 

 

 

 

 

Carta ao “Papai Noel”

Nova fachada no Instituto Espírita Batuíra de Saúde Mental

 

Meu nome é Instituto Espírita Batuíra de Saúde Mental, tenho 67 anos de

idade. Sou bastante conhecido como “Batuíra”.

 

Neste ano de 2016 fui muito cuidadoso, paciente e amoroso com mais de

800 pacientes carentes que fizeram tratamento comigo.

 

Todos eles receberam alimentação, medicação, roupas limpas e um lugar

para dormir e se tratar.

 

O meu sonho neste Natal é ganhar 2 ar-condicionado de 36 mil btus para o

Salão de Prece, onde vamos poder atender melhor ainda os pacientes

carentes que nos procuram e os irmãos que participam das Reuniões

Públicas e trabalhos Mediúnicos.

 

O custo total é R$ 11.025,68.

 

Prometo ser melhor ainda em 2017 e que vamos cuidar muito bem dos

pacientes que ainda precisam internar.

 

Caso seja possível o senhor atender a minha carta, as contas correntes

abaixo estão disponíveis para auxiliar:

 

Banco do Brasil Agência 1610-1 Conta 115747-7

Caixa Agência 1575 Conta 75600-2

 

Ou doadas diretamente na recepção da entidade.

 

Feliz Natal e Feliz 2017! Muito Obrigado

 

Instituto Espírita Batuíra de Saúde Mental

 

 

(Recebido em email de [email protected])

 

 

 

 25a. Feira da Bondade « Lar da Esperança »

Promissão, SP

 

 

(Informação recebida em email de João Marchesi Neto)

 

 

 Ame-Brasil

 

 

 

 

Jesus

 

Pelo Espírito  André Luiz. Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Livro: Coletânea do Além. Lição nº 68. Página 150.

 

Divino Senhor - fez-se humilde servo da Humanidade.

Pastor Supremo - nasceu na manjedoura singela.

Ungido da Providência - preferiu chegar ao planeta, no espesso manto da noite, para que o mundo lhe não visse a corte celestial.

Orientador nas Esferas Resplandecentes - rejubilou-se na casinha rústica de Nazaré.

Construtor do Orbe Terrestre - manejou serrotes anônimos de uma carpintaria desconhecida.

Prometido dos Profetas - escolheu a simplicidade para instituir o Reino de Deus.

Enviado às Nações - preferiu conversar com os doutores na condição de criança.

Luzeiro das Almas - consagrou longos anos à preparação e à meditação, a fim de ensinar às criaturas o caminho da redenção.

Verbo Sagrado do Principio - Submeteu-se à limitação da palavra humana para iluminar o mundo.

Sábio dos Sábios - valeu-se de pescadores pobres e simples para transmitir aos homens a divina mensagem.

Mestre dos Mestres - utilizou-se da cátedra da natureza, entre árvores acolhedoras e barcos rudes, disseminando as primeiras lições do Evangelho Renovador.

Majestade Celeste - conviveu com infelizes e desalentados da sorte.

Príncipe do Bem - não desdenhou as vítimas do mal, amparando mulheres desventuradas e sentando-se à mesa de pecadores envilecidos.

Instrutor de Entidades Angélicas - andou com a multidão de leprosos, estropiados e cegos de todos os matizes.

Administrador da Terra - ensinou o respeito a César, consagrando a ordem e santificação à hierarquia.

Benfeitor das Criaturas - recebeu a calúnia, o ridículo, a ironia, o desprezo público, a prisão dolorosa e o inquérito descabido.

Amigo Fiel - viu-se sozinho, no extremo testemunho.

Juiz Incorruptível - não reclamou contra os falsos julgamentos de sua obra.

Advogado do Mundo - acolheu a cruz injuriosa.

Ministro Divino da Palavra - adotou o silêncio, ante a ignorância de seus perseguidores.

Dono do Poder - rogou perdão para os próprios algozes.

Médico Sublime - suportou chagas sanguinolentas.

Jardineiro de Flores Eternas - foi coroado de espinhos cruéis.

Companheiro Generoso - recebeu açoites e bofetadas.

Condutor da Vida - aceitou o crucifixo entre ladrões.

Emissário do Pai - manteve-se fiel a Deus até ao fim.

Mensageiro da Luz Imortal - escolheu o coração amoroso e renovado de Madalena para espalhar na Terra as primeiras alegrias da ressurreição.

Mordomo dos Bens Eternos - em precisando de alguém para colaborar com os seus seguidores sinceros, busca Saulo de Tarso, o perseguidor, e transforma-o no amigo incondicional.

Coordenador da Evolução Terrestre – necessitando de trabalhadores para as missões especializadas, procura os Ananias da fé, os Estêvãos do trabalho e os Barnabés anônimos da cooperação.

Missionário Infatigável da Redenção Humana - foi sempre e ainda é o maior servidor dos homens de todos os tempos e civilizações da Terra.

Recordando o Mestre Divino, convertamo-nos ao seu Evangelho de Amor, para que a sua luz nasça na manjedoura de nossos corações pobres e humildes!

E, edificados no seu exemplo, abracemos a cruz de nossos preciosos testemunhos, marchando ao encontro do Senhor, no iluminado País da Ressurreição Eterna!

 

(Recebido em email do divulgador Antonio Sávio, Belo Horizonte, MG)

Jesus encontrado no Templo. Aquarela de James Tissot.

Imagem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Brooklyn_Museum_-_Jesus_Found_in_the_Temple_(Jesus_retrouv%C3%A9_dans_le_temple)_-_James_Tissot_-_overall.jpg  

 

 

 

 

Homenagem

 Lázaro Luiz Zamenhof

1859 - 1917

 

 

LÁZARO LUIZ ZAMENHOF nasceu em 15 de dezembro de 1859, na cidade de Bialystok, na Polônia, então anexada ao Império Russo. Era filho de Rosália e Marcos Zamenhof, criterioso professor de geografia e línguas modernas.

Bialystok era uma pequena cidade que se constituía num palco de dolorosas lutas raciais, agravadas pela incompreensão lingüística entre os seus habitantes. A Polônia pertencia ao Império Moscovita, onde se falava cerca de duzentas (200) línguas diferentes. Só na pequena Bialystok falavam-se quatro (04) línguas oficiais: o Russo, o Alemão, o Polonês e o Ídiche.

Eram quatro nacionalidades distintas que tinham objetivos antagônicos, com línguas diferentes e crenças hostis umas às outras.

O menino Lázaro, com apenas 06 anos de idade, já se constrangia e se indagava ao assistir a discussões e contendas que terminavam em lágrimas, sangue e até mesmo em mortes violentas. Essa impressão terrível não mais se apagaria de sua mente.

Desde menino era prudente, modesto, pensativo e estudioso e em sua mente de gênio já se apresentava a idéia de elaboração de uma única língua neutra internacional. Na escola mostrava talento e cultura invulgares para escrever e era admirado pelos professores e amigos. Possuía uma conduta tranqüila e maneiras gentis. Nunca se mostrava superior a quem quer que fosse, nem em casa nem na escola.

Na 5ª série primária começou a estudar o inglês e ainda muito jovem estudou o francês e o alemão. Iniciando o curso ginasial, passou a estudar fervorosamente as línguas latina e grega, examinando a possibilidade de uma delas se constituir em língua internacional. Todavia, até a língua latina era difícil e cheia de antigas e inúteis formas. Mais simples, mais conveniente para o uso atual deveria ser uma língua sonhada. Ela deveria ser de aprendizagem rápida e acessível também ao povo e não apenas aos letrados. O fundamento da língua sonhada deveria ser a simplicidade e a lógica.

Nesse ínterim, a família transferiu-se para Varsóvia. Quando cursava a última série ginasial, já havia concluído o seu projeto sobre a Língua Universal. No dia 05 de dezembro de 1878, ele e um grupo de 6 ou 7 colegas do ginásio festejaram, ao redor de um bolo preparado carinhosamente por sua mãe, o nascimento da Língua Internacional. Na verdade, o projeto naquele dia comemorado era apenas um forma embrionária do que mais tarde seria o ESPERANTO.

Terminado o ginásio, foi mandado para Moscou, onde iria estudar Medicina. Antes, porém, o jovem ZAMENHOF teve de prometer ao pai que abandonaria a idéia da língua universal, pelo menos provisoriamente, até terminar o curso de Medicina, e teve de entregar-lhe, naquele dia, os cadernos que continham os originais.

Seus pais não puderam mantê-lo em Moscou e fizeram-no regressar a Varsóvia. Contava então 22 anos de idade. Durante o seu afastamento, seu pai, "prudente e rigoroso", por amor ao seu filho, temendo por seu futuro, queimou todos os manuscritos sobre a Língua Internacional.

Tão logo voltou à casa paterna, procurou por seus manuscritos e, não os encontrando, perguntou à mãe por eles. A resposta materna foram apenas lágrimas e silêncio. Lázaro Luiz adivinhou tudo. Procurou o pai e pediu-lhe para desfazer a promessa, pois queria dar continuidade ao seu grandioso trabalho. Tinha guardado na memória tudo o que continham os originais queimados. Fervorosamente refez tudo.

Só depois de experimentos exaustivos e comprovações minuciosas com os estudos da gramática e vocabulário intensamente vividos e testados foi que considerou pronta a sua obra. Estava nessa época com 28 anos de idade.

Mas restava um último detalhe: como publicá-la, sendo sua situação financeira bastante precária? De onde viriam os recursos? Um auxílio surgiu de onde ele menos esperava. Seu futuro sogro, homem afeito à cultura, financiou totalmente a publicação da obra, e, a 26 de julho de 1887 saía da oficina gráfica o seu primeiro livro.

Era uma gramática com as instruções em russo e chamava-se "LINGVO INTERNACIA", de autoria de "DOKTORO ESPERANTO". Esse pseudônimo, que na nova língua significa "DOUTOR QUE TEM ESPERANÇA", com o decorrer do tempo, passou a ser usado por seus aprendizes, para denominar a própria língua: ESPERANTO. Pouco tempo depois eram lançadas as edições em polonês, francês, alemão , etc. Nesta ocasião Zamenhof teve que adotar outro pseudônimo, e optou pelo de "Unuel", o que revela a sua grande humildade. UNUEL é composto pelas palavras unu (um) e el (entre), pois Zamenhof considerava-se apenas um dentre os demais esperantistas, não aceitando que o chamassem de Mestre.

Sem deixar a profissão, já médico formado, ZAMENHOF trabalhou ardorosamente na divulgação da Língua Internacional. Tamanha importância deu à propagação de seu ideal que, só depois de concluída e editada sua obra, veio a casar-se com CLARA SILBERNIK, com quem teve 06 filhos.

As pessoas que aderiram à língua neutra ficaram encantados com a força unificadora do ESPERANTO, e renderam-se à autoridade irresistível do grande missionário ZAMENHOF, cujos talentos de pensador profundo, intelectual vigoroso, artista inspirado e condutor nato sustentaram a causa com tal genialidade que nenhuma força, interna ou externa, pôde jamais destruí-la.

Toda a vida do DOUTOR ESPERANTO foi tecida de sacrifícios, abnegação e devotamento. Espírito verdadeiramente superior, era extremamente humanitário e solidário, cultivava a tolerância e era afável com todos, nunca perdendo uma oportunidade de ser caridoso. No exercício de sua profissão agia sob o impulso do desprendimento, não obstante haver permanecido sempre pobre. Dos camponeses jamais exigia honorários, chegando mesmo a dar-lhes dinheiro e a pedir a fazendeiros ricos auxílio para o socorro de sua clientela sem recurso.

Certa ocasião, após atender a crianças gravemente feridas num incêndio, inteirou-se de que o fogo havia destruído a propriedade de seus pais, reduzindo-os a absoluta miséria. ZAMENHOF deu-lhes todo o dinheiro que possuía, sem se preocupar em reservar algum para o regresso ao lar em longa viagem. Recorre para esse fim a um rico cliente das redondezas, para que lhe empreste o necessário para o seu regresso.

Um outro dia, no caminho que habitualmente percorre, encontra um carroceiro em prantos pela morte do seu cavalo, esgotado pelos esforços numa estrada coberta de lama. ZAMENHOF oferece-lhe 50 rublos para que o pobre homem tenha com o que comprar outro animal e assim assegurar o seu sustento.

De certa feita, após assistir uma agonizante idosa, juntamente com 4 outros colegas, recusa-se a receber da família polpudos honorários, considerando que a doença culminou com a morte da paciente. ZAMENHOF sempre se dedicou a seus clientes pobres, proporcionando-lhes até o fim de sua carreira dois dias da semana para consultas gratuitas, pedindo ao seu filho ADAM, igualmente médico, que continuasse essa prática.

Nos mínimos gestos e atitudes revelava-se a nobreza de seu caráter. Em Boulogne-sur-mer, França, por ocasião do 1º Congresso Universal de Esperanto, comparece, embora judeu, a uma missa do culto romano. A uma fervorosa Esperantista que lhe pede um autógrafo no recinto da Igreja ZAMENHOF sussurra: "Com muito prazer, minha senhora, mas eu lhe peço que seja em outro lugar - aqui é um lugar sagrado".

Os pequeninos, os sofredores e particularmente aqueles que atravessaram a prova da cegueira, dedicavam entranhada veneração pelo bondoso oftalmologista de Varsóvia, ramo da Medicina em que se especializou, e quando ZAMENHOF visita Cambridge, para os festejos do 3º Congresso Universal de ESPERANTO, encontra-se com muitos cegos esperantistas provenientes de outros países, todos alojados numa mansão às expensas de outro grande pioneiro esperantista, THEÓFILE CART. Zamenhof cumprimentou cada um à parte, encorajou-os ao otimismo e de todos recebeu ardorosos agradecimentos pelo idioma que lhes proporcionava uma pequena claridade em seu mundo sem luz. Mas os cegos lhe pediram outro privilégio: queriam tocá-lo com as mãos, conhecer melhor aquele que nunca poderiam ver.

E suas mãos que, de forma tão extraordinária, traduzem pensamentos e emoções, tocavam respeitosamente o corpo pequeno e frágil, a barba, os óculos de lentes ovais, a larga calva do genial missionário polonês. Naquele momento, Zamenhof, profundamente emocionado, pensava nas crianças judias cujos olhos foram vazados durante um "progrom" na sua cidade natal de Bialystok.

Traído por um companheiro de ideal esperantista, em quem depositava absoluta confiança, ZAMENHOF deu profundo exemplo de tolerância e amor cristão, chegando a ser criticado por outros adeptos por ter feito longa viagem ao encontro do seu ex-amigo, o traidor, só para perdoá-lo.

Um dos grandes ideais de Zamenhof era dar aos religiosos de todas as correntes um fundamento neutro concreto para que se aproximassem em nome do Bem da Humanidade. Seu desejo era que todos os livros sagrados de todas as religiões fossem vertidos para o ESPERANTO. Ele próprio traduziu o Velho Testamento. Dizia que: "Se todos os fundadores de religiões pudessem encontrar-se pessoalmente, eles se apertariam as mãos reciprocamente, como amigos, porque todos tiveram um único objetivo: fazer com que os homens se tornassem bons e felizes".

O ideal Esperantista fê-lo pairar acima de sua própria identidade nacional e racial. Quando o convidaram para a festa de fundação da sociedade judaica internacional em Paris, respondeu:"Estou profundamente convencido de que todo nacionalismo representa tão- somente um grande prejuízo para a Humanidade, sendo de opinião de que o objetivo principal de todas as criaturas deveria ser a criação de uma Humanidade harmônica. É certo que o nacionalismo dos oprimidos - como reação natural de autodefesa - é muito mais desculpável do que o nacionalismo dos opressores. Mas,se o nacionalismo dos fortes é vil, o nacionalismo dos fracos é imprudentes, ambos se engendram e se sustentam reciprocamente, dando lugar a um círculo vicioso de infelicidades, do qual a Humanidade jamais sairá se cada um de nós, fazendo o sacrifício de seu amor-próprio grupal, não tentar o encontro num terreno absolutamente neutro. Eis porque, apesar dos pungentes sofrimentos de minha raça, não quero aderir a um nacionalismo judeu, preferindo trabalhar apenas para uma absoluta justiça entre os homens. Estou profundamente convencido de que assim proporciono a meus irmãos maior soma de bem do que se aderisse a um movimento nacionalista".

Mas, a mais expressiva homenagem, por nascer do coração de uma alma simples, foi a que lhe fez a velha criada da família Zamenhof. Ela era católica romana, mas durante toda a sua vida guardou em seu quarto, sob um crucifixo, uma fotografia de ZAMENHOF. Aos visitantes ela costumava mostrar esse retrato, dizendo: "Ele nunca pecou!"

O nobre espírito de LÁZARO LUIZ ZAMENHOF legou à família humana o instrumento ideal para a comunicação entre seus membros, engolfados numa consternadora multiplicidade de línguas e dialetos a entravar-lhes a marcha do progresso.

Em outubro de 1889 apareceu a primeira lista de endereços, com 1000 nomes de pessoas de diversos países, simpatizantes do ESPERANTO. Foram fundados clubes, mensários e revistas dando força a um movimento internacional que veio crescendo, pouco a pouco, sem interrupção.

Em 1905, já acontecia na França, na cidade de Bolonha do Mar, o 1º Congresso Mundial de ESPERANTO, onde se reuniram centenas de pessoas de vários países, comunicando-se em uma única língua.

Em 1910, foi realizado o VI CONGRESSO UNIVERSAL DE ESPERANTO, em Washington, Estados Unidos da América e o BRASIL nele se fez representar pelo Prof. JOÃO BATISTA DE MELO SOUZA, com apenas 21 anos de idade, que fez ver ao Dr. Zamenhof que não existia em sua gramática a palavra saudade. Zamenhof achou muito interessante a idéia e tratou de incluí-la na língua internacional, que a incorporou com os vocábulos sopiro, sopirado, resopiro e sãudado (poético).

Em 1914 seria realizado o 10º Congresso, em Paris, mas tal não aconteceu devido à deflagração da Primeira Guerra Mundial. Já estavam inscritas 3.700 pessoas para esse Congresso, frustrado pela incompreensão dos homens.

Em 14 de abril de 1917, sempre desejando a Paz, faleceu ZAMENHOF, na cidade de Varsóvia. Afastava-se esse grande homem, definitivamente, do convívio de seus familiares para retornar às suas atividades em favor da Humanidade, agora sem o fardo físico, que lhe serviu durante 57 anos.

O seu corpo repousa no cemitério israelita de Varsóvia, juntamente com o de CLARA, o amor de toda a sua vida e sua incansável colaboradora. Hoje lá podemos encontrar flores ofertadas por esperantistas de todo o mundo.

ZAMENHOF foi um homem iluminado, de moral superior, dotado de extraordinária força de vontade na divulgação de seu ideal humanístico. Foi um verdadeiro universalista, pacifista e pensador que lutou contra toda espécie de sectarismo.

Todos os anos, no dia 15 de dezembro, realizam-se eventos esperantistas no mundo inteiro, para comemorar o aniversário do criador da LÍNGUA ESPERANTO.

(Se você quer saber o que diz a Espiritualidade sobre esse grande homem, continue lendo...)

MAS AFINAL O QUE DIZEM OS ESPÍRITOS SOBRE O ESPERANTO?

É bom sabermos que a idéia de criação de uma Língua Neutra Internacional nasceu nas regiões esclarecidas do Espaço. Foi concebida por gênios diretores da evolução dos Espíritos sobre a Terra, e faz parte integrante do programa da Terceira Revelação.

Informa-nos o Espírito WALDOMIRO LORENZ, pela mediunidade de CHICO XAVIER, na página 144 do livro "O Esperanto como Revelação", o seguinte:

"Verificando as imensas dificuldades para o intercâmbio de tribos e povos desencarnados, Especialistas Espirituais de fonética, etimologia e onomatopéia (palavras cujo som imita a natureza), empreenderam a formação de um idioma internacional para entendimento rápido nas regiões espaciais vizinhas do Globo, multiplicando, em vão tentames e experiências, até que um dos grandes missionários da Luz, consagrado à concórdia, tomou a si o exame e a solução do problema."

Esse grande missionário era aquele que mais tarde, reencarnado, tornou-se o Dr. ZAMENHOF. Ainda no Mundo Espiritual este valoroso espírito pesquisou perseverantemente os mecanismos das associações vocabulares da fala humana, bem como a psicologia das raças que transparecia por detrás das palavras. Estudou as características de cada povo e as suas maneiras peculiares de expressão. Analisou as línguas-troncos dos árias e demorou-se no estudo do latim.

Inspirado por seus instrutores espirituais, escolheu genialmente as bases racionais latinas. E após demorados estudos estavam assentadas as estruturas da futura Língua Neutra Internacional.

É curioso notar a coincidência da Codificação Kardequiana com a reencarnação de Zamenhof, que se deram exatamente na época em que o Homem tornou-se capaz de melhor entender e acolher as mensagens de ordem superior.

Originado no Mundo Espiritual, o Esperanto tem recebido o apoio incondicional dos Espíritos responsáveis pelo progresso da Humanidade, constituindo-se isso uma garantia do seu futuro promissor.

EMMANUEL, um dos Espíritos divulgadores da Doutrina Espírita, escreveu, pela mão abençoada de Chico Xavier, uma mensagem a ISMAEL GOMES BRAGA, com o título "A Missão do Esperanto", na qual dizia:

"A língua auxiliar Esperanto é um dos mais fortes chamamentos à fraternidade já ouvidos sobre este planeta empobrecido de valores espirituais. Sua missão é a grande tarefa de unificação e confraternização, objetivando a união universal. Seu princípio é a concórdia e os seus apóstolos são igualmente companheiros de trabalho de todos os que se sacrificam em favor do divino ideal de solidariedade humana".

Os Espíritos BEZERRA DE MENEZES, CAMILO CASTELO BRANCO, LÉON DENIS, VICTOR HUGO e CHARLES nos dão lições esclarecedoras sobre a existência de Academias modelo de Esperanto no Mundo Espiritual, das quais os encarnados colhem a inspiração para os trabalhos em favor do Esperanto na Terra. O Esperanto é a mais concreta lição de fraternidade que envolve o Mundo.

O ESPIRITISMO e o ESPERANTO caminham de mãos dadas.

 

 

 

(Texto copiado de http://www.espirito.org.br/portal/biografias/lazaro-luiz-zamenhof.html)

Busto de Luiz Lazaro Zamenhof, “Pai do Esperanto”, na Praça da República, São Paulo, Brasil.

Foto Ismael Gobbo

 

 

 

Em absoluto respeito à sua privacidade, caso não mais queira receber este boletim de notícias do movimento espírita, envie-nos um email solicitando a exclusão do seu endereço eletrônico de nossa lista. Nosso endereço: [email protected]