Notícias do Movimento Espírita

São Paulo, SP, sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Compiladas por Ismael Gobbo

 

 

 

Notas

1. Recomendamos confirmar junto aos organizadores os eventos aqui divulgados. Podem ocorrer cancelamentos ou mudanças que nem sempre chegam ao nosso conhecimento.

2. Este e-mail é uma forma alternativa de divulgação de noticias, eventos, entrevistas e artigos espíritas. Recebemos as informações de fontes  diversas via e-mail  e fazemos o repasse aos destinatários de nossa lista de contatos de e-mail. Trabalhamos com a expectativa de que as informações que nos chegam sejam absolutamente espíritas na forma como preconiza o codificador do Espiritismo, Allan Kardec.  Pedimos aos nossos diletos colaboradores que façam uma análise criteriosa e só nos remetam para divulgação matérias genuinamente espíritas.

 

3. Este trabalho é pessoal e totalmente gratuito, não recebe qualquer tipo de apoio financeiro e só conta com ajuda de colaboradores voluntários. (Ismael Gobbo).

 

 

 

Atenção

Se você tiver dificuldades em abrir o arquivo, recebê-lo incompleto ou cortado e fotos que não abrem, clique aqui:

 


http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/SETEMBRO/13-09-2019.htm

 

No Blog onde é  postado diariamente:

http://ismaelgobbo.blogspot.com.br/

 

Ou no Facebook:

https://www.facebook.com/ismael.gobbo.1

 

   

   

Os últimos 5 emails enviados     

 

DATA                                       ACESSE CLICANDO NO LINK

 

12-09-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/SETEMBRO/12-09-2019.htm

11-09-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/SETEMBRO/11-09-2019.htm

10-09-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/SETEMBRO/10-09-2019.htm

09-09-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/SETEMBRO/09-09-2019.htm

07-09-2019     http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/SETEMBRO/07-09-2019.htm

 

 

Publicação em sequência

Revista Espírita – Ano 6 - 1863

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(Texto copiado do site Febnet)

Rua Bouteille. Lyon. França.

Imagem/fonte: https://www.ruesdelyon.net/rue/347-rue-bouteille.html

http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/JULHO/15-07-2016_arquivos/image014.jpg

Diógenes. Óleo sobre tela de Jean-Léon Gérôme

Imagem/fonte: 

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Jean-L%C3%A9on_G%C3%A9r%C3%B4me_-_Diogenes_-_Walters_37131.jpg

 

Diógenes de Sinope (em grego antigoΔιογένης ὁ ΣινωπεύςSinope, 404 ou 412 a.C.[1] – Corinto, c. 323 a.C.[2]), também conhecido como Diógenes, o Cínico, foi um filósofo da Grécia Antiga. Os detalhes de sua vida são conhecidos através de anedotas (chreia), especialmente as reunidas por Diógenes Laércio em sua obra Vidas e Opiniões de Filósofos Eminentes.

Diógenes de Sinope foi exilado de sua cidade natal e se mudou para Atenas, onde teria se tornado um discípulo de Antístenes, antigo pupilo de Sócrates. Tornou-se um mendigo que habitava as ruas de Atenas, fazendo da pobreza extrema uma virtude; diz-se que teria vivido num grande barril, no lugar de uma casa, e perambulava pelas ruas carregando uma lamparina, durante o dia, alegando estar procurando por um homem honesto. Eventualmente se estabeleceu em Corinto, onde continuou a buscar o ideal cínico da autossuficiência: uma vida que fosse natural e não dependesse das luxúrias da civilização. Por acreditar que a virtude era melhor revelada na ação e não na teoria, sua vida consistiu duma campanha incansável para desbancar as instituições e valores sociais do que ele via como uma sociedade corrupta.

Imagem/fonte:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Di%C3%B3genes_de_Sinope

 

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/JANEIRO/16-01-2019_arquivos/image039.jpg

Jesus e o jovem rico. Pintura de Heinrich Hoffmann.

Imagem/fonte : https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Hoffman-ChristAndTheRichYoungRuler.jpg

 

O Jovem Rico

16 Eis que alguém se aproximou de Jesus e lhe perguntou: “Mestre, que farei de bom para ter a vida eterna?”

17 Respondeu-lhe Jesus: “Por que você me pergunta sobre o que é bom? Há somente um que é bom. Se você quer entrar na vida, obedeça aos mandamentos”.

18 “Quais?”, perguntou ele.

Jesus respondeu: “‘Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não darás falso testemunho, 19 honra teu pai e tua mãe’[a] e ‘Amarás o teu próximo como a ti mesmo’[b]”.

20 Disse-lhe o jovem: “A tudo isso tenho obedecido. O que me falta ainda?”

21 Jesus respondeu: “Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois, venha e siga-me”.

22 Ouvindo isso, o jovem afastou-se triste, porque tinha muitas riquezas.

23 Então Jesus disse aos discípulos: “Digo-lhes a verdade: Dificilmente um rico entrará no Reino dos céus. 24 E lhes digo ainda: É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus”.

25 Ao ouvirem isso, os discípulos ficaram perplexos e perguntaram: “Neste caso, quem pode ser salvo?”

Leia mais:

https://www.biblegateway.com/passage/?search=Mateus+19%3A16-30%2CLucas+18%3A18-30&version=NVI-PT

 

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/JUNHO/22-06-2019_arquivos/image011.jpg

O Livro dos Médiuns.

Fonte:

https://pt.wikipedia.org/wiki/O_Livro_dos_M%C3%A9diuns#/media/Ficheiro:Le_Livre_des_M%C3%A9diums.jpg

 

Curso para envelhecer

 

Dizem que nada mais certo na vida do que a morte. Todos os seres vivos morrem um dia.

Mas, não temos cursos que nos preparem para ela, que continua sendo uma surpresa, um acidente de percurso, nunca esperado.

E para todos os que não morremos nos dias da infância ou da juventude, chega o período da velhice.

Seria importante termos cursos para envelhecer. Talvez não tivéssemos tantos casos de depressão em idosos.

Idosos que se consideram inúteis, porque já não se encontram no mercado de trabalho. Idosos que se sentem acabados porque os jovens não prestam atenção ao que dizem, porque ninguém lhes vêm indagar das suas experiências tão ricas.

Muitos se sentem como a esferográfica que secou, a lâmpada que não acende mais. Velharias, entregues ao descarte.

Isso ocorre porque não nos preparamos para essa fase. Alguns de nós, na medida em que os anos se somam, fazemos tolices, próprias de quem ainda não amadureceu, para nos afirmarmos como ainda jovens, ativos.

No entanto, envelhecer é uma honra. Honra de atravessar os anos, amealhando sabedoria. Honra de ver os filhos adultos constituírem suas próprias famílias.

Honra de sermos chamados de avós e avôs. Honra de ostentar a neve nos cabelos, a história na memória e a experiência na mente.

Como seria salutar nos prepararmos para envelhecer, agradecendo por cada ano que se soma aos anteriores. Prepararmo-nos para depois de anos de exercício profissional, podermos gozar de dias sem horários rígidos.

Dias em que poderemos estudar um outro idioma, aprender a tocar um instrumento musical. Dias em que poderemos viver mais livremente, em que nos permitiremos ir ao cinema em plena segunda-feira, ou assistir à sessão da madrugada sem temor porque no outro dia, poderemos despertar um pouco mais tarde.

Quanta coisa a fazer: deliciar-se com a música clássica, o teatro, o cinema, a leitura.

Possibilidade de estarmos mais com a família. Preparar um prato especial, que exige muita elaboração para surpreender a todos com a delícia.

Tempo para ficar ao sol, passear pela praça, escrever memórias. Quem sabe tornar-se voluntário, algumas horas, na semana, em alguma instituição...

O que sabemos fazer? O que podemos ensinar? Como podemos nos doar?

Um poeta escreveu que na velhice, cada coisa que se diz, é uma oração. Oração é qualquer palavra que brota do mais fundo dos nossos desejos. Por isso, muitos se transformam em poetas.

Escrevem a respeito das suas vidas e das suas observações. Afinal, agora, podem se deter olhando o mar por horas, observando as ondas que fazem de cada recuo um ponto de partida para um novo avanço.

Envelhecer é dádiva divina. Quantos de nós atravessamos o século e o milênio, trazendo as notas históricas e culturais do passado...

Somos os livros vivos da História. Quanto temos a acrescentar às informações que as obras impressas apresentam!

Pensemos nisso. Se já alcançamos a velhice, doemos da nossa sabedoria e usufruamos muito bem da preciosidade do tempo que nos é oferecida.

Se estamos a caminho, preparemo-nos para esse rico período.

Redação do Momento Espírita, com citações do cap. 13,
pt. 4, do livro 
Um céu numa flor silvestre, de Rubem Alves,
ed. Verus.
Em 12.9.2019.

 

 (Copiado do site Feparana)

Crianças. 1886. Óleo sobre tela de Karl Ernst Papf.

Pinacoteca do Estado de São Paulo. São Paulo. Brasil. Foto Ismael Gobbo.

Rua da Itália. Óleo sobre madeira de Belmiro de Almeida.

Pinacoteca do Estado de São Paulo. São Paulo. Brasil. Foto Ismael Gobbo.

http://www.noticiasespiritas.com.br/2017/SETEMBRO/11-09-2017_arquivos/image038.jpg

Criação da Vovó. Óleo sobre tela de Oscar Pereira da Silva

Exposto na Pinacoteca do Estado de São Paulo. São Paulo, Brasil. Foto Ismael Gobbo

 

Artigo :

A atualidade do reconhecimento à Allan Kardec

http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/JUNHO/22-06-2015_arquivos/image016.jpg

Almir Del Prette

São Carlos, SEOB,  UFSCar

 

 

Um dos mais antigos filósofos gregos, Heráclito, propôs um princípio resumido de maneira bem simples. Reproduzimos o conteúdo de sua expressão, não à forma original: “nada permanece, exceto a mudança”. Com base nessa premissa podemos dizer  que a mudança é lei da vida. Tudo muda, inclusive os sentimentos. Mesmo os mais elevados estão em mudança, tanto em sua essência quanto na forma que aparecem nas relações. Entre os mais belos sentimentos humanos, a gratidão se alinha à frente com outros, no processo evolutivo. A gratidão é um sentimento derivado do reconhecimento que fortalece a humildade.

Acompanhamos aqui, (Notícias Espíritas), sob a responsabilidade do Ismael, as edições da Revista Espírita, editadas sob a liderança de Allan Kardec. Ainda não havia lido a Revista Espírita e foi por meio deste veículo que me familiarizei, quase cotidianamente, com aquele primeiro órgão de divulgação espírita. Isso melhorou meu conhecimento sobre o desenvolvimento do espiritismo em sua fase inicial, dando-me uma ideia mais realística desse período. A leitura da Revista Espírita aproxima o leitor à um período incrível da história do espiritismo, com acontecimentos marcantes de sua trajetória. Inicial.

Três cartas endereçadas a Allan Kardec, foram reproduzidas no número 241 (abril de 1862) sob o título: Resultado da  leitura das Obras Espíritas . Os conteúdos das cartas enfatizam os ganhos obtidos pelo conhecimento da doutrina espírita e com abandono de ideias materialistas, aquisição de comportamento de orar, engajamento social, renovação espiritual e comprometimento com a doutrina. Os missivistas expressaram reconhecimento à A. Kardec pela oportunidade que estavam vivendo. Reproduzimos em parte um desses conteúdos, tanto pela sua clareza quanto por julgarmos relevante. O missivista estabelece três “deveres distintos de reconhecimento” do espírita: (a) para com Deus; (b) para com os bons espíritos; (c) para com “o propagador”.

Propagador foi o termo empregado pelo autor da carta, para se referir à Kardec. A gratidão tão carinhosamente expressada por essa pessoa há mais de uma centena de anos atrás ecoa, agora, em nossos corações como um suave convite à reflexão. E também repetimos, irmanados a tantos outros: Graças vos rendemos Senhor, aos bons espíritos e a Allan Kardec pela oportunidade de conhecer o espiritismo.

 

 

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/ABRIL/15-04-2019_arquivos/image008.jpg

Allan Kardec, Codificador do Espiritismo. Óleo sobre tela por Nair Camargo, São Paulo, Brasil. Foto Ismael Gobbo

http://www.noticiasespiritas.com.br/2019/JULHO/09-07-2019_arquivos/image010.jpg

Revista Espírita. Fundada por Allan Kardec aos 1º. de janeiro de 1858.

Imagem/fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Revue_Spirite#/media/File:Revue_Spirite_1%C2%AA_ed_1858.jpg

 

 Vídeo com Simoni Privato Goidanich

Acesse o link

 

Qual o significado da expressão "segundo o espiritismo"? Quais as consequências dessa expressão para o estudo da obra "A gênese, os milagres e as predições segundo o espiritismo"? Está confirmado para a doutrina espírita que Jesus teve um corpo físico quando esteve na Terra ou se trata de mera opinião pessoal de Allan Kardec? As teorias hipotéticas presentes em "A gênese, os milagres e as predições segundo o espiritismo" invalidam o conteúdo dessa obra?
Com base em ensinamentos doutrinários e em informações dadas por Allan Kardec , propomos, neste video, uma reflexão sobre essas e outras questões. Muita paz e felicidade a todos.

 

https://www.youtube.com/watch?v=4cQyZdb-JLE&t=4s  

 

¿Cuál es el significado de la expresión "según el espiritismo"? ¿Cuáles son las consecuencias de esa expresión para el estudio de la obra "La génesis, los milagros y las predicciones según el espiritismo?" ¿Está confirmado para la doctrina espírita que Jesús tuvo un cuerpo físico cuando estuvo en la Tierra o se trata de mera opinión personal de Allan Kardec? ¿Las teorías hipotéticas presentes en "La génesis, los milagros y las predicciones según el espiritismo" invalidan el contenido de esa obra?

Sobre la base de enseñanzas doctrinarias e informaciones brindadas por Allan Kardec, proponemos, en este video, una reflexión sobre esas y otras cuestiones. Mucha paz y felicidad a todos.

 

Simoni

 

 

 

 Encontro Espírita da Primavera

São Paulo, SP

 

 

Informação recebida em email de Ademir Mendes)

 

 Sessão Solene em homenagem a Allan Kardec

Santo André, SP

 

(Informação recebida em email de Ademir Mendes)

 

 XXI Semana Espírita de Diadema

Diadema, SP

 

 

(Informação recebida em email de Ademir Mendes)

 

Palestras com Edson Sardano  

São Bernardo do Campo e Santo André, SP  

 

(Informação recebida em email de Ademir Mendes)

 

Palestras de Perri em Fortaleza, Ceará

 

O tema "Vidas de superação: de Bezerra a Chico Xavier" foi o tema abordado por Antonio Cesar Perri de Carvalho (ex-presidente da FEB e da USE-SP) noite do dia 10 de setembro no Centro Espírita Bezerra de Menezes em Fortaleza (Ceará). Início das comemorações dos 86 anos deste Centro, que foi totalmente reconstruído após um desabamento anos atrás. O visitante estava acompanhado de Luciano Klein, presidente da Federação Espírita do Estado do Ceará. Em seguida autografou seu livro "Chico Xavier - o homem, a obra e as repercussões" (Ed. EME e USE-SP). Perri prossegue em Fortaleza.

No dia seguinte, Perri abordou o tema  "Chico Xavier e a libertação espiritual" no Centro Espírita João, o Evangelista, em Fortaleza. O Centro estava lotado na noite do dia 11 de setembro; houve apresentação do Coral Bezerra de Menezes e no final o expositor autografou seu livro sobre Chico Xavier. Presentes dirigentes da Federação Espírita do Estado do Ceara, inclusive o presidente Luciano Klein.

Legendas:

Perri com dirigentes do C.E.Bezerra de Menezes e presidente da FEEC; Perri em palestras no Centro Espírita João, o Evangelista e com seus dirigentes e também da FEEC com o presidente Luciano Klein. 

 

 

 Palestras Espíritas programadas para

Marília, SP

Olá, amigos.

Seguem cartazes divulgando eventos promovidos pelas casas espíritas de
Marília.

Abraços fraternais,

Donizete
 

 

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/b8dff991-736c-4d43-ae82-1c30f098b90f.jpg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/6fa2aa1e-7616-457a-80ba-777138f979a6.jpeg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/6f0c3bbc-f5dc-456a-b307-7f4f1f2914f7.jpg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/0bdd51b6-ee57-4814-8a83-ba537d3279d7.jpg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/853e3f20-5d92-4c76-a378-f3982c034e3c.jpg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/a3c1088e-0e82-4455-9fd1-9c04d67a67d0.jpg

 

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/27f20545-7bd6-44ef-ae9d-09d6759cfc5a.jpg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/6227124d-1160-465d-90d0-d52ef30ffdab.jpeg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/a2f18405-fced-4d68-bafc-13aafc9422fd.jpg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/f6c6ef26-a75e-4947-b100-4f03ad9162cc.jpg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/784c4c8a-9dd7-4582-bf27-e42d642d83e0.jpg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/22462fc3-b9b2-4293-a0db-9b0376bf3238.jpeg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/707d0eec-a709-45c9-815f-b40a6fd8a057.jpg

 

https://gallery.mailchimp.com/d69277d71ef735e2f4ac7ff47/images/f12da051-1095-4e72-bb6e-9530e1eb8333.jpeg

 

Publicação do Correio Fraterno

Participe do Setembro Amarelo! Alguém muito próximo pode estar precisando de você!

 

Divaldo em Catanduva! Estreia do filme: Divaldo – o Mensageiro da Paz. Assista e emocione-se!

 

ACESSE INFORMAÇÕES AQUI

http://emailmarketing.candeia.com/accounts/3442/messages/[email protected]&c=1568234616&contact_id=22032&envelope_id=1047

 

 

http://usecatanduva.com.br/divaldofranco/filme/2019/imgs_0.jpg

 

 

 

 

29º Concurso de Poesia com Temática Espírita, da Arte Poética Castro Alves.  São Paulo, SP

29o. Concurso de Poesia com Temática Espírita

Estão abertas as inscrições para o 29o. Concurso de Poesia com Temática Espírita, da Arte Poética Castro Alves.

Ultimos dias até o dia 30 de setembro de 2019, os concorrentes deverão endereçar as poesias (por carta ou por e-mail), para o endereço: por carta: Caixa Postal 65077, CEP 01318-970, São Paulo (SP).  Por e-mail:
[email protected] , com os seguintes dados: nome e endereço completo, uma pequena biografia e cópia do RGO Prêmio Castro Alves será entregue aos contemplados no dia 23 de novembro, (sábado) às 15 horas, no Salão Bezerra de Menezes, da Federação Espírita do Estado de São Paulo,   Rua Santo Amaro, 370, Bela Vista, São Paulo (SP), em evento que será apresentado por José Damião, Vanessa Cavalcanti e Guiomar Sant'Anna, da Rádio Boa Nova e TV Mundo Maior. Parte artística: Vânia Rosa Malandrino, pianista.

 

 

(Informação recebida em email de Jose Damiao [[email protected]])

 

Palestra com André Trigueiro

Matão, SP

 

 

(Com informaçôes de Orson Peter Carrara)

 

 

II Seminário sobre Envelhecimento e Espiritualidade

Sorocaba, SP

 

Olá amigos da AME Sorocaba,

 

Convidamos a todos para o II Seminário de Envelhecimento e Espiritualidade da Associação Médico Espírita de Sorocaba

 

20 DE OUTUBRO DE 2019 (DOMINGO)

das 08h as 12h30

 

TEMAS CENTRAIS

# DEMÊNCIA DE ALZHEIMER

# CUIDADORES: um olhar sobre quem cuida

# A ARTE DE ENVELHECER COM SAÚDE

 

LOCAL: S.E.C.E. GABRIEL DELANNE    (Rua Portugal, 146 – Sorocaba / SP)

 

Valor de Inscrição Antecipada R$ 20,00 (até dia 14/10) - APENAS pelo link

https://www.sympla.com.br/ii-seminario-de-envelhecimento-e-espiritualidade-da-ame-sorocaba__635371

 

Contamos com sua presença e agradecemos se puderem nos auxiliar na divulgação,

 

Atenciosamente

Equipe de Divulgação da AME Sorocaba

 

--

AME SOROCABA - Associação Médico-Espírita de Sorocaba

 

 

 

 

 

(Informação recebida em email de AME SOROCABA [[email protected]])

 

GEBEM – Palestras da semana

Guarulhos, SP

 

 

 

(Informações em

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2864362860243697&set=pcb.2403772689839118&type=3&theater&ifg=1)

 

46a. Semana Espírita de

Guarulhos, SP

 

Boa noite Ismael,...

Neste próximo sábado iniciaremos aqui em Guarulhos a 46ª Semana Espírita de Guarulhos. Serão feitas palestras em 29 casas espíritas e por isto precisei fazer a divulgação em quatro placas.

 

 

 

 

(Informações recebidas em email de Luiz Gouveia)

 

Prossegue a 42a. Jornada de Confraternização Espírita de

Assis, SP

 

(Informação recebida em email de Francisco Atilio Arcoleze [[email protected]])

 

Site da FEB – Federação Espírita Brasileira

Brasília, DF

 

Acesse :

https://www.febnet.org.br/

 

 

 

2ª Caminhada pela prevenção ao suicídio

 

Ocorrerá no dia 28 de setembro com o tema “Compartilhe a sua dor”, a 2ª Caminhada pela prevenção ao suicídio, em Mato Grosso do Sul, com o apoio da Federação Espírita do Mato Grosso do Sul (FEMS). A concentração inicia às 8h na Praça Ary Coelho. Informações: (67) 99203-6671 e pelo site www.fems.org.br

 

 

(Informação em https://www.febnet.org.br/blog/geral/noticias/2a-caminhada-pela-prevencao-ao-suicidio/)

 

Confira as ofertas da

Livraria O Clarim. Matão, SP

Acesse:

https://emailmarketing.locaweb.com.br/accounts/29946/messages/[email protected]&c=1568137495&contact_id=12492&envelope_id=386

 

Feijoada Beneficente

Guarulhos, SP

 

(Informação recebida em email de Claudio Palermo)

 

Pizzada Beneficente do Fraternidade Espírita Gina.

São Paulo, SP

 

(Vide informações em

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10206424002274603&set=gm.486010722231897&type=3&theater)

 

Bazar Solidário GEPAR

Niterói, RJ  

https://wix.to/UkDIA2M

 

(Informação recebida em email de Gepar - Promoção Integral [[email protected]])

 

Familiares afastados do lar

 

Cada mensagem psicografada é antecedida pelas explicações do médium sobre a reunião em que ela foi obtida e os motivos que a determinaram.

 

Conversávamos sobre familiares enfermos. Alguns amigos falavam de parentes custeados por outros em casas assistenciais de repouso e de saúde, por serem pessoas que a maturidade extrema na vida física tornara menos aptas ao otimismo e à alegria.

Fixávamos o assunto nesses casos, não de doentes propriamente considerados, mas de familiares de convivência menos fácil que são afastados do recinto doméstico em regime de pensões pagas, quando a nossa reunião foi iniciada.

O Evangelho segundo o Espiritismo nos deu para estudo o item 8 do capítulo XIV. Depois dos comentários, o nosso caro Emmanuel nos trouxe a página “Parentes Enfermos”.

 

PARENTES ENFERMOS

Pelo Espírito Emmanuel.

Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Livro: Caminhos de Volta. Lição nº 18. Página 55.

 

Como tratarei os parentes enfermos?

Pergunta muitas vezes repetida e analisada.

De nossa parte, responderemos aos amigos que no-la endereçam, segundo o critério da imortalidade.

Ainda mais.

Esclareceremos que irmãos enfermos não são unicamente aqueles que a radiografia revela ou que a experiência médica registra. Além das moléstias que se manifestam no corpo físico, temos ainda aquelas outras que se entranham na alma, por enquanto arredadas da patologia comum.

Se consegues, assim, perceber os sofrimentos daqueles que se te vinculam à existência, conserva-os contigo, tanto quanto puderes.

Quanto mais pesem no orçamento de tempo e possibilidades a que te prendas, mais necessitados se mostram de proteção e segurança.

Em muitas ocasiões, talvez possas situá-los em recintos pagos, com o beneplácito da tua bolsa.

Entretanto, embora te reverenciemos os impulsos de generosidade, não vacilamos em reformular o apelo à tua misericórdia para que os mantenhas no calor da própria ternura. São eles filhos imobilizados no leito, a te pedirem socorro. Ascendentes que se fizeram valetudinários e te rogam assistência, enquanto aguardam a cirurgia da morte. Companheiros encarcerados em moléstias difíceis ou irmãos outros em transes graves da vida orgânica. Além deles encontramos ainda os doentes mentais, supostamente sadios, aqueles que passaram a evidenciar comportamento infeliz. Os caídos em experiências amargas no campo afetivo. Os desmemoriados diante das obrigações que assumiram e os que carregam obsessões ocultas que lhes desfiguram a imagem.

Diante dos parentes enfermos, se te reconheces com saúde e equilíbrio, a fim de observá-los, compadece-te deles e guarda-os no clima da própria presença, quanto isso se faça possível.

Todos eles são a continuidade de nossos débitos ou prolongamentos de nossa própria ternura.

Recordemos que a morte é somente mudança, que nos reencontraremos todos, agora ou no futuro, e doemos àqueles corações que nos cercam todo o amor que esperam de nós ou que nos solicitam, a fim de se complementarem na evolução a realizar ou no trabalho a fazer.

Abençoa hoje os que amanhã te abençoarão...

 

imagem

A Jazz Aimorés Band do Asilo-colônia de Aimorés. Jésus Gonçalves na extrema esquerda internado

Internado com hanseníase. Foto gentilmente cedida por Jaime Prado.

Vida abaixo Entrevista com D. Jandyra Gonçalves da Silva, filha de

Jésus Gonçalves ainda encarnada e residente em Bauru, SP

 

Entrevista com D. Jandyra Gonçalves da Silva

 

Jésus Gonçalves

Exemplo de Superação

 

Publicada no jornal Folha Espírita

Edição  de maio/2012.  página 12.

 

jandyra

Jandyra Gonçalves da Silva, é a única dos filhos de Jésus Gonçalves

 ainda encarnada. Bauru, SP. Foto Ismael Gobbo

Ismael Gobbo

 

Prestes a completar 88 anos em 22 de maio, Jandyra Gonçalves da Silva é a única filha encarnada de Jésus Gonçalves, o ex-ateu que se converteu numa das mais reverenciadas figuras do Movimento Espírita do Brasil, e que deu título ao livro do historiador Eduardo Carvalho Monteiro A Extraordinária Vida de Jésus Gonçalves.

Nascida em Itapetininga e moradora de Bauru, Jandyra conta que o pai nasceu em Borebi, a 12 de julho de 1902, filho de João Gonçalves e de Josepha Mendes. Quando a mãe dele desencarnou, Jésus tinha apenas 3 anos de idade. E, como o pai era pobre e levava vida dura na roça, precisou ser tutelado pelo tio Antonio Arruda, na cidade de Agudos, com o qual viveu parte de sua infância. Aos 14 anos, já morando em Borebi, trabalhou em serviço braçal em fazenda, até que, aos 17, mudou-se para Bauru, onde chegou a ser importante figura da sociedade local, trabalhando como tesoureiro da prefeitura.

Diagnosticado com hanseníase, porém, Jésus viu-se diante de um drama. Abandonado pelas pessoas que antes o assediavam, agarrou-se ao amor da família e ao Espiritismo, para superar a dor e o sofrimento, num exemplo de resignação e fé. “Foi ingressando no Espiritismo que meu pai encontrou a paz”, resume Jandyra, nesta entrevista à Folha Espírita.

 

Folha Espírita – Como foi a vida de Jésus em Bauru?

Jandyra Gonçalves da Silva – Por ser criança e ter tido pouca convivência com ele, não me lembro de quase nada. O que sei é que, embora de origem humilde, foi bem-sucedido profissionalmente e chegou a ter um emprego importante na Prefeitura de Bauru, onde foi tesoureiro até se aposentar por causa da doença que o levaria para o Asilo-Colônia Aimorés.

 

FE – Deve ter sido muito sofrido para ele se ver diagnosticado com hanseníase, não?

Jandyra – Meu pai sofreu demais quando a doença foi descoberta em plena juventude. Ele era muito bonito. No começo, revoltou-se, porque era pessoa muito benquista na sociedade, participava dos eventos e, de repente, a notícia desagradável mudou muito a situação. O preconceito, o medo, o desconhecimento da causa, tudo fazia com que as pessoas se afastassem de um doente naquelas condições.

 

FE – Ele não encontrou nenhuma solidariedade?

Jandyra – Da família, sim. E também do seu compadre João Martins Coube, do qual era amigo e que lhe queria muito bem. Quando foi constatada a doença, e na iminência de meu pai ir para o isolamento, ele lhe arrumou uma pequena chácara onde pudesse viver. Mas chegou um momento que não teve mais jeito e papai foi encaminhado para o asilo-colônia. As pessoas com hanseníase eram muito discriminadas e essa rejeição deixava meu pai muito triste.

 

FE – A senhora fazia visitas a ele?

Jandyra – Eu o visitei várias vezes. Recordo que existia um murão no local chamado de parlatório. De um lado ficavam os doentes; do outro, os visitantes. As pessoas não podiam se tocar, uma coisa muito triste. Eu cantava para papai, que ficava muito contente e chamava os amigos para me ouvir.

 

FE – As deformações no corpo de Jésus já apareciam quando estava no Aimorés?

Jandyra – Não, ali ele não tinha nenhuma deformação. Só em Pirapitingui, para onde foi transferido, é que as sequelas começaram a aparecer. A lesão no nariz deixou meu pai muito abatido, até revoltado, porque de uma pessoa bonita ele se viu transformado.

 

FE – Fale-nos um pouco de dona Anita na vida de Jésus Gonçalves.

Jandyra – Papai, que ficou viúvo de minha mãe, Theodomira, quando eu tinha 3 anos, conheceu e viveu com uma companheira muito especial chamada Anita Vilela. Ela não era doente de hanseníase e foi sua companheira em Aimorés. A luta foi enorme junto às autoridades para que ela conseguisse a permissão para viver com ele num leprosário sem ser leprosa. Ela mudou a vida dele, deu provas de seu amor e o levou para o Espiritismo.

 

FE – E o Espiritismo na vida dele?

Jandyra – Foi ingressando no Espiritismo que ele encontrou a paz e foi aceitando a doença com mais resignação. Embora ele ainda permanecesse triste e desapontado, já começava a enxergar o sofrimento de outra maneira.

 

FE – E como foi essa conversão de Jésus, que se dizia ateu, ao Espiritismo?

Jandyra – O acontecimento deu-se no dia do velório de Anita, em 1943. Uma pessoa presente transmitiu uma mensagem psicofônica dela ao meu pai, que a identificou pela forma carinhosa com que ela pedia para ele não mais duvidar da existência de Deus.

 

FE – E dona Ninita?

Jandyra – Ninita foi sua terceira mulher e alguém que o ajudou muito. Ela era portadora de hanseníase e foi sua companheira no asilo. Ninita conhecia o Espiritismo, era médium e foi quem muito ajudou meu pai a se firmar na Doutrina. Viveu ao lado dele até quando desencarnou.

 

FE – A senhora foi ao enterro dele?

Jandyra – Sim. Ele morava numa casinha nos fundos do centro espírita construído pelos adeptos da Doutrina, em Pirapitingui. Recebia muitas visitas, inclusive de caravanas que chegavam de todo o Brasil para visitar os doentes e para vê-lo, pois ele já se tornara um grande nome do Espiritismo.

 

Abaixo outras fotos não constantes da publicação.

 

 

www.folhaespirita.com.br

 

 

JÉSUSGONÇALVESCOMAESPOSATHEODOMIRA1926

Jésus Gonçalves e a primeira esposa, d. Theodomira, em foto com dedicatória datada de 1926

Foto do acervo particular de Jandyra Gonçalves da Silva

DSC00026

 

Jandyra Gonçalves da Silva, Ismael Gobbo e José Carlos Gonçalves da Silva* , filho de Jandyra e neto de Jésus Gonçalves, segurando o quadro do avô quando este tinha aproximadamente dezoito anos.  Foto Arquivo Ismael Gobbo

 

24-5-1933

Asilo Colônia-Aimorés (Bauru, SP)

Jésus Gonçalves ficou internado neste leprosário

de 1933 à 1937 (Foto arquivo de Jaime Prado)

 

 

Joao Martins Coube- Bauru

João Martins Coube, compadre e mecenas de Jésus Gonçalves

Imagem cedida por Jaime Prado

DSC08632

 

Jandyra (E) com a tia e madrinha Luiza Trindade, irmã de Jésus Gonçalves,  que a criou. Imagem do acervo particular de

Jandyra Gonçalves da Silva, Bauru, SP.

TÚMULO DE JÉSUS (1)

Tumulo de Jésus Gonçalves em Pirapitingui (Itu, SP)

Imagem cedida por Jaime Prado

 Rua sem fim Asilo-Colonia Pirapitingui

Asilo colônia  de Pirapitingui. Imagem cedida por Jaime Prado 

 

OBSERVAÇÕES

Dona Jandyra está encarnada e vive em Bauru, SP. Falei com ela nesta quinta-feira, 12/09/2019. Está muito bem.

O filho de Dona Jandyra José Carlos Gonçalves da Silva, “Zelão” desencarnou aos 02-08-2015.

 

Em absoluto respeito à sua privacidade, caso não mais queira receber este boletim de notícias do movimento espírita, envie-nos um email solicitando a exclusão do seu endereço eletrônico de nossa lista. Nosso endereço: [email protected]