Notícias do Movimento Espírita

São Paulo, SP, segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Compiladas por Ismael Gobbo

 

 

 

Notas

1. Recomendamos confirmar junto aos organizadores os eventos aqui divulgados. Podem ocorrer cancelamentos ou mudanças que nem sempre chegam ao nosso conhecimento.

2. Este e-mail é uma forma alternativa de divulgação de noticias, eventos, entrevistas e artigos espíritas. Recebemos as informações de fontes  diversas via e-mail  e fazemos o repasse aos destinatários de nossa lista de contatos de e-mail. Trabalhamos com a expectativa de que as informações que nos chegam sejam absolutamente espíritas na forma como preconiza o codificador do Espiritismo, Allan Kardec.  Pedimos aos nossos diletos colaboradores que façam uma análise criteriosa e só nos remetam para divulgação matérias genuinamente espíritas.

 

3. Este trabalho é pessoal e totalmente gratuito, não recebe qualquer tipo de apoio financeiro e só conta com ajuda de colaboradores voluntários. (Ismael Gobbo).

 

 

 

Atenção

Se você tiver dificuldades em abrir o arquivo, recebê-lo incompleto ou cortado e fotos que não abrem, clique aqui:

 


http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/AGOSTO/26-08-2019.htm

 

No Blog onde é  postado diariamente:

http://ismaelgobbo.blogspot.com.br/

 

Ou no Facebook:

https://www.facebook.com/ismael.gobbo.1

 

   

   

Os últimos 5 emails enviados     

 

DATA                                       ACESSE CLICANDO NO LINK

 

24-08-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/AGOSTO/24-08-2019.htm

23-08-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/AGOSTO/23-08-2019.htm

22-08-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/AGOSTO/22-08-2019.htm

21-08-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/AGOSTO/21-08-2019.htm

20-08-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/AGOSTO/20-08-2019.htm

 

 

Publicação em sequência

Revista Espírita – Ano 6 - 1863

 

 

 

 

 

 

 

(Texto copiado do site Febnet)

 A cena é o mercado de cavalos em Paris, e a cúpula de La Salpêtrière é visível ao fundo. Óleo sobre tela de Rosa Bonheur.

Imgem/fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Rosa_bonheur_horse_fair_1835_55.jpg

Homem velho com uma muleta. Óleo sobre tela de Ivan Kramskoi.

Imagem/fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Kramskoi_vanamees_karguga.jpg

Essência de Terebentina

Fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Maison_du_patrimoine_de_Mimizan_essence_th%C3%A9r%C3%A9bentine.jpg

Dona Linda Dias de Almeida (1908- 2004)

Dotada de notáveis  recursos mediúnicos, além da  psicofonia foi famosa receitista pela ação de médicos espirituais. Birigui, SP.

 

Leia sobre Dona Linda: http://ismaelgobbo.blogspot.com/2019/03/homenagem-uma-grandiosa-missionaria.html

 

LEIA:

REMÉDIO DADO PELOS ESPÍRITOS

ACESSE:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/JULHO/19-07-2019.htm

 

LEIA A ERRATA AQUI:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/AGOSTO/03-08-2019.htm

 

 

 

POMADA VOVÔ PEDRO

http://www.marianunes.org.br/pomada-vovo-pedro/a-pomada-historia/

 

https://www.facebook.com/pg/Sociedade-Esp%C3%ADrita-Maria-Nunes-SE

 

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/JULHO/19-07-2019_arquivos/image008.png

Vídeo com Juselma Coelho falando sobre a Pomada Vovô Pedro,  

inclusive se referindo a uma pomada mencionada na matéria da  Revista Espírita transcrita acima.

Acesse aqui:

https://www.facebook.com/watch/?v=1045312832303182

 

 

A fórmula da Pomada Vovô Pedro, conforme diz Juselma na entrevista

teria sido ditada a João Nunes Maia pelo Espírito Mesmer.

 

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/JULHO/19-07-2019_arquivos/image009.jpg

Pomada Vovô Pedro

Imagem/fonte:

https://www.google.com/search?q=pomada+vovo+pedro&rlz=1C1CHBD_pt-PTBR844BR844&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwj-78C1lr7jAhVcHrkGHZt6DGsQ_AUIEigC&biw=1366&bih=625

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/JULHO/19-07-2019_arquivos/image010.jpg

João Nunes Maia e Chico Xavier

Imagem/fonte: http://m.dinamica-espirita.webnode.com/vultos-do-espiritismo/j/jo%C3%A3o-nunes-maia-/

 

 

Recados de Deus

 Uma rua de uma única quadra. Entre casas bem pintadas, jardins com flores, aquela chama a atenção.

Destoa de todas as demais. Maltratada, suja.

No que fora um dia um jardim, o mato cresce alto e se balança ao sabor do vento.

Na calçada exterior, o canteiro também foi tomado pelo mato, que se desenvolve exuberante, sem que alguém o venha retirar.

É a residência de um idoso. Não sabemos exatamente a sua idade mas, seu aspecto desleixado, a barba e os cabelos crescidos lhe conferem um quadro de envelhecimento.

Tudo nele combina com a desolação, ao seu redor. Ou será que ele mesmo assim tudo compôs, para combinar com a sua tristeza?

Ficamos a pensar o que deve ter levado essa criatura a tudo abandonar, dessa forma. Se por fora a casa está assim, como estará lá dentro?

Poeira, roupas largadas pelos móveis, louça por lavar...

Não sabemos. Do que temos certeza é de que esse coração deve ter sido atingido por muita dor.

Quem terá ele entregue aos braços da morte: a esposa, filhos, os pais?

Por que se permite abraçar pela melancolia, pelos dias cinzentos de saudade sem consolo, chegando ao abismo da depressão?

No entanto, em seu jardim há uma mensagem. É um manacá que explode em flores de variadas tonalidades lilás. Algumas pétalas enfeitam o chão.

Entendemos. Para aquele coração amargurado e infeliz, Deus ordenou ao manacá que lhe sorrisse todos os dias.

E lá está ele, dizendo: olhe para mim. Em meio à desolação, faça como eu. Sorria. Volte a viver.

O mundo ainda lhe reserva encantos. Não desista da vida, que é sagrado dom de Deus.

*   *   *

Como esse homem solitário, somos alguns de nós. Encolhemo-nos em nossa infelicidade e nada mais percebemos.

Não vemos o sol que brilha, acalentando-nos; o pássaro que voeja em nossa varanda e larga seus trinados sem errar nenhuma nota, nem desafinar.

Não damos atenção ao cão que nos vem lamber as mãos, erguendo as patas, como num abraço.

Não respondemos ao cumprimento do vizinho, que deseja rompamos nosso silêncio.

Durante muito tempo, imaginamos que Deus se manifestasse aos homens, surgindo das nuvens, entre toques de trombeta e visões espetaculares.

Entretanto, ele não opera senão na intimidade da nossa consciência, e se serve do que nos rodeia para atestar da sua providência para conosco.

A natureza em festa, o vizinho que ensaia um diálogo, um filme que evoca os milagres do cotidiano.

Sim, Deus não nos abandona jamais.

De forma constante, nos envia seus recados.

Se olharmos, agora, pela janela de nossa casa, do carro ou do ônibus, o que veremos?

As árvores que balançam e deixam cair as folhas, delicadamente, como numa alegre chuva de verão.

Um pássaro pousado num ramo, vibrando a flauta mágica da sua garganta.

Uma criança que corre, feliz, fugindo à babá que a tenta enlaçar.

Alguém que caminha, uma mochila às costas, assoviando uma canção...

Recados de Deus para alegrar a nossa alma e abrilhantar o nosso dia.

Pensemos nisso e exercitemos olhos e ouvidos porque somente enxerga quem tem olhos de ver. E somente ouve quem tem ouvidos de ouvir.

Redação do Momento Espírita
Em 24.8.2019

 

 

 

(Copiado do site Feparana)

Manacá-de-jardim.

Imagem/fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Manac%C3%A1-de-jardim

 

Site da FEB – Federação Espírita Brasileira

Brasília, DF

 

Acesse:

https://www.febnet.org.br/

 

 

Presidente da FEB convida para o filme Divaldo, o Mensageiro da Paz

 

O presidente da FEB, Jorge Godinho, lhe convida para assistir o filme Divaldo, o Mensageiro da Paz.
Confira!

 

~

 

https://www.febnet.org.br/blog/geral/noticias/divaldo-o-mensageiro-da-paz-3/

 

 

Registro. Palestra na Aliança Espírita “Varas da Videira”

Araçatuba, SP

A palestra  da noite desta sexta-feira, 23-08-2019, esteve a carga da oradora Carmen Esgalha. O tema desenvolvido foi o capítulo X de O Evangelho Segundo o Espiritismo - “Bem-aventurados os que são misericordiosos” - itens 01 a 13.

 

 

Divaldo Franco no Rio Grande do Sul

Novo Hamburgo

 

23 de agosto de 2019

Concluindo mais um roteiro doutrinário no Rio Grande do Sul, e que foi desenvolvido no período de 19 a 23 de agosto, Divaldo Franco realizou um seminário abordando o tema: O Vazio e o Sentido Existencial, levado a efeito no Teatro da Feevale que ficou lotado.

O momento musical, belo e harmonioso, elevou o padrão vibratório do ambiente, preparando a sequência, quando Juan Danilo Rodríguez, médico equatoriano, médium espírita, atualmente residindo na Mansão do Caminho, e companhia sistemática à Divaldo Franco, se expressou primeiramente destacando que o vazio existencial está presente em muitos momentos da vida das pessoas, pois que para muitos falta um objetivo, algo importante a ser alcançado e realizado. Tendo musicado um poema de Amélia Rodriguez, Juan Danilo, ao violão, cantou a esperança e o desejo de ser alguém na existência, construindo um sentido para a vida, sentindo-se útil, prestando atenção na vida, construindo uma meta nobilitante.

Divaldo Franco, dedicado servidor do Cristo, foi discorrendo sobre a vida e a visão de muitos, destacando-lhes as qualidades, notadamente seus ideais, o sentido de suas vidas, como por exemplo: Mohandas Karamchand Gandhi (1869-1948), idealizador e fundador do moderno Estado indiano e paquistanês, o maior defensor do Satyagraha como um meio de revolução. Sendo mais conhecido como Mahatma Gandhi, cunhou a seguinte frase: Se um único homem alcançar a mais elevada qualidade de amor, isso sera suficiente para neutralizar o ódio de milhões. Narrando a história deste notável homem, Divaldo Franco, asseverou que todos os indivíduos que estabelecerem um sentido para as suas vidas se tornarão vencedores, pois se armarão de esperança, determinação e perseverança, vencendo todos os obstáculos que a vida possa apresentar.

Percorrendo o pensamento dos filósofos pré-socráticos, de Pitágoras e outros modernos, o orador incomparável fez ressaltar o que havia de comum entre todos, eles tinham um sentido para a vida e os vazios existenciais eram de pequena monta. Toda a criatura que ama não experimenta vazios existências, sendo possuidora de sentido existencial, de ideais nobres. O amor, sublime expressão divina, é pelo ser humano colocado em marcha, notadamente através da caridade salvadora. A lei de amor, segundo Albert Einstein (1879-1955), é a mais importante dentre as demais que sustentam o universo, a da gravidade, o eletromagnetismo, a força nuclear forte e a força nuclear fraca. Quando a criatura humana aprender a amar, não terá mais que conviver com o vazio existencial.

O ser humano, uma criatura complexa, avança para a plenitude conquistando conhecimento, sabedoria e amor. No campo científico e intelectual os avanços são fenomenais, e por facilitar a vida, conduz inúmeros a experimentarem a depressão, que poderá levá-los ao suicídio, porque se baseiam nos falsos valores do egotismo. Neste campo dos ideais, a humanidade geralmente encontra dois polos, os ideais nobilitantes e os ideais negativos, destruidores, como registra a história da humanidade.

Apesar das conquistas tecnológicas, permitindo ao homem desfrutar momentos intensos e de aparente felicidade, deprime-se pela própria facilidade da tecnologia, havendo um declínio muito grande no comportamento humano, que perdido de si mesmo, estorcega entre lágrimas de desesperança, tendo perdido os ideais de vida, o significado da existência.

Como o tema foi árido, e por entender que o sorriso é salutar, Divaldo Franco conduziu o público para o exercício da risoterapia, aliviando tensões. Há que se primar por manter em elevado patamar moral a família, tão degradada e vilipendiada. Cada época transmite à sua sucessora parcela do conhecimento acumulado, bem como dos comportamentos humanos, nem sempre em acordo com as Leis Divinas e com o Evangelho de Jesus. Os indivíduos devem preencher o vazio existencial, a ausência de valores nobres, com a presença de Deus, que deve ser buscado com ênfase, coragem e muita determinação.

Ainda aprisionado pela materialidade, o homem deve esforçar-se por elevar-se moralmente reservando alguns momentos diários para a transcendência, conforme ensina a psicóloga e psicoterapeuta clínica Elisabeth Lukas (1942-). Ela é uma das mais famosas sucessoras de Viktor Frankl, fundador da Logoterapia, a psicoterapia útil e centrada.

Ter um objetivo para a vida é muito importante, deve ser construindo em bases morais nobres. A ciência espírita afiança que nada morre, somente se modifica. Adotar a ética do bem-viver é possuir paz, é amar sob quaisquer condições. Todas as tentativas arquitetadas anteriormente pelo ser humano fracassaram, está na hora de tentar o amor.

Para que o homem encontre a plenitude é necessário estabelecer e praticar um ideal nobre, servindo, dedicando-se a outrem sem nada esperar em troca, amar tão-somente. Espíritos de envergadura moral mais elevada estão auxiliando a humanidade do Planeta Terra a evoluir. Os que se mantêm recalcitrantes estão sendo retirados da psicosfera da Terra. Espíritos nobres estão reencarnando para auxiliar no progresso moral do ser humano.

O orador de escol orientou a que não se tenha medo de ser feliz, embora experimentando algumas tristezas. O sentido de felicidade está nas circunstâncias em que ocorre. Ter metas, ideais, dar sentido à vida, ser solidário, ser útil, é dignificar a vida, e a Doutrina Espírita, oferecendo oportunidades de trabalho, faz com que o ser humano desabroche para a caridade, pois que fora dela, não haverá salvação. Assim, preencha a vida com doações energéticas, faça-se útil a alguém. Com o Poema da Gratidão, de Amélia Rodrigues, Divaldo Franco encerrou mais um profícuo trabalho de iluminar mentes e de dulcificar corações, recebendo caloroso aplauso.

Texto: Paulo Salerno

Fotos: Jorge Moehlecke

(Recebido em email de Jorge Moehlecke)

 

 

29º Concurso de Poesia com Temática Espírita, da Arte Poética Castro Alves. São Paulo, SP

Estão abertas as inscrições para o 29º Concurso de Poesia com Temática Espírita, da Arte Poética Castro Alves.

Até o dia 30 de setembro de 2019. 

O Prêmio será entregue aos contemplados no dia 23 de novembro, (sábado) às 15 horas, no Salão Bezerra de Menezes, da Federação Espírita do Estado de São Paulo, Rua Santo Amaro, 370, em evento que será apresentado por José Damião, Vanessa Cavalcanti e Guiomar Sant’Anna, da Rádio Boa Nova e TV Mundo Maior. 

Saiba Mais:  

https://radioboanova.com.br/29o-concurso-de-poesia-com-tematica-espirita/

 

 

 

(Informação recebida em email de Jose Damiao [[email protected]])

http://www.noticiasespiritas.com.br/2014/ABRIL/18-04-2014_arquivos/image038.jpg

Castro Alves 14/03/1847 – 06-07-1871

Figura de   Castro Alves  em placa  de bronze ao lado  da de  Paulo Eiró,  lembrados na

comemoração   do 1º. centenário de morte de ambos (1871- 1971).  A placa encontra-se

exposta no  saguão de  ingresso da   Faculdade  de  Direito do Largo  de São  Francisco,

em  São Paulo.  Foto Ismael Gobbo

 

Campanha de Doação de livros para o

Movimento Espírita do Japão

 

 

(Informações recebidas em email de ADE-JAPAO japão [[email protected]])

 

Palestra no Grupo Socorrista Maria de Nazaré

Boituva, SP

 

(Informação recebida em email de Didi Pelegrini [[email protected]])

 

USE Intermunicipal de Guarulhos. Programação de Palestras

Guarulhos, SP

 

http://1.bp.blogspot.com/_HGKqCnqQt3Q/S5hCRLX6ZQI/AAAAAAAADUk/1PqB3Xvdi18/s1600/image024.jpg

MOMENTO HISTÓRICO

LUIZ GOUVEIA E JOSÉ ANTOIO LUIZ BALIEIRO (1942- 2018)  NO XIII CONGRESSO ESTADUAL DA USE EM GUARULHOS, SP. 2007.

FOTO ISMAEL GOBBO.

 

Programação do CEAK

Penápolis, SP

 

(Recebido em email de João Marchesi Neto)

 

41ª Semana Espírita de Feira de Santana

 

Ocorrerá de 14 a 22 de setembro a 41ª edição da Semana Espírita de Feira de Santana, na Bahia. O tema central será “A jornada iluminativa do ser”. Iniciará no dia 14 com a palestra de André Luiz Peixinho às 20h, no ginásio do Colégio Castro Alves e no dia 15 haverá o seminário “Em busca da felicidade”, com Divaldo Pereira Franco. Continuará durante toda a semana com as palestras de Saulo César, Ana Tereza Camasmie, Lusiane Bahia, Paulo Cezar Fernandes, Eulália Bueno, Adeilson Salles, Jorge Elarrat, além de momentos de Arte e a Semaninha Espírita. Mais informações: (75) 98131-2776 e (75) 99129-2492 ou https://www.facebook.com/Federacaoespiritabahia/

 

 

 

(Copiado de https://www.febnet.org.br/blog/geral/noticias/41a-semana-espirita-de-feira-de-santana/)

 

Palestra no C.E. Nosso Lar

Americana, SP

 

(Informação recebida em email de Didi Pelegrini [[email protected]])

 

1º. Encontro Espírita do Sul de Minas

Três Pontas

 

(Informação recebida em email de Maria Flavia Menegatto [[email protected]])

 

V Semana Espírita

Baixo São Francisco Médio e Alto Sertão

 

 

(Informação recebida email de Emmanuel Correia da Silva [[email protected]])

 

 

Encontro Espírita da Primavera

São Paulo, SP

 

 

 

 

Encontro Espírita da Primavera em São Paulo

 

Data: 14 de setembro de 2019 - sábado - das 8h30 às 15h30

Local: Teatro APCD - Rua Voluntários da Pátria, 547 -Santana.

            São Paulo-SP (30m do metrô Tietê)

Realização: USE Regional de São Paulo, órgão da União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo

 

 

PROGRAMAÇÃO - Tema central:

"Tudo me é lícito mas nem tudo me convém." Paulo, Cor. 6:12

 

8h00 Recepção e café

8h30 Apresentação Musical: Andréa Bien

9h00 Abertura e prece inicial

9h15 Alberto Almeida - tema: Cuidando da sua criança interior

10h30 Intervalo

11h00 Antonio Cesar Perri de Carvalho - tema: Paulo e contexto da Epístola com a recomendação para o que convém.

11h40 André Marouço - Filme Paulo de Tarso e a história do cristianismo. primitivo. Estreia marcada para o dia 3/10/2019 nos cinemas.

12h20 Mesa Redonda com Alberto Almeida, Cesar Perri e André Marouço. Perguntas do público.

13h15 Encerramento com Andrea Bien e Lirálcio Ricci 

 

Almoço 2 turnos 13h30  e 14h - Haverá almoço no local: strogonoffs de frango e vegetariano, com batatas palhas e saladas

 

14h00 Autógrafos com Alberto Almeida e Cesar Perri na área da  livraria.

 

Expositores:

 

ALBERTO ALMEIDA - de Belém-PA, médico homeopata, com formação em terapia Regressiva e Vivências Passadas, Psicologia Transpessoal, Terapia Familiar. Colabora com a União Espírita Paraense e é diretor da Associação Médico-Espírita do Pará e do Jardim das Oliveiras. Livros publicados: Arte do Reencontro - casamento, O perdão como caminho... o caminho do perdão, O amor pede passagem, Pais e Filhos...fortalecendo vínculos, Cuidando da sua criança interior, entre outros. (www.albertobelem.blogspot.com e www.jardimdasoliveiras.org

 

ANTONIO CESAR PERRI DE CARVALHO, de São Paulo-SP, professor titular aposentado da UNESP, Ex-presidente da Federação Espírita Brasileira, ex-diretor do Conselho Espírita Internacional, ex-presidente da USE-SP, palestrante e escritor com mais de 30 livros. Publicações recentes: Chico Xavier - o homem, a obra e as repercussões, União dos Espíritas: para onde vamos?, Cristianismo nos séculos iniciais - análise histórica e visão espírita, Epístolas de Paulo a Luz do Espiritismo, Centro Espírita - prática espírita e cristã, entre muitos outros. Atualmente atua em São Paulo: no Centro Cultural, Documentação e Pesquisa do Espiritismo Eduardo Carvalho Monteiro e no Grupo Espírita Casa do Caminho.

 

ANDRÉ MAROUÇO, de São Paulo-SP, Diretor da TV Mundo Maior e da Rede Boa Nova de Rádio, jornalista, cineasta, formado em marketing pela UNIP, conferencista, apresentador de programas Mundo Maior, diretor executivo  de 8 curtas metragens, roteirizou e dirigiu os filmes Causa e Efeito, o Filme dos Espíritos, o documentário Nas Pegadas do Mestre e lançará um novo filme Paulo de Tarso e a história do cristianismo primitivo, no próximo dia 3 de outubro, no cinema.(www.tvmundomaior.com.br)

 

ANDREA BIEN, de São Paulo-SP, cantora lírica, soprano, formada em música pela Universidade Livre de Música, conhecida nacionalmente. 

 

LIRÁLCIO RICCI, de São Paulo-SP, cantor, compositor, Diretor do Departamento de Arte da USE-SP e palestrante espírita.

 

*Convite: R$40,00 incluindo almoço - Informações pelo e-mail: [email protected]

A renda será em prol da reforma do Centro Cultural da USE, da rua Brigadeiro Machado, 269 - Brás

Os convites podem ser adquiridos nas USEs da Capital que são distritais da sua região, nas USEs de Osasco, Carapicuiba, Embu das Artes, Guarulhos, Alto Tietê (Mogi das Cruzes), Cotia, na secretaria da USE, na rua Dr. Gabriel Piza, 433 - Santana, informações pelo e-mail: [email protected]*

 

 

(Informação recebida em email de Grupo de Estudos Espíritas Chico Xavier [[email protected]])

 

Palestra Lítero-Musical no G.S. Maria de Nazaré

Boituva, SP

 

(Informação recebida em email de Didi Pelegrini [[email protected]])

 

Seminário na U.E. Paschoal Grossi

Araraquara, SP

 

 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2746228278732403&set=np.1566346797942959.1189766130&type=3&theater

 

Sessão Especial em homenagem  ao Dr. Bezerra de Menezes

Brasília, DF

 

Ocorrerá no Senado Federal uma Sessão Especial em homenagem ao Dr. Bezerra de Menezes no dia 29 de agosto, às 16h. Requerida pelo Senador Eduardo Girão, do PODE/ CE terá entrada aberta a todos os interessados. Informações: (61) 3303-6678.

 

 

5a6eec28-b676-407e-a4a4-42e973e93660

 

 

 

(Copiado de https://www.febnet.org.br/blog/geral/noticias/sessao-especial-em-homenagem-a-bezerra-de-menezes-4/)

 

 Jornal Mundo Maior

Acesse no link

Curta o Jornal Mundo Maior no facebook:

www.facebook.com/jornalmundomaior

Acesse o site do Jornal Mundo Maior e leia outras mensagens:

www.jornalmundomaior.com.br

 

 

 

Boletim “O Mensageiro” da Comunhão Espírita de

Brasília, DF

http://acscomunhao.enviodemkt.com.br/messageimages/1098111531635475/156660326948952600/logo_mensageiro_600x150.jpg

Edição 341 - 23 de agosto de 2019 - Brasília/DF

Caro(a) amigo(a), sinta-se à vontade para compartilhar nossas mensagens, reenviando-as. O bem compartilhado representa o bem multiplicado.

 

Recebeu nosso boletim por reenvio? gostou? então...

http://acscomunhao.enviodemkt.com.br/messageimages/1098111531635475/156660326948952600/botao_cadastrar.png

http://acscomunhao.enviodemkt.com.br/messageimages/1098111531635475/156660326948952600/papoespiritamaterialismo.jpg

Quais as consequências do excesso de materialismo?

http://acscomunhao.enviodemkt.com.br/messageimages/1098111531635475/156660326948952600/fimdesemananacomunhao.jpg

Confira o fim de semana na Comunhão

 

 

http://acscomunhao.enviodemkt.com.br/messageimages/1098111531635475/156660326948952600/conversandocommaysemocidade.jpg

Conversando com Mayse: Viva a Mocidade!

http://acscomunhao.enviodemkt.com.br/messageimages/1098111531635475/156660326948952600/programacaomaces2019.jpg

MACES 2019: mesas redondas vão debater depressão e suicídio

 

 

Deseja descadastrar-se? clique aqui.

 

 

Revista eletrônica semanal O Consolador

Londrina, PR

 

Acesse:

www.oconsolador.com.br

 

 

 

Blog do Bruno Tavares

Acesse no Link

 

Clique aqui:

https://blogdobrunotavares.wordpress.com/2016/09/27/dependencia-quimica-e-espiritismo-explanacao-de-luiz-carlos-formiga/

 

 

Base para interpretação das profecias

 

Há necessidade de bom senso e fundamentação em conhecimentos científicos atuais e, no nosso caso, fidelidade às obras de Allan Kardec

 

Antonio Cesar Perri de Carvalho (*)

 

 

Há pouco tempo ocorreram dois fatos coincidentes: recebi convite para desenvolver palestra sobre o tema “Profecias espíritas: sim ou não?” no Centro Espírita N.S.Nazaré, em Itupeva (SP); o outro fato ocorreu num grupo de mensagens onde um confrade escreveu: “Há espíritas fazendo mais previsões do que ciganos...”

De imediato, lembramos que em função de algumas interpretações que são feitas sobre a chamada “transição planetária”, reunimos a equipe da antiga secretaria geral do Conselho Federativo Nacional da FEB que fez um estudo, em seguida publicado em série de três artigos na revista Reformador1, tendo como fundamentação as obras de Allan Kardec, notadamente A Gênese.

Realmente é um tema que deve merecer estudo na seara espírita, principalmente à luz da sesquicentenária obra A Gênese. Aliás, esta tem como subtítulo “Os milagres e as predições segundo o Espiritismo”, e, no final, dois capítulos: “Os tempos são chegados” e “Sinal dos tempos”.2 Logicamente, a partir desta obra estabelecemos a linha de raciocínio para desenvolvermos a palestra proposta.

De início, cabe um breve retrospecto à “Escatologia”, que significa "estudo das últimas coisas", um ramo do conhecimento que trata dos acontecimentos do fim dos tempos descritos na Bíblia e é um tema que surge em muitos livros da Bíblia. A escatologia bíblica cristã, ao considerar a consumação de todas as coisas, cuida de explicar a vida após a morte, o fim dos tempos, o retorno de Jesus, a ressurreição, o Juízo Final. Ocupa-se também do estudo do final dos tempos e da segunda vinda do Cristo.

Paulo de Tarso tece considerações sobre tais temas em suas epístolas e chega a lutar com dificuldades em virtude de deturpações e extremismos criadas pela temática, conforme registra em sua 2ª Epístola aos Tessalonissenses. Da mesma forma, o apóstolo sempre lutou contra os chamados “falsos profetas”.

A essa altura devemos fazer um registro pois na história e tradição judaica têm destaque os profetas.

O chamado profetismo bíblico deve merecer atenção à parte conforme destaque feito por Herculano Pires em sua obra O Espírito e o Tempo3. Em síntese, Herculano Pires considera: o profeta tinha ligações diretas do Deus individual com o indivíduo humano e não necessita mais dos sacerdotes, nem dos deuses; profeta hebreu seria um indivíduo tridimensional: o social; o mediúnico; e o espiritual. Eram plenos de dignidade pessoal, de consciência da sua missão divina, e não temiam denunciar os poderosos do tempo. A tônica da tendência religiosa hebraica responde pela característica espiritual do profetismo, que atinge a sua maior amplitude graças ao fato histórico da vulgarização do monoteísmo.3

Desses fatos pode-se compreender a origem das informações proféticas e anúncios de finais do mundo que sempre estiveram presentes notadamente na trajetória do Cristianismo.

Todavia, torna-se importante recorrermos à Obra da Codificação. Em A Gênese, há trechos marcantes do Codificador:

“O resultado final de um acontecimento pode, pois, ser certo, já que está nos desígnios Deus. Mas, como frequentemente, os detalhes e o modo de execução são subordinados às circunstâncias e ao livre-arbítrio dos homens; os caminhos e os meios podem ser eventuais. Os Espíritos podem nos alertar sobre o conjunto, se for útil que sejamos prevenidos. Mas para precisar o lugar e a data, eles deveriam conhecer previamente a decisão que tal ou qual indivíduo tomará.”2

Inclusive Kardec comenta sobre “a forma misteriosa e cabalística da qual Nostradamus nos oferece o exemplo mais completo dá-lhe certo prestígio aos olhos do homem comum, que lhe atribui tanto mais valor quanto mais sejam incompreensíveis.”2

Em outra parte, Kardec lembra que “a humanidade contemporânea tem também seus profetas; mais de um escritor, poeta, literato, historiador ou filósofo pressentiu, em seus escritos, a marcha futura dos acontecimentos que se veem realizar atualmente. [...] Mas, frequentemente também, ela é o resultado de uma clarividência especial...”2

                Sobre o futuro, o Codificador também alerta que “a fraternidade será a pedra angular da nova ordem social, mas não há fraternidade real, sólida e efetiva sem estar apoiada sobre uma base inabalável. Essa base é a fé; não a fé em tais ou quais dogmas particulares que mudam com o tempo e os povos e que se apedrejam mutuamente...”2

                Portanto, Kardec pondera que “a época atual é a da transição: os elementos das duas gerações se embaralham. Colocados no ponto intermediário, presenciamos a partida de uma e a chegada da outra, a cada qual se distingue no mundo pelas características que lhe são próprias.”2

Na sequência, tece considerações sobre a “nova geração marchará para a realização de todas as ideias humanitárias compatíveis com o grau de adiantamento ao qual tenha chegado. [...] A nova geração, devendo fundar a era do progresso moral, distingue-se por uma inteligência e uma razão geralmente precoces, somadas ao sentimento inato do bem e das crenças espiritualistas. É o sinal incontestável de um certo grau de adiantamento anterior.”2

Interessante notar que Kardec dá mais importância às transformações morais e espirituais do que às alterações físicas cíclicas de nosso orbe.

                Em histórica obra elaborada antes da eclosão da 2ª Guerra Mundial, Emmanuel discorre sobre o porvir, de uma forma bem geral, analisando no capítulo “A América e o futuro” alguns aspectos como:

“Em torno dos seus celeiros econômicos, reunir-se-ão as experiências europeias, aproveitando o esforço penoso dos que tombaram na obra da civilização do Ocidente para a edificação do homem espiritual, que há de sobrepor-se ao homem físico do planeta, no pleno conhecimento dos grandes problemas do ser e do destino. [...] Nos campos exuberantes do continente americano estão plantadas as sementes de luz da árvore maravilhosa da civilização do futuro.”4

E surgem algumas anotações sérias sobre o futuro da Humanidade:

“Mas é chegado o tempo de um reajustamento de todos os valores humanos. Se as dolorosas expiações coletivas preludiam a época dos últimos ''ais'' do Apocalipse, a espiritualidade tem de penetrar as realizações do homem físico, conduzindo-as para o bem de toda a Humanidade. [...] O cajado do pastor conduzirá o sofrimento na tarefa penosa da escolha e a dor se incumbirá do trabalho que os homens não aceitaram por amor. Uma tempestade de amarguras varrerá toda a Terra. [...] Condenada pelas sentenças irrevogáveis de seus erros sociais e políticos, a superioridade europeia desaparecerá para sempre, como o Império Romano, entregando à América o fruto das suas experiências, com vistas à civilização do porvir. Vive-se agora, na Terra, um crepúsculo, ao qual sucederá profunda noite; e ao século XX compete a missão do desfecho desses acontecimentos espantosos.”4

                As anotações de Emmanuel são, no geral, coerentes com textos evangélicos:

                “No mundo tereis grandes tribulações, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (João, 16,33).

O versículo seguinte, no entendimento espírita, pode ser interpretado como intensos intercâmbios com o “céu aberto”, ou seja, manifestações de ordem espiritual:

“Na verdade, na verdade vos digo que daqui em diante vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem” (João, 1, 51).

                A essa altura, são cabíveis as advertências registradas no Novo Testamento com relação aos “falsos profetas”. Entre outras:

“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, ... Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? [...] Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. (Mateus, 7, 15, 20)

                As interpretações deturpadoras e alarmantes de profecias e previsões de domínio público e ainda outras que são atribuídas a médiuns já desencarnados muitas vezes causam inseguranças e temores. Isso sem se discutir a questão doutrinária e a coerência do perfil e das obras públicas dos eventuais envolvidos.

                Sobre isso, Emmanuel analisa em tom esclarecedor:

“[...] em sobrevindo a divisão das angústias da cruz, muitos aprendizes fogem receando o sofrimento e revelando-se indignos da escolha. Os que assim procedem, categorizam-se à conta de loucos, porquanto, subtrair-se à colaboração com o Cristo, é menosprezar um direito sagrado.”5

                E, finalmente, para os novos crentes na “parusia” - que ainda aguardam um retorno do Cristo -, Emmanuel anotou de forma clara: “Os homens esperam por Jesus e Jesus espera igualmente pelos homens.”6

                Nessas rápidas pinceladas sobre o polêmico tema profecias, entendemos que merece ser estudado e analisado com base nas Obras Básicas da Codificação e aquelas que são coerentes e complementares às mesmas. Há necessidade de bom senso e fundamentação em conhecimentos científicos atuais e, no nosso caso, fidelidade às obras de Allan Kardec. O pouco estudado livro A Gênese, deve merecer mais atenção na seara espírita!

Referências:

1) Equipe Secretaria Geral do CFN da FEB (Org.) Transição para a Nova Era. Reformador. N. 126. Outubro de 2010; A transição e o caminho para a Nova Era. Reformador. N.127. Novembro de 2010; A transição e o papel do Espiritismo. Reformador. N.128. Dezembro de 2010.

2) Kardec, Allan. A gênese. Os milagres e as predições segundo o Espiritismo. Cap. XVII e XVII. São Paulo: FEAL. 2018.

3) Pires, José Herculano. O espírito e o tempo. 1ª parte. Cap. IV. São Paulo: Ed.Pensamento, 1964.

4) Xavier, Francisco Cândido. Pelo espírito Emmanuel. A caminho da luz. Cap. 24 e 25. Brasília: FEB. 2013.

5) Xavier, Francisco Cândido. Pelo espírito Emmanuel. Pão nosso. 104. Rio de Janeiro: FEB. 2005.

6) Xavier, Francisco Cândido. Pelo espírito Emmanuel. Cap. 17. Fonte viva. Rio de Janeiro: FEB. 2005.

(*) O autor foi presidente da FEB, da USE-SP e membro da Comissão Executiva do CEI.

 

Transcrito de: Revista Internacional de Espiritismo. Ano XCIV – N. 7. Agosto de 2019. P. 370-372.

 

http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/DEZEMBRO/12-12-2016_arquivos/image012.jpg

Mármore Azul. Uma imagem composta do hemisfério ocidental da Terra. NASA.

Fonte : https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Nasa_blue_marble.jpg   

Av. Vieira Souto e Praia de Ipanema. Rio de Janeiro, Brasil. Foto Ismael Gobbo

 

Recanto de paz

 

Pelo Espírito Emmanuel.

Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Livro: Diálogo dos Vivos. Lição nº 16. Página 103.

 

Há quem pergunte como servir à causa da paz.

Semelhante tarefa não será privativa daqueles que se encarregam da direção do mundo?...

A paz do mundo, no entanto, é a soma de todos os esforços das criaturas, nos domínios da pacificação.

Reflitamos nisso e atendamos à nossa parte, quanto se nos faça possível.

Deixa que a fonte do amor se te desate do coração.

Acende no cérebro a luz do pensamento reto.

Transforma o trabalho de cada dia num cântico de bênçãos.

Observa os compromissos assumidos por leis da própria consciência.

Transita nas vias do bem aos semelhantes.

Respeita o tipo de existência que os outros escolheram para si mesmos, como desejas que a tua própria vida seja respeitada.

Ergue em ti um sinal vermelho para os comentários infelizes.

Hospitaliza agressores e maldizentes em tua clínica de orações.

Não desperdices a riqueza do tempo, comprando remorso com queixas inúteis.

Veste a armadura da paciência para que consigas agir e reagir construtivamente, onde te encontres.

Instala a boa palavra nas estruturas verbais que te manifestam.

Ouve com atenção, aguardando sem pressa a tua vez de falar.

Não desconsideres pessoa alguma.

Resguarda no arquivo da prece os obstáculos e problemas que te desagradam, a fim de que não te destaques por motivo de aflição nas estradas alheias.

Aceita os outros tais quais são, sem o propósito de corrigi-los ou aperfeiçoá-los à força.

Aprende com modéstia e ensina sem exigência.

Auxilia sem cobrança.

Não solenizes as provações de que necessitas para melhorar o próprio caminho.

Diante das ofensas, imuniza-te na terapêutica do perdão.

Espera o momento propício destinado a esclarecer o ponto difícil que haja surgido em teu relacionamento com os demais.

Não exijas do próximo aquilo que o próximo ainda não possui para dar.

Não mentalizes o mal com inquietações imaginárias, e sim colabora na construção do melhor que deve acontecer.

Serve sem dependurar algemas nos pulsos de teus irmãos.

E, prosseguindo adiante, converter-te-ás em coluna da segurança geral.

Em verdade, a Divina Providência não pede para que te transformes, de imediato, numa estrela que dissipe as sombras da perturbação onde as sombras da perturbação estejam dominando na Terra. O Céu espera sejas, ainda hoje, onde estiveres, um recanto vivo da paz.

 

 

 (Recebido em email do divulgador Antonio Sávio de Belo Horizonte, MG)

Alexandre visita Diógenes em Corinto.

Imagem/fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Diogenes_and_Alexander

 

Leia aqui: https://en.wikipedia.org/wiki/Diogenes_and_Alexander

 

Em absoluto respeito à sua privacidade, caso não mais queira receber este boletim de notícias do movimento espírita, envie-nos um email solicitando a exclusão do seu endereço eletrônico de nossa lista. Nosso endereço: [email protected]