Notícias do Movimento Espírita

São Paulo, SP, terça-feira, 02 de agosto de 2016

Compiladas por Ismael Gobbo

 

ismaellogo copy

http://ismaelgobbo.blogspot.com.br/          

 

Acessar o boletim de notícias aqui: http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/AGOSTO/02-08-2016.htm

 

 

Parcerias

Rede Amigo Espírita:    http://www.redeamigoespirita.com.br/

Agenda Espírita Brasil: http://www.agendaespiritabrasil.com.br/

 

 

Editoração: Ismael Gobbo, São Paulo, SP.

Envio: Ismael Gobbo (SP) e Wilson Carvalho Júnior, Araçatuba (SP)

 

 

Notas

1. Recomendamos confirmar junto aos organizadores os eventos aqui divulgados. Podem ocorrer cancelamentos ou mudanças que nem sempre chegam ao nosso conhecimento.

2. Este e-mail é uma forma alternativa de divulgação de noticias, eventos, entrevistas e artigos espíritas. Recebemos as informações de fontes  diversas e fazemos o repasse aos destinatários de nossa lista de contatos. Trabalhamos com a expectativa de que as informações que nos chegam sejam absolutamente espíritas na forma como preconiza o codificador do Espiritismo, Allan Kardec.  Pedimos aos nossos diletos colaboradores que façam uma análise criteriosa e só nos remetam para divulgação matérias genuinamente espíritas.  O trabalho é totalmente gratuito e conta com ajuda de colaboradores voluntários (Ismael Gobbo).

 

 

Atenção

Se você tiver dificuldades em abrir o arquivo, recebê-lo incompleto ou cortado e fotos que não abrem, clique aqui:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/AGOSTO/02-08-2016.htm

 

No Blog onde é  postado diariamente:

http://ismaelgobbo.blogspot.com.br/

 

Ou no Facebook:

https://www.facebook.com/ismael.gobbo.1

 

 

 

 

 

Os últimos 5 emails enviados:

 

DATA                                        ACESSE CLICANDO NO LINK

 

01-08-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/AGOSTO/01-08-2016.htm

30-07-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/JULHO/30-07-2016.htm

29-07-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/JULHO/29-07-2016.htm

28-07-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/JULHO/28-07-2016.htm

27-07-2016     http://www.noticiasespiritas.com.br/2016/JULHO/27-07-2016.htm

 

 

 

 

Publicação em sequência

O Céu e o Inferno

 

 

 

 

 

(Copiado de Febnet)

 Relevo: Ahura Mazda ou Ormuz. Era o principio ou deus do bem segundo o Zoroastrismo e a mitologia persa.

Imagem/fonte: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c5/AhuraMazda-Relief.jpg

 

 

 

 

 Invasão dos bárbaros

 

                           Richard Simonetti

                       [email protected]  

 

                                                        

            Nestes tempos de transição, em que a população mundial ultrapassa os sete bilhões de habitantes, a impressão é de estamos sofrendo, à semelhança do que ocorreu no passado com o Império Romano, uma invasão de bárbaros.

            A diferença é que no pretérito estas hordas tinham uma conformação étnica, situando-se por hunos, visigodos, vândalos... Os bárbaros de hoje surgem das entranhas de nossa própria sociedade, pelas portas da reencarnação.

 Se os fluxos migratórios do continente espiritual para o mundo físico, envolvendo multidões de Espíritos, obedecem à direção do planeta, confiada a Jesus, segundo nos informa Emmanuel, pela psicografia de Chico Xavier, fica a pergunta: por que foram abertas as porteiras do Umbral, despejando sobre o plano físico multidões desvairadas, cuja característica principal é a agressividade e o desrespeito pela vida humana?

            Diríamos que estamos diante de uma contingência evolutiva.

            O crescimento da população oferece a inteligências primitivas a oportunidade de um contato com as agruras da vida física, qual lixa grossa a desbastar suas imperfeições mais grosseiras, ao mesmo tempo em que sua presença perturbadora impõe às coletividades terrestres uma reavaliação de suas motivações existenciais.

            Consideremos, em princípio, o comportamento do homem comum. Nas férias escolares milhões de brasileiros buscam descanso nas praias. Os fins de semana são marcados por multidões que procuram "sombra e água fresca" para cultivar a felicidade de não fazer absolutamente nada, dando tratos à fantasia, sob o embalo da indiferença que sempre sugere perigosas incursões no vício e na irresponsabilidade.

            Não há por que censurar o descanso, o lazer, a viagem, a rede… O problema é que isso tudo que deveria ser parte da vida, costuma tornar-se a finalidade dela, sob inspiração do velho egoísmo humano.

            Resultado: Prevalece a ideia de que todos os problemas que envolvem o país e a comunidade devem ser resolvidos pelo Governo, ao qual compete educar o ignorante, conter o agressivo, castigar o criminoso, sustentar o desempregado, promover o progresso, realizar nossos sonhos de prosperidade!

            Não nos demos conta de algo elementar: o Governo é apenas uma representação da sociedade! Pouco poderá fazer se a população não se engajar decididamente nas iniciativas que visam promover o bem-estar social.

            A decantada civilização cristianizada do Terceiro Milênio não será implantada por decreto celeste.  Inútil esperar por ela, enquanto as coletividades terrestres não operarem fundamental mudança de comportamento, partindo do egoísmo para o altruísmo, dos interesses pessoais para as necessidades coletivas, das realizações efêmeras do individualismo exacerbado para as gloriosas construções do amor fraterno.

            O confronto atual com Espíritos encarnados ainda presos ao primitivismo não seria necessário, se ao longo dos dois milênios que marcaram o advento do Cristianismo os homens houvessem aprendido as lições fundamentais de Jesus, exercitando o serviço do Bem e educando seus irmãos em Humanidade, com a força do exemplo.

            Imaginemos uma mobilização de toda a população produtiva de uma comunidade, envolvendo a classe média e abastada, a oferecer de seus recursos, de seu tempo, de seu trabalho…

  Não haveria problemas insolúveis. A própria subnutrição que aflige milhões de brasileiros, não é simples fruto de uma má distribuição dos bens da produção, de leis injustas criadas por minorias ambiciosas, como pretendem os socialistas de plantão.

            Ela é sustentada muito mais pela omissão de considerável parcela da população que poderia algo fazer, mas simplesmente prefere fechar os olhos, transitando sem traumas e sem constrangimentos entre necessitados e sofredores de todos os matizes, em absoluta indiferença.

Ingenuidade falar-se em justiça social ao peso de mudanças estruturais, leis ou regimes, num mundo orientado pelo supremo gerador de injustiças que é o egoísmo, a tendência de cada um por si e o resto que se dane!

        

 

 

Saque de Roma pelos Vândalos em 455. Entalhe e policromia em aço de Heinrich Leutemann

 

Imagem/fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%A2ndalos#/media/File:Heinrich_Leutemann,_Pl%C3%BCnderung_Roms_durch_die_Vandalen_(c._1860%E2%80%931880).jpg

 

 

 

Registro. 4º Movimento Você e a Paz em

Amparo, SP

 

 

 

 31/07/2016

 

Milhares de pessoas ávidas por contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de paz, uniram-se em torno da Praça Pádua Salles para o 4° encontro desta natureza na cidade de Amparo.  A manhã ensolarada de 31 de julho de 2016 foi repleta de atividades, iniciando-se pela distribuição de 4.500 camisetas e diversos balões brancos ecológicos, que simbolizaram a vontade dos participantes em manifestar o desejo pela não violência.

            Assinalaram presença no evento, os apoiadores Prefeitura Municipal de Amparo e Ypê, representados na figura ilustríssima da Sra. Ana Maria Veroneze Beira, que agradeceu a todos pela união e cuidados na realização da infraestrutura necessária ao movimento “Você e a Paz”.

            Divaldo Franco também honrou os participantes com reflexivas palavras sobre o tema. Afirmou ele que mais do que nunca há a necessidade de paz. Mesmo com as conquistas tecnológicas e científicas, que deram conforto a alguns, não se conseguiu solucionar o problema da criatura humana, que prossegue agressiva, violenta e atormentada.

            Propôs mudanças para este mundo de sofrimentos, alertando que modificações  só serão possíveis quando o ser humano resolver pela transformação interior, colocando  em seu mundo íntimo a sagrada proposta da paz. Para tanto, não é necessário qualquer artifício: basta que se faça uma viagem dentro de si mesmo, visando conhecer as necessidades reais da vida para melhor realizar a majestosa mensagem da conversão.

            “Eu vos desejo paz”: foi com estas palavras inolvidáveis de Jesus, a maior personagem da história da humanidade, que Divaldo acalentou e preparou os corações sedentos de pacificidade para este dia glorioso, almejando que o sentimento fosse duradouro nos seres ali presentes.

            Às 9h00, deu-se início ao percurso pelas ruas da cidade, em que Divaldo Franco ao percorrê-lo, resplendeu em atos de alegria, união, empenho e vigor; o exemplo da harmonia e da avença entre os seres humanos. Cantos de Paz foram entoados durante todo o percurso, que durou cerca de uma hora, pelos que avançavam em suas buscas pela convivência pacífica.

            Ao retornar à Praça, o grupo harmônico de caminhantes pôde ainda usufruir de apresentações do canil da guarda, capoeira, atividades com o Grupo de Escoteiros da cidade, distribuição de pipoca e algodão doce, brinquedos para as crianças e  exposição de desenhos sobre a paz. Foi oferecido, também, um espaço gratuito para corte de cabelos e pintura de unhas artísticas, além de orientações jurídicas para aqueles que as buscaram. Já o Espaço Saúde, trouxe aos presentes a oportunidade de aferir a pressão arterial, medir glicemia e realizar o cálculo do IMC, entre outros.

            Às 18h00 de hoje, encerramento do encontro, haverá ainda a apresentação do Musical América, com Jean William e Jazz Trio, tendo a participação especial de Fafá de Belém.  Reflexões sobre a paz serão transmitidas por Dom Luiz Gonzaga Fechio, Bispo Diocesano de Amparo; Pastor José Lima, da Assembleia de Deus Ministério do Belém de Amparo; Lama Rinchen Khyenrab, Monge Budista e Divaldo Pereira Franco, fundador do Movimento, para que, “por meio do Amor e da Fraternidade, vivamos a Paz”.

                  Texto: Carlyne Paiva 

                 Fotos: Sandra Patrocínio e Edgard Patrocínio

 (Texto em português recibo em email de Jorge Moehleckde)

 

 

4º MOVIMIENTO TÚ Y LA PAZ en AMPARO, SAN PABLO - 31/07/2016.

 

Miles de personas ávidas por contribuir al desarrollo de una cultura de paz, se reunieron en torno de la Plaza Pádua Salles, para el 4° Encuentro de esta naturaleza en la ciudad de Amparo. La mañana soleada del 31 de julio de 2016 estuvo repleta de actividades, que comenzaron con la distribución de 4.500 remeras y diferentes globos blancos ecológicos, que simbolizaron la voluntad de los participantes de manifestarse a favor de la no violencia.

            Se hicieron presentes en el encuentro, los auspicios de la Prefeitura Municipal de Amparo y de Ypê, representados en la persona de la ilustrísima Sra. Ana Maria Veroneze Beira, que agradeció a todos por la unión y el esmero, aplicados a la realización de la infraestructura necesaria para el Movimiento Tú y la Paz.

            Divaldo Franco también honró a los participantes con reflexivas palabras acerca del tema. Manifestó él que, más que nunca, existe la necesidad de paz. Incluso, con las conquistas tecnológicas y científicas, que brindaron confort sólo a algunos, no se ha conseguido solucionar el problema de la criatura humana, que prosigue agresiva, violenta y atormentada.

            Propuso cambios para este mundo de sufrimientos, advirtiendo que las modificaciones sólo serán posibles cuando el ser humano se decida a la transformación interior, instalando en su mundo íntimo la sagrada propuesta de la paz. A tal efecto, no son necesarios los artificios: alcanza con que se haga un viaje hacia el interior de uno mismo, con el propósito de conocer las necesidades reales de la vida, para mejor realizar el majestuoso mensaje de la conversión.

            Yo os deseo paz. Fue con estas palabras inolvidables de Jesús, el máximo personaje de la historia de la humanidad, que Divaldo estimuló y preparó los corazones sedientos de pacificación, para este día glorioso, alentando el sentimiento de que perdurara en los seres allí presentes.

            A las 09:00 se dio comienzo al recorrido por las calles de la ciudad, cuando Divaldo Franco -durante el trayecto- desbordó en actos de alegría, unión, esfuerzo y vigor, ejemplificando la armonía y el entendimiento entre los seres humanos. Se entonaron canciones alusivas a la Paz durante todo el recorrido -que duró casi una hora-, por parte de quienes marchaban a favor de la convivencia pacífica.

            Al retornar a la Plaza, el armonioso grupo de caminantes pudo, además, disfrutar de presentaciones de perros amaestrados, capoeira, actividades a cargo del Grupo de Scouts de la ciudad, distribución de pororó y algodón de azúcar, juguetes para los niños y  exposición de dibujos sobre la paz. Hubo, también, un espacio gratuito para corte de cabello y pintura de uñas artística, además de orientación jurídica para quienes la necesitaran. También el Espacio Salud brindó a los presentes la oportunidad de controlar la presión arterial, medir la glucemia y realizar el cálculo del IMC, entre otros.

            A las 18:00 del día de hoy, cierre del encuentro, se producirá además la presentación del Musical América, con Jean William y el Jazz Trio, además de la participación especial de Fafá de Belém. Se trasmitirán reflexiones sobre la paz, a cargo del Obispo Diocesano de Amparo, Don Luiz Gonzaga Fechio; el Pastor José Lima, de la Asamblea de Dios, Ministerio de Belén de Amparo; el Lama Rinchen Khyenrab, monje budista y Divaldo Pereira Franco, fundador del Movimiento, para que por medio del Amor y de la Fraternidad, vivamos la Paz.

 

                  Texto: Carlyne Paiva 

                 Fotos: Sandra Patrocínio e Edgard Patrocínio

  (Texto em espanhol recebido da tradutora MARTA GAZZANIGA [[email protected]])

 

 

 

 

 

 Comunicado de nova denominação

Federação Espírita dos Estados Unidos

 

 

 

 

 

 

Dear Friends,

 

We would like to inform that starting in August the official name of our organization known as United States Spiritist Council will be replaced by United States Spiritist Federation. 

 

The name United States Spiritist Council was chosen based on the name International Spiritist Council created 5 years prior.

After re-evaluating the meaning of the word Council that refers to a group of people, it was decided that the name Federation is more descriptive for our type of organization. The United States Spiritist Federation is an organization formed by several affiliated spiritist groups with internal autonomy. 

 

This question had been brought up to our attention in several instances, based on the use of the word Federation in other countries, including the Brazilian Spiritist Federation. It caused some sort of confusion.

The International Spiritist Council will also remove the name Council in the next meeting that will occur in Lisbon in October, 2016, for the same reason. They will be then known as International Spiritist Confederation, since, country Federations can become active members of ISC. 

This change has the goal of accommodating a more appropriate meaning of the name of our organization, and of making it even clearer to our associates. Please note that United States Spiritist Council remains a registered name and our organization will continue having its use rights.  

 

This meaning is also reflected in the new logo, with each circle representing the different spiritist groups of all different sizes and shades, all integrated and united in the same philosophy and beliefs, and still maintaining the idea of our previous logo.

 

Please note that the Board of Directors, the type of work provided, and everything else will remain the same. 

 

Soon the members of the United States Spiritist Federation will be receiving a copy via email of the new name and logo so they can start replacing the previous one in their websites and printed materials.

 

Let us know if you have any questions,

 

Fraternally,

 

USSF Board of Directors

 

 

 

 

STAY CONNECTED:

Facebook

Twitter

LinkedIn

Pinterest

 

United States Spiritist Federation, 9613 Tavares Cove, Austin, TX 78733

 

 

 

(Informação recebida em email de [email protected]; em nome de; [email protected])

 

 

 

 Programação de 29º. Aniversário do SEJA

Campinas, SP

 

 

(Informação recebida em email de SEJA-Divulgação [[email protected]])

 

 

 

 Palestra programada para o Centro de Cultura Espírita em

Caldas da Rainha, Portugal

 

Na sexta-feira, dia 5 de agosto de 2016, às 21H00, irá decorrer uma conferência espírita subordinada ao tema RACISMO E XENOFOBIA À LUZ DO ESPIRITISMO.

 

Como vê a doutrina espírita estes temas? Seremos por vezes racistas ou xenófobos sem dar conta? Fará sentido do ponto de vista espiritual? Estas e outras questões serão abordadas à luz do espiritismo.

 

Esta palestra terá lugar na sede do Centro de Cultura Espírita, no Bairro das Morenas, em Caldas da Rainha, na Rua Francisco Ramos, nº 34, r/c.

As entradas são livres e gratuitas.

Este centro tem página na Internet em https://cceespirita.wordpress.com e e-mail [email protected]il.com

Fonte: CCE (C. Rainha)

 

 

(Informação recebida em email de Francisco Reis [[email protected]])

 

 

 

 Programação do Núcleo Espírita Amor e Paz

Marília, SP

 

 

(Informação recebida em email de Donizete Pinheiro)

 

 

 

 Palestra no C.E. Francisco Cândido Xavier

São José do Rio Preto, SP

 

Meus amigos,

Convidamos para a palestra “GLÂNDULA PINEAL (EPÍFISE)”, com

 

OTÁVIO T. S. MANDRÁ,

 

de São José do Rio Preto, no Centro Espírita Francisco Cândido Xavier, situado à Av. Alfredo Theodoro de Oliveira, 2195 – Solo Sagrado, São José do Rio Preto – SP, nesta quarta-feira, 03 de Agosto, 20:00 h, e também para o cafezinho fraterno.

Abraços.

 

Navarro
São José do Rio Preto – SP
(17) 3228-0111 e 99702-7066

Conheça:

www.esperanto.org.br

www.agendaespiritabrasil.com.br

www.chicoxavierriopreto.com.br

 

(Informação recebida em emails de Antonio Carlos Navarro e de João Marchesi Neto)

 

 

 

Comemoração dos 70 anos da Instituição Beneficente Nosso Lar. São Paulo, SP

 

 

 

 

 

 

(Informação recebida em email de Clodoaldo de Lima Leite, [email protected])

 

 

 

Encontro “Fortalecendo as bases do Centro Espírita”

Lima, Perú

 

ENCONTROS TAMBÉM EM

BOGOTÁ, COLOMBIA

BARQUISMETO, VENEZUELA

 

 

(Informação recebida em email de Union Espírita Kardecista [[email protected]])

CEJA. Lima, Perú. Foto Ismael Gobbo.

 

 

 

30º. Encontro Fraternal com Divaldo Pereira Franco

Santo André, SP

 

 

(Informação recebida em email de C.E. Dr. Bezerra de Menezes  [[email protected]])

 

 

 

9o. Congresso Alemao de Medicina da Alma da AME-Internacional. Bad Honnef, Alemanha.

 

 

 

(Informação recebida em email de Fernanda Marinho-Göbel)

 

 

 

Evento importante

 

Inscreva-se para o 17º. Congresso Estadual de Espiritismo

Atibaia, SP

arte_destaque-Portal-1038x324.jpg

 

Um Congresso para você e sua família!

 

Participar deste 17º Congresso Estadual de Espiritismo, na bela estância turística de Atibaia, é uma experiência duplamente agradável. Além de abastecer-se de conhecimentos e cultura espírita, o congressista poderá desfrutar também de lindo passeio com toda a família.

 

 

A Comissão Organizadora optou por fechar “um hotel inteiro” para os congressistas, permitindo que não só os casais, mas também os filhos pudessem desfrutar desses momentos. Por isso, firmou parceria com o Tauá Hotel Atibaia, um dos mais requisitados da região no chamado Turismo de Negócios.

 

Além da ampla infraestrutura para eventos, o Tauá Hotel pode hospedar até quatro pessoas adultas por apartamento. Além disso, dispõe de Monitores para acompanhar e divertir a criançada nos vários espaços lúdicos do hotel, que conta, inclusive, com brinquedoteca e piscina aquecida.

 

 

 

Ao fazer sua reserva, o congressista estará, automaticamente, garantindo sua inscrição e as diárias dos três dias do evento, com café da manhã, almoço e jantar. Os valores totais, por pessoa, estão fixados em R$ 870, para apartamento duplo ou triplo, e R$ 1.500 para apartamento single. Crianças até seis anos de idade estão isentas de pagamento!

 

 

O pagamento poderá ser parcelado em até sete vezes (a partir de 30/06/2016), via PagSeguro, depósito em conta, cartão de crédito ou débito e ainda em cheques pré-datados nominais à USE. Acesse www.usesp.org.br/congresso ou escreva para [email protected]. Telss (11) 2950-6554 e 3564-6536.

Assessoria de Imprensa/DECOM-USE    

Rubens Toledo – MTb 13776.

Tel. 11 2950-6554 – 19 3837-2035

Celular 19 9 9705-9059.

E-mail [email protected]

Imagens em alta podem ser baixadas no site www.usesp.org.br/congresso

 

(Informação recebida em email de RUBENS TOLEDO [[email protected]])

Coreto “Silvio Caldas”  na Praça Aprigio de Toledo. Atibaia, SP.  Foto Ismael Gobbo

 

 

 

Seminário:  Valorização da Vida

 Osasco, SP

 

 

 

(Informação recebida em email de Giovana Campos)

 

 

 

 Seminário com Anete Guimarães no CEIFA

Santos Dumont, MG

 

 

 

(Informação recebida em email de Adriano R. Barroso [[email protected]])

 

 

 

3º. Festival de Música Espírita de

São Bernardo do Campo, SP

 

Acessar aqui:

http://us11.campaign-archive2.com/?u=bbc84a776050b26827a6814c5&id=4bf3d00e31&e=913496e007

 

(Informação recebida em email de Festival de Música Espírita de São Bernardo do Campo [[email protected]]; em nome de; Festival de Música Espírita de São Bernardo do Campo [[email protected]] e site)

 

 

 

 Boletim eletrônico da FEB. 1ª. quinzena de agosto.

Brasília, DF

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Descadastre-se caso não queira receber mais e-mails.

 

(Recebido em email de [email protected]; em nome de; [email protected])

 

 

 

 Boletim eletrônico da AME-Brasil

 

Acesse:

http://www.amebrasil.org.br/2015/news/agosto_2016.html

 

 

 

 

 Informações do jornal

Correio Espírita

 

Acesse:

http://www.mensagex.com.br/envios/7710/78083_AAE26C4DAE.html?contato.id=155616976&envio.id=78083

 

 

 

 

 

 

 Agenda Espírita CEAP

Rio de Janeiro, RJ

 

Solicite por email para André Luiz Gadelha

[email protected]

 

 

 

As reencarnações do espírito do homem que morre uma vez só

 

José Reis Chaves

 

 

Publicado originalmente em

O Tempo, BH, MG, em 01/08/16

 

Os adversários religiosos da doutrina espírita e do fenômeno da reencarnação repetem sem parar, como nem papagaios, a passagem de Hebreus 9: 27: “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, e depois disso o juízo”. E falam isso como nem papagaios, porque nem sabem o que estão dizendo, pois o sentido principal desse texto está no versículo 28 seguinte: “Assim também o Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação”.

Quando, pois, o autor dessa passagem bíblica escreveu esses dois versículos, ele não pensou nem a favor nem contra a reencarnação. Mas os adversários dela querem se concentrar só no versículo 27, aleijando o sentido verdadeiro do texto, na visão do seu autor, que é o sacrifício de Jesus na cruz, que dispensa para sempre todos os outros sacrifícios.

Recomendo, pois, aos leitores desta coluna em O TEMPO que leiam não apenas o versículo 27, mas também o 28, que é complemento do 27, a fim de que constatem essa grande verdade inquestionável que estamos mostrando nesta matéria. Realmente, a leitura de apenas o versículo 27 aleija o sentido verdadeiro que o autor de Hebreus quis dar ao texto. E aproveitamos o ensejo para dizer que o autor de Hebreus não é são Paulo, como até há pouco tempo se pensava, mas um discípulo de são Paulo.

Os judeus saduceus eram meio materialistas, pois não aceitavam a existência dos anjos, dos espíritos e da ressurreição dos mortos (Atos 23: 8). E os judeus, de um modo geral, viam o homem apenas pelo seu lado visível, ou seja, o corpo, já que não entendiam quase nada do espírito. E, por isso, quase não falavam nele. Isso levou Jesus, a dizer-lhes que a carne para nada aproveita (João 6: 63).

Também são Paulo deixa bem claro que o homem fenomênico, que é o homem visível ou carnal, não é o que ressuscita, mas o espírito dele: “Semeia-se corpo natural, ressuscita corpo espiritual” (1 Coríntios 15: 44). E reforça essa verdade com outra passagem: “Isto afirmo, irmãos, que carne e sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção” (1 Coríntios 15: 50). E Jesus dá também um xeque-mate na ressurreição do corpo com a afirmação já citada acima, mas que vamos repetir: “A carne para nada aproveita” (João 6: 63). E ainda é o excelso Mestre quem ensina também: “Porque na ressurreição nem casam nem se dão em casamento; são, porém, como os anjos no céu” (são Mateus 22: 30). Ora, se os ressuscitados são como os anjos, que são espíritos sem corpos, logo a ressurreição é também só dos espíritos.

É claríssimo, pois, que a leitura de Hebreus 9: 27, mesmo sem a do versículo 28 seguinte, cuja leitura recomendamos em linhas anteriores, deve ser entendida que o homem nesse texto é só o seu corpo, ou seja, o homem exterior, carnal, sem a inclusão de seu homem interior, imortal, invisível, ensinado por são Paulo (Romanos 7: 22).

E eis mais uma passagem bíblica mostrando que o homem tem um espírito, que é seu homem interior, que não deve ser confundido com o homem exterior, que é o que morre uma vez só, pois não pode morrer duas vezes: “Há um espírito no homem” (Jó 32: 8). E é esse espírito ou homem interior que reencarna, até um dia, ele poder passar pela difícil porta estreita, símbolo da salvação!

 

Busto  retratando o  Apóstolo  São Paulo em bronze de Décio Villares (1851- 1931)

Pinacoteca do Estado de São Paulo. Foto Ismael Gobbo

 

 

 

Parábola da mãe impaciente

 

 A manhã corria tranquila, amenizada por uma brisa suave que balançava de leve as flores do jardim.

O céu azul era recortado pelo voo rápido das andorinhas.

Apesar de todo esse esplendor e encanto, a jovem mãe sentia-se impaciente e nervosa.

Correndo entre as árvores do quintal, o seu filhinho brincava descuidado.

Em dado momento, o garoto aproximou-se de um pequeno poço que ficava junto a uma frondosa mangueira.

Não havia perigo algum. No entanto, a mãe viu e irritou-se, porque estava impaciente.

Acercou-se do filho, ergueu a mão e lhe deu uma forte palmada.

Surpreendido pelo castigo que lhe parecia injusto, o menino ficou bastante irritado.

Voltando-se para a mãe, disse com ar zangado:

Você bateu em mim! Não gosto mais de você.

Ela ficou surpresa e arrependida diante da reação do garoto.

Ele, com a fisionomia amuada, afastou-se, encaminhando-se para o fundo do quintal.

Voltava-se, porém, a cada passo, para o lado em que se achava a mãe e insistia na mesma frase:

Não gosto mais de você!

Proferindo sempre a mesma queixa, chegou junto ao muro.

No terreno vizinho havia uma grande pedreira que, com sua face lisa, provocava um eco de rara perfeição.

Quando o menino bradou mais uma vez: Não gosto mais de você, o eco repetiu:

Não gosto mais de você!

Ao ouvir aquilo, que parecia reboar nas alturas, o garoto, que desconhecia a existência do eco, se assustou.

Correu para junto da mãe.

Mamãe! Lá no fundo do quintal, para o lado da pedreira, tem um gigante que grita: “Não gosto de você!”

A mãe, percebendo a verdade do acaso, tomou o filho pela mão e o convidou a ir até junto ao muro, onde se poderia ouvir o maravilhoso eco.

Ali chegando, pegou-o no colo e falou, com a serenidade que há pouco lhe faltara:

Grite bem alto para o gigante: “Eu gosto de você!”

Sem hesitar, levando as mãozinhas em concha, na altura da boca, ele fez vibrar a voz:

Eu gosto de você!

O eco rebateu: Eu gosto de você!

A jovem mãe explicou, com carinho:

Essa voz que você ouviu é a voz da vida.

A toda palavra de simpatia e bondade responde a vida com bondade e simpatia.

A todo gesto de violência e impaciência, recebemos de volta violência e impaciência.

Temos que agir bem, para que possamos receber o bem da vida.

Fez uma pausa e acrescentou, beijando o menino.

Hoje eu estava impaciente e por isso bati em você.

Mas eu gosto de você, meu filho, me desculpe.

O filho abraçou-a e murmurou:

Mamãe! Desculpe! Eu também gosto muito de você.

E o eco, que parecia nascer do coração da pedra, repetiu:

Mamãe! Desculpe! Eu também gosto muito de você.

*   *   *

Que as nossas palavras sejam sempre evocações à bondade e ao bem.

Que não sejam, porém, manifestações vazias e vãs.

Cuidemos para que nossos gestos sejam exemplificações seguras e constantes de cada uma das palavras que proferirmos.

Redação do Momento Espírita, com base no cap.Parábola da mãe impaciente,
do livro  Contos e lendas orientais, de Malba Tahan, ed. Nova Fronteira.
Em 1.8.2016
.

 

 

O poço. Foto Ismael Gobbo

 

 

 

 

Em absoluto respeito à sua privacidade, caso não mais queira receber este boletim de notícias do movimento espírita, envie-nos um email solicitando a exclusão do seu endereço eletrônico de nossa lista. Nosso endereço: [email protected]