Notícias do Movimento Espírita

São Paulo, SP, sábado, 28 de fevereiro de 2015

Compiladas por Ismael Gobbo

Agradecemos àqueles que gentilmente repassam este email

Parcerias

 

 

http://ismaelgobbo.blogspot.com.br/          http://www.redeamigoespirita.com.br/

 

 

 

Nota 1

Recomendamos confirmar junto aos organizadores os eventos aqui divulgados. Podem ocorrer cancelamentos ou mudanças que nem sempre chegam ao nosso conhecimento.

 

Nota 2

Este email é uma forma alternativa de divulgação de noticias, eventos, entrevistas e artigos espíritas. Recebemos as informações de fontes  diversas e fazemos o repasse aos destinatários de nossa lista de contatos. Trabalhamos com a expectativa de que as informações que nos chegam sejam absolutamente espíritas na forma como preconiza o codificador do Espiritismo, Allan Kardec.  Pedimos aos nossos diletos colaboradores que façam uma análise criteriosa e só nos remetam para divulgação matérias genuinamente espíritas.  O trabalho é totalmente gratuito e conta com ajuda de colaboradores voluntários (Ismael Gobbo)

 

 

Atenção

Se você tiver dificuldades em abrir o arquivo, recebê-lo incompleto ou cortado e fotos que não abrem, clique aqui:

http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/FEVEREIRO/28-02-2015.htm

 

No Blog onde  é  postado diariamente:

http://ismaelgobbo.blogspot.com.br/

 

Ou no Facebook

https://www.facebook.com/ismael.gobbo.1

 

 

 

NOTA SOBRE O ENVIO DESTE BOLETIM

 

ESTAMOS PRESTES A RESTABELECER O ENVIO DE EMAILS COM TODO CONTEÚDO DO BOLETIM DE NOTICIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA ESTAMPADO NO PRÓPRIO CORPO DO E  MAIL NA FORMA COMO SEMPRE FIZEMOS. ULTIMAMENTE PASSAMOS POR PROBLEMAS TÉCNICOS DE VÁRIAS ORDENS QUE DE CERTA FORMA PREJUDICARAM O BOM ANDAMENTO DOS  NOSSOS TRABALHOS.  ISMAEL  GOBBO 

 

 

     OS ULTIMOS 5 EMAILS ENVIADOS:

 

DATA                                        ACESSE CLICANDO NO LINK

 

27-02-2015     http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/FEVEREIRO/27-02-2015.htm

26-02-2015     http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/FEVEREIRO/26-02-2015.htm

25-02-2015     http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/FEVEREIRO/25-02-2015.htm

24-02-2015     http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/FEVEREIRO/24-02-2015.htm

23-02-2015     http://www.noticiasespiritas.com.br/2015/FEVEREIRO/23-02-2015.htm

 

 

 

 

 

O Evangelho Segundo o Espiritismo- Cap. XVII,  9

Sede perfeitos

 

 

Os superiores e os inferiores

 

     9. A autoridade, tanto quanto a riqueza, é uma delegação de que terá de prestar contas aquele que se ache dela investido. Não julgueis que lhe seja ela conferida para lhe proporcionar o vão prazer de mandar; nem, conforme o supõe a maioria dos potentados da Terra, como um direito, uma propriedade. Deus, aliás, lhes prova constantemente que não é nem uma nem outra coisa, pois que deles a retira quando lhe apraz. Se fosse um privilégio inerente às suas personalidades, seria inalienável. A ninguém cabe dizer que uma coisa lhe pertence, quando lhe pode ser tirada sem seu consentimento. Deus confere a autoridade a título de missão, ou de prova, quando o entende, e a retira quando julga conveniente.

     Quem quer que seja depositário de autoridade, seja qual for a sua extensão, desde a do senhor sobre o seu servo, até a do soberano sobre o seu povo, não deve olvidar que tem almas a seu cargo; que responderá pela boa ou má diretriz que dê aos seus subordinados e que sobre ele recairão as faltas que estes cometam, os vícios a que sejam arrastados em consequência

dessa diretriz ou dos maus exemplos, do mesmo modo que colherá os frutos da solicitude que empregar para os conduzir ao bem. Todo homem tem na Terra uma missão, grande ou pequena; qualquer que ela seja, sempre lhe é dada para o bem; falseá-la em seu princípio é, pois, falir ao seu desempenho.

     Assim como pergunta ao rico: “Que fizeste da riqueza que nas tuas mãos devera ser um manancial a espalhar a fecundidade ao teu derredor”, também Deus inquirirá daquele que disponha de alguma autoridade: “Que uso fizeste dessa autoridade? Que males evitaste? Que progresso facultaste? Se te dei subordinados, não foi para que os fizesses escravos da tua vontade, nem instrumentos dóceis aos teus caprichos ou à tua cupidez; fiz-te forte

e confiei-te os que eram fracos, para que os amparasses e ajudasses a subir ao meu seio.”

     O superior, que se ache compenetrado das palavras do Cristo, a nenhum despreza dos que lhe estejam submetidos, porque sabe que as distinções sociais não prevalecem às vistas de Deus. Ensina-lhe o Espiritismo que, se eles hoje lhe obedecem, talvez já lhe tenham dado ordens, ou poderão dar-lhas mais tarde, e que ele então será tratado conforme os haja

tratado, quando sobre eles exercia autoridade.

     Se o superior tem deveres a cumprir, o inferior, de seu lado, também os tem e não menos sagrados. Se for espírita, sua consciência ainda mais imperiosamente lhe dirá que não pode considerar-se dispensado de cumpri-los, nem mesmo quando o seu chefe deixe de dar cumprimento aos que lhe correm, porquanto sabe muito bem não ser lícito retribuir o mal com o mal e que as faltas de uns não justificam as de outrem. Se a sua posição lhe acarreta sofrimentos, reconhecerá que sem dúvida os mereceu, porque, provavelmente, abusou outrora da autoridade que tinha, cabendo-lhe, portanto, experimentar a seu turno o que fizera sofressem os outros. Se se vê forçado a suportar essa posição, por não encontrar outra melhor, o Espiritismo lhe ensina a resignar-se, como constituindo isso uma prova para a sua humildade, necessária ao seu adiantamento. Sua crença lhe orienta a conduta e o induz a proceder como quereria que seus subordinados procedessem para com ele, caso fosse o chefe. Por isso mesmo, mais escrupuloso se mostra no cumprimento de suas obrigações, pois compreende que toda negligência no trabalho que lhe está determinado redunda em prejuízo para aquele que o remunera e a quem deve ele o seu tempo e os seus esforços. Numa palavra:

solicita-o o sentimento do dever, oriundo da sua fé, e a certeza de que todo afastamento do caminho reto implica uma dívida que, cedo ou tarde, terá de pagar. – François-Nicolas-Madeleine, cardeal Morlot. (Paris, 1863.)

 

 (O Evangelho Segundo o Espiritismo, Allan Kardec, FEB.  Texto copiado do site Febnet e da obra citada)

 

David - The Death of Socrates.jpgEcce homo. “Eis o homem”. Pilatos apresenta Jesus à multidão. Quadro de Antonio Ciseri.

Imagem/fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ecce_homo#mediaviewer/File:Eccehomo1.jpg

 

 

Artigo de Divaldo Franco publicado no jornal A Tarde, coluna Opinião, em 26-02-2015. “A magia do bem”

 

 

A MAGIA DO BEM

Artigo de Divaldo Franco publicado no jornal A Tarde, coluna Opinião, em 26-02-2015.

 Saturados pelas notícias perturbadoras, de violência, suborno e crimes de toda espécie, anelamos por encontrar exemplos dignificadores que nos possam servir de alento e sentido existencial, a fim de podermos prosseguir acreditando nos valores ético-morais em total desconsideração. A volúpia do prazer e do vale-tudo a cada dia arrebanha maior número de fiéis seguidores atormentados pelos desejos de ter e do brilhar, mesmo que sob o elevado preço da perda da dignidade e do respeito por si mesmo, em consequência, pelas demais pessoas.

A ausência de líderes portadores de títulos de honradez e de trabalho digno dá lugar ao brilho de personalidades psicopatas, exóticas, que se celebrizam pela estranheza da conduta e da agressividade, em descida a níveis de desequilíbrio jamais vistos na história da humanidade. Apesar de desconhecidos, existem mulheres e homens extraordinários que acreditam no bem e o praticam, sem deixar-se perturbar pela algazarra e loucura dos excêntricos e atormentados, que proclamam a necessidade do gozo acima de todas as circunstâncias.

Passados os momentos da glória enganosa e do gozo transitório, logo despertam os iludidos, tomados pelo vazio existencial, enfrentando a consciência e deixando-se tombar em outras buscas infelizes: alcoolismo, tabagismo, drogadição, sexo em desalinho, descendo, cada vez mais, em direção ao poço sem fundo onde passarão a jazer sem vitalidade. É indispensável que nos voltemos para o amor, conforme assevera a Dr.ª Elizabeth Lukas, eminente discípula do psiquiatra Viktor Frankl, que informa ser a “finalidade da vida a sua conquista”.

Sem dúvida, a palavra encontra-se muito desgastada e confundida, no entanto, podemos identificá-la na ação do bem indiscriminado, cuja magia é proporcionar a felicidade integral ao ser humano, vinculando-o à consciência cósmica. Ninguém pode viver consciente da sua realidade sem o amor, cuja falta enlouquece e que se torna realidade somente pela prática do bem.

Divaldo Franco

 


 - Divaldo Franco escreve quinta-feira, quinzenalmente.
Achou interessante? Passe um e-mail ou ligue para os números abaixo e comente, isso é muito importante para a permanência da coluna no referido jornal.
Central Telefônica: (71) 3340 - 8500
Redação: (71) 3340 – 8800
Email -
[email protected]

(Recebido em email de Lucas Milagre)

 

 

Vídeo, lançamento do livro “Divaldo Franco – A trajetória de Um dos Maiores Médiuns de Todos os Tempos”.

 

Na segunda-feira, 23 de fevereiro , aconteceu em São Paulo o lançamento nacional do livro “Divaldo Franco – A Trajetória de Um dos Maiores Médiuns de Todos os Tempos”, escrito pela jornalista Ana Landi. Na ocasião Divaldo Franco realizou uma sessão de autógrafos. Confira a cobertura do evento.

   https://www.youtube.com/watch?v=VQhE0CrbxE8

         Abraço-Jorge Moehlecke

 

(Recebido em email de Jorge Moehlecke)

 

 

16º. Congresso Estadual de Espiritismo da USE

terá presença do jornalista Heródoto Barbeiro

 

CONGRESSO ESTADUAL DE ESPIRITISMO

Santos, de 18 a 21 de abril.

Heródoto Barbeiro confirma presença Jornalista comentará aspectos históricos da Revolução Francesa, antecedendo conferência sobre os 150 Anos de O Céu e o Inferno, de Allan Kardec, obra que traz, do além-túmulo, alguns dos personagens desse grande acontecimento da História.

O jornalista e âncora da TV Record, Heródoto Barbeiro, confirmou presença no 16º Congresso Estadual de Espiritismo, que se realiza em Santos, de 18 a 21 de abril. Heródoto deverá utilizar a tribuna da Arena-Santos antecedendo conferência da doutora Anete Guimarães sobre os 150 anos de O Céu e o Inferno, quarta obra básica da Codificação Espírita.

 

O jornalista, que se diz adepto do Budismo e simpático ao Espiritismo, comentará aspectos históricos da Revolução Francesa, acontecimento que pavimentou o caminho para a democracia e também contribuiu para a disseminação dos ideais de liberdade, fraternidade e igualdade. Alguns dos personagens da Revolução estão na obra sesquicentenária de Allan Kardec, na série de depoimentos recolhidos pelo Codificador, embora esses Espíritos não tenham revelado sua identidade.

O Congresso Estadual de Espiritismo é uma promoção da União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo (USE) e será realizado na Arena Santos (Rua Rangel Pestana). Participam cerca de mil congressistas, mas as conferências, como a de Anete Guimarães, são abertas também ao grande público, e devem receber até 5 mil pessoas. As inscrições para o evento se encerram neste sábado (28) e podem ser feitas pela Internet (www.usesp.org.br) ou diretamente pelo telefone (011) 2950-6554 ou ainda pelo e-mail [email protected].

Serviço

16º Congresso Estadual de Espiritismo

Data – 18 a 21 de abril de 2015, no Teatro Arena Santos.

Inscrições: congressousesp.com.br

Informações: 11 2950-6554 – [email protected]

 

Assessoria de Imprensa:

Rubens Toledo (MTb 13776)

Tel. (19) 3837-2035– Cel. (19) 9 9705-9059 (VIVO)

e (19) 9 8129-6159 (TIM) [email protected]

--

Rubens Toledo - 
Tel. 19 3837-2035 - Cel. 19  9 9705-9059

(Informação recebida em email de Rubens Toledo)

 

Bondinhos turísticos em Santos, SP. Foto Ismael Gobbo

 

 

22º. Curso de Expositores da Doutrina Espírita

São Bernardo do Campo, SP

 

(Informação recebida em email de Norberto Fátima [[email protected]])

 

 

Programação de palestra no C.E. Poder da Fé

Presidente Prudente, SP

 

 

(Informação recebida em email de ANDRÉ LUIZ ZANOLI [[email protected]])

 

 

Núcleo Universitário de Estudos Espíritas

Salvador, BA

 

 

(Informação recebida em email de Edward Cobem 7 [[email protected]])

 

 

Programação no Centro Espírita Humildade e Caridade

Nova Iguaçu, RJ

 

 

(Informação recebida em emails de Rose Moliterno e de Renê Magalhães [[email protected]])

 

 

1º. Seminário GEAC 2015

Angra dos Reis, RJ

 

 

(Informação recebida em emails de Rose Moliterno e de Renê Magalhães [[email protected]])

 

 

Curso para Evangelizadores da Infância

Santo André, SP

(Informação recebida em email de Ademir Mendes)

 

 

Edna Delfino fará palestra no C.E. Antonio de Pádua

Palmital, SP

 

Imagem inline 2

 

(Informação recebida em email de Francisco Atilio Arcoleze [[email protected]])

 

 

Palestra no Instituto de Difusão Espírita

Assis, SP

 

 

 

(Informação recebida em email de Francisco Atilio Arcoleze [[email protected]])

 

 

Palestra no Seara “Joanna de Angelis”

Campinas, SP

 

 

(Informação recebida em email de SEJA-Divulgação [[email protected]]

 

 

Palestra no Centro Espírita Capitão Vendramini

Três Corações, MG

 

 

 

(Informações recebidas em email de Centro Espírita Capitão Vendramini [[email protected]])

 

 

FEMAR- Curso para Aprimoramento e Formação de Coordenadores e Monitores do ESDE. Virtual. São Luis, MA

Curso para Aprimoramento e Formação de Coordenadores e Monitores do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita em Ambiente Virtual de Aprendizagem.

 

Público Alvo:  Atuais e Potenciais Coordenadores e Monitores de ESDE

Conteúdo Programático: Curso formado por 07 Módulos

 

Módulo 1

1.1Andragogia
I.2. Técnicas de Estudo

Módulo 2

2.3. Doutrina Espírita: Princípios Básicos e Tríplice Aspecto
2.4. Movimento Espírita

Módulo 3

3.5. Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita – ESDE
3.5.1. Conceito, histórico, objetivos, consequências
3 5.2. O coordenador, o monitor e o participante
3 5.3. Implantação e manutenção

Módulo 4

4. 6. Planejamento de Aula

4. 6.1. Tipos de Planejamento
4. 6.2. Objetivos, conteúdos e avaliação
4. 6.3. Fontes de Consulta/Referências Bibliográficas

 

Módulo 5

5. 7. Técnicas de Ensino e Recursos Didáticos

Módulo 6

6.8. Acolhimento Fraterno e o uso de Dinâmicas de Grupos

Módulo 7

7.1 TCC

Funcionamento do Curso:  

O Curso ficará disponível no período de 01/05 a 30/11/2015. Os módulos serão oferecidos de forma sequenciada, um módulo a cada mês. O curso deverá será feito na sequência proposta, entretanto, diante da impossibilidade, de realizar algum dos módulos você poderá se matricular no módulo subsequente. Em qualquer um dos casos, lembre-se que você deve realizar sua inscrição no início de cada módulo.

Cada Módulo será realizado em um período de 30 dias e deve ser iniciado, no começo de cada mês, conforme calendário disponibilizado no site.

Inscrições:    www.femar.org.br (a partir de 01/03 a 30.04.2015 ou até se esgotarem as vagas)

Promoção:   FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO MARANHÃO

(Informação recebida em email de Rosemary @--}---------- [mailto:[email protected]])

 

 

Informações do Movimento Espírita de

Uberaba, MG

 

REUNIÃO LÍTERO MUSICAL DOUTRINÁRIA

Palestra: Evolução (lançamento do CD)

Palestrante: Antonio Fábio Ribeiro – ANFARI (Cantor e Compositor)

Programação: Sorteio de Livros e Confraternização.

Data: 28 de fevereiro de 2015 (sábado)

Horário: 19h30min

Local: Centro Espírita Uberabense (Rua Barão de Ituberaba nº 449 – Estados Unidos – Uberaba-MG)

Organização: UMEU – União da Mocidade Espírita de Uberaba

 

ENCONTRO DA JUVENTUDE EM UBERABA-MG

Conselho da Juventude DIJ/AME promove mais um encontro do movimento #vamosjuntos

Tema: Jesus: família e amor

Local: Centro Espírita Caminheiros do Amor (Av. Nenê Sabino 553)

Data: 28/02/2015

Horário: 16h

Neste encontro as Mocidades Espíritas são convidadas a realizarem juntas o estudo com o tema proposto.

Participe!

 

CONVITE DE TRABALHO: EVANGELHO NA PENITENCIÁRIA DE UBERABA

A Equipe de Apoio ao ESDE do Grupo Espírita Cairbar Schutel está iniciando um trabalho espírita de Estudo do Evangelho na Penitenciária de Uberaba, com o objetivo de levar aos irmãos que estão temporariamente presos, a oportunidade de refletir sobre as lições de Jesus.

A administração da penitenciária permitiu que o Grupo Espírita Cairbar Schutel realizar este trabalho às sextas-feiras das 8h30min às 9h30min, porém, é necessário estar cadastrado.

A intenção do Grupo é formar pequenas equipes que tenham disponibilidade de ir uma vez por mês coordenar esse momento de estudo e reflexão.

Mais informações com Eduardo André - 8857-3204 ou Damiani - 8857-3189.

Equipe de Apoio ao ESDE – Grupo Espírita Cairbar Schutel

 

VISITE O SITE DO JORNAL ESPÍRITA DE UBERABA

Nele você encontrará centenas de sites espíritas interessantíssimos, distribuídos por assuntos, bastando clicar no banner específico, sendo eles:

·         Arte Espírita;

·         Cinema Espírita;

·         Música Espírita;

·         Juventude Espírita;

·         Evangelização Infantil;

·         Especial Chico Xavier;

·         Organizações Espíritas;

·         Tv Espírita;

·         Rádios Espíritas;

·         Jornais Espíritas;

·         Revistas Espíritas;

·         Sites Espíritas;

·         Site do FEMEU;

·         Blog do FEMEU;

·         Canal FEMEU;

·         Blog da AME;

·         Centros Espíritas de Uberaba.

            Você pode ler as últimas notícias espíritas, bem como todas as edições do Jornal Espírita de Uberaba.

                                                                       Vale a pena conferir. Acesse: www.jornalespiritadeuberaba.com.br

 

 

(Informações recebidas em emails de JORNAL ESPIRITA DE UBERABA [[email protected]itadeuberaba.com.br]; de Renê Magalhães [[email protected]]; de Regina Bachega; de João Marchesi Neto)

Acesse: http://www.jornalespiritadeuberaba.com.br/

 

 

Servindo-nos da experiência

 

 

A expectativa da vida humana tem crescido. Fala-se, na atualidade, de setenta anos para o homem e setenta e cinco para a mulher.

Se a economia se preocupa com valores previdenciários, se a medicina providencia recursos adequados para as possíveis dificuldades que surjam, no decurso dos anos, é de nos questionarmos o que a sociedade, em geral, tem feito a respeito.

Estamos nos preocupando com o aumento de tantos idosos circulando em nossa cidade? Estão sendo providenciadas melhores vias de acesso, que lhes permitam andar com maior segurança pelas ruas, sem estarem sujeitos a tropeçarem em passeios improvisados, lajotas soltas ou escorregadias?

E, afinal, o que temos lhes reservado para esses tantos anos a mais que estarão conosco?

Qualidade de vida tem a ver com afeto, atenção, sentir-se útil, capaz de contribuir com o mundo. Alguém valorizado pela sua experiência, pela sua cultura.

Foi pensando nessa bagagem cultural e nas tantas horas ociosas, que uma escola de inglês, no Brasil, teve uma ideia brilhante.

O projeto promove o intercâmbio entre estudantes da língua inglesa, em nosso país, com idosos americanos, que buscam alguém para conversar.

Entre eles, apenas uma ferramenta de videochat, que permite a comunicação à distância, pela internet.

O projeto piloto foi realizado com a participação de trinta alunos do nível avançado e doze idosos de uma Casa de Repouso, em Chicago.

A troca de experiências entre eles estabelece um relacionamento que ultrapassa as barreiras geográficas e de linguagem, agregando valor à vida dos participantes.

A conversa é gravada para avaliação dos professores, mas o que é maravilhoso é o relacionamento criado.

Os idosos se preparam, vestem-se bem, penteiam-se para o momento do diálogo virtual.

Todos muito bem humorados, falam a respeito de suas vidas, mostram fotos de quando eram jovens. Um dos senhores diz a um jovem brasileiro que se sente com vinte e cinco anos, embora tenha quase setenta.

Um adolescente conta que queria viajar para uma determinada localidade mas a mãe não o deixou.

Você tem uma boa mãe. – Foi a resposta do americano.

Uma senhora, emocionada, exclama: Você é minha nova neta!

Uma aluna conta quantos anos tem seu irmão. Com delicadeza, a mulher, que a ouve, sugere a forma correta de formular aquela frase.

Uma excelente troca de experiências. Idosos sentindo-se úteis, ensinando a jovens estrangeiros. Jovens que se sentem felizes em dialogar com pessoas de cultura diferente.

E, além de tudo, uma dose de amizade, afeto, que se cria. Um dos rapazes oferece a sua casa para hospedar aquele velho senhor com quem dialoga, caso ele decida visitar o Brasil.

Outro, abraça o computador, dizendo: Vai aí um grande abraço. E é correspondido.

Com certeza, mais do que alunos melhores, pessoas melhores estão sendo forjadas nessa salutar experiência.

Um exemplo a ser pensado e imitado. Quantas coisas maravilhosas têm nossos velhos para nos oferecer?

Redação do Momento Espírita, com base no vídeo
 
Speaking Exchange, da Escola CNA, de São Paulo.
Em 27.2.2015.

 

 

(Copiado do site Feparana)

Foto ilustração por Ismael Gobbo

 

 

Jamais compare seus filhos...

 

 

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

É mesmo impressionante como um determinado assunto, acontecimento ou situação corriqueira da vida tem diferentes significados para as pessoas. Sim, somos completamente diferentes, não há como negar. Enquanto para uns a chuva vem abençoada, para outros é desmancha prazeres. Enquanto para uns o verão é uma estação agradável, para outros é tormento constante. Enquanto para uns a vida é mera brincadeira, para outros é coisa séria. Enquanto para uns as dificuldades são degraus para o progresso, para outros representam obstáculos intransponíveis.

 

Digo isto baseado em conversa que tive com irmãos gêmeos, portanto, criados pela mesma família, nas mesmas escolas, mesma religião, mesmo grupo de amigos, enfim, realidades bem parecidas, entretanto, visões de mundo totalmente díspares.

 

Propus  a ambos  mesma pergunta sobre o tema: vida.

 

A resposta do irmão A foi: A vida é uma sucessão de perdas. Perdemos a infância e entramos na adolescência, perdemos a adolescência e entramos na idade adulta, perdemos a idade adulta e adentramos a chamada terceira idade e, por fim, morremos.

 

A resposta do irmão B sobre o mesmo tema foi: Eu vejo a vida como uma sucessão de conquistas. Saímos da infância com experiência para entrar na adolescência, saímos da adolescência mais experientes para entrar na idade adulta, ganhamos maturidade na terceira idade e, por fim, iniciamos nova fase existencial com a chegada da chamada morte do corpo físico.

 

Qual deles está certo? Qual está errado? Em verdade, não há certo ou errado, pois cada um possui sua própria impressão acerca do mundo.

 

Mas, é intrigante: mesmo tema, respostas diferentes. Por quê? Naturalmente que no caso acima não podem ser alegados fatores, sociais, culturais, geográficos ou religiosos para respostas tão contraditórias. Ambos tiveram formações semelhantes. Como explicar então diferenças gritantes na forma de encarar a questão? Só há mesmo uma resposta lógica para isto: as existências sucessivas, ou seja, nossas múltiplas experiências no cenário da vida vestindo diversas roupagens de carne que nos proporcionam enfrentar incontáveis situações, nos mais distintos locais sob as mais variadas formações sociais, culturais, psicológicas e religiosas. Em nossa jornada evolutiva adquirimos conhecimentos dos mais diversos que nos transformam em criaturas singulares, únicas, portanto, com visões totalmente incomparáveis das realidades apresentadas pela vida. A sabedoria está em saber lidar com as diferenças para que não nos tornemos pessoas agressivas e desrespeitemos a maneira que o outro tem de encarar a vida.

 

Muitas vezes vemos pais fazendo comparações entre filhos, na irracional tentativa de querer que um pense ou aja como o outro. Impossível, porque somos um espírito, uma individualidade com características próprias. A bondade divina presenteou-me com dois filhos, um casal: Olívia e João. Ela com 17 anos é meiga, ele com 11 anos é mais extrovertido, ela gosta de escrever, ele adora desenhar, ela aprecia maçã, ele é movido a base de uva. Enfim, são duas individualidades com suas próprias bagagens, preferências e conquistas espirituais. Minha tarefa como pai é orientá-los, mas, sobretudo, respeitar suas escolhas envolvendo profissão, cidade onde morar e objetivos a alcançar. Afinal, antes de serem meus filhos são filhos de Deus, almas em busca de aprimoramento e, para tanto, necessitam ter liberdade para escolher seus caminhos a fim de que desenvolvam também a responsabilidade, porque será escolhendo os próprios destinos que sentirão na pele os imperativos da vida a mostrar que toda ação gera uma reação.

 

A propósito, nas fileiras iluminadas de “O Livro dos Espíritos”, Kardec faz instigante pergunta às inteligências invisíveis na questão de nº 804:

 

P – 804 -  Por que Deus não deu as mesmas aptidões a todos os homens?

 

Segue resposta:

 

R – Deus criou todos os Espíritos iguais; mas, como cada um viveu mais ou menos, conseqüentemente, adquiriu maior ou menor experiência; a diferença está na experiência e na vontade, que é o livre-arbítrio. Daí uns se aperfeiçoarem mais rapidamente do que outros, o que lhes dá aptidões diversas. A variedade dessas aptidões é necessária, para que cada um possa concorrer com os desígnios da Providência no limite do desenvolvimento de suas forças físicas e intelectuais. O que um não pode ou não sabe fazer o outro faz; é assim que cada um tem o seu papel útil. Depois, todos os mundos sendo solidários uns com os outros, é natural que habitantes de mundos superiores, na sua maioria criados antes do vosso, venham aqui habitar para dar o exemplo. (Veja a questão 361.)

 

Resposta elucidativa. Fomos criados simples e ignorantes e ao longo dos milênios, em incontáveis experiências na carne conquistamos habilidades, virtudes e aptidões diferentes dos demais Espíritos. Natural, portanto, tenhamos visões de mundo diferentes uns dos outros. Mas o interessante nisso tudo é que as diferenças concorrem para a união e o progresso. Como afirmam os filósofos do além, são as diferentes aptidões por parte dos Espíritos que proporcionam o equilíbrio no mundo. Importante, pois, respeitar o ponto de vista alheio, suas escolhas e habilidades, porquanto são graças a essas disparidades que obtemos conhecimentos múltiplos em nossa escalada evolutiva como espíritos imortais.

 

Pensemos nisso.

 

 

(Texto recebido em email de Wellington Balbo)

 

 

Jovens irmãos contemplam o morro com cascatas  na Estrada Real entre Tiradentes e São João Del Rey, MG.

 Foto Ismael Gobbo

 

 

 

Quando puderes

 

Pelo Espírito Emmanuel. Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Livro: Coragem. Lição nº 22. Página 73.

 

Quanto puderes, não te afastes do lar, ainda mesmo quando o lar te pareça inquietante fornalha de fogo e aflição.

Quanto te seja possível, suporta a esposa incompreensiva e exigente, ainda mesmo quando surja aos teus olhos por empecilho à felicidade.

Quanto estiver ao teu alcance, tolera o companheiro áspero ou indiferente, ainda mesmo quando compareça ao teu lado, por adversário de tuas melhores esperanças.

Quanto puderes, não abandones o filho impermeável aos teus bons exemplos e aos teus sadios conselhos, ainda mesmo quando se te afigure acabado modelo de ingratidão.

Quanto te seja possível, suporta o irmão que se fez cego e surdo aos teus mais elevados testemunhos no bem, ainda mesmo quando se destaque por inexcedível representante do egoísmo e da vaidade.

Quanto estiver ao teu alcance, tolera o chefe atrabiliário, o colega leviano, o parente desagradável, ou o amigo menos simpático, ainda mesmo quando escarneçam de tuas melhores aspirações.

Apaga a Fogueira da Impulsividade que nos impele aos atos impensados ou à queixa descabida e avancemos para diante arrimados à Tolerância porque se hoje não conseguimos realizar a Tarefa que o Senhor nos confiou, a ela tornaremos amanhã com maiores dificuldades para a necessária recapitulação.

Não vale a Fuga que complica os problemas, ao invés de simplificá-los.

Aceitemos o Combate em nós mesmos, reconhecendo que a Disciplina antecede a Espontaneidade.

Não há Purificação sem Burilamento, como não há metal acrisolado sem cadinho esfogueante.

A Educação é obra de sacrifício no espaço e no tempo, e atendendo à Divina Sabedoria, - que jamais nos situa uns à frente dos outros sem finalidade de serviço e reajustamento para a vitória do amor, - Amemos Nossas Cruzes por mais Pesadas e Espinhosas que sejam, Nelas recebendo as nossas mais Altas e Mais Belas Lições.

 

(Texto recebido em email do divulgador Antonio Sávio, de Belo Horizonte, MG)

Fogueira. Santa Rita do Passa Quatro, SP. Foto Ismael Gobbo

 

 

Editoração: Ismael Gobbo, São Paulo,  SP.

Envio: Ismael Gobbo, SP, e, Wilson Carvalho Júnior, Araçatuba, SP

 

 

Em absoluto respeito à sua privacidade, caso não mais queira receber este boletim de notícias do movimento espírita, envie-nos um email solicitando a exclusão do seu endereço eletrônico de nossa lista. Nosso endereço: [email protected]